Geral

O que é Oráculo? Entenda seu significado aqui

Você com certeza já buscou um oráculo alguma vez na sua vida. Mesmo sem ter se dado conta disso.

Difícil mesmo é encontrar alguém que nunca buscou a orientação de um oráculo para resolver problemas e buscar respostas.

Essencialmente, um oráculo é uma fonte externa de respostas. Uma via de contato entre o homem e o divino.

A necessidade de auxílio, orientação, guia, ajuda emocional nos momentos difíceis, são algumas razões para alguém procurar um oráculo.

Mas o que é mesmo um oráculo? Quais os tipos? Quando surgiu? Descubra agora conosco a resposta para esse tema tão enigmático.

O que é um oráculo?

Oráculo é um substantivo masculino que deriva do latim oraculum e significa consulta a resposta Divina. Mas existem várias definições esotéricas e com o tempo surgiram outros significados.

Contudo, uma definição mais simplificada é que oráculo designa uma pessoa, lugar, objetos, símbolos, arquétipos ou meios através dos quais o homem obtém orientações da divindade.

Vamos falar um pouco mais sobre alguns deles.

Quais os tipos de oráculo?

São vários tipos mas veremos agora alguns dos mais importantes:

1. Lugares que são oráculos

Representa qualquer local onde o homem se dirige a fim de se conectar com a divindade e obter respostas para sua vida.

Esse local pode ser um templo ou um local em que acredita poder obter um contato místico especial como Jerusalém, local da aparição de Fátima, Meca, Caminho de Santiago de Compostela dentre outros.

Em geral, existem períodos de peregrinações para esses locais considerados sagrados.

2. Pessoas que são oráculos

São pessoas que dedicam suas vidas para a espiritualidade aumentando suas capacidades pessoais de interpretar mensagens divinatórias para si mesmas e para outros.

Estas pessoas podem ser líderes religiosos como pastores, padres, médiuns.
Ou podem ser pessoas que embora não ligados a uma religião tradicional acredita ter poderes especiais.

Sejam eles vindos de dons especiais, como clarividência , ou através do uso de objetos.

Os profetas também eram grandes oráculos do mundo antigo. Eles recebiam mensagens da divindade e transmitia para o povo que deveria seguir as instruções para ter um futuro melhor.

Ser considerado um oráculo também era sinônimo de que as decisões e autoridade de alguém não poderia ser jamais contestada.

Existem alguns oráculos que ficaram conhecidos no mundo inteiro e conseguiram transpor o seu tempo como Nostradamus e Moisés.

3. Objetos que são oráculos

Existe uma enorme quantidade de objetos considerados divinatórios. Através deles acredita-se ser possível saber o futuro evitando tomar decisões que causem prejuízo. Mas também se busca explicação para assuntos passados e orientação de como agir com dificuldades do presente.

Cartas de Tarô, Rhunas, pedras, búzios, cristais, horóscopo, I Ching, bolas de cristal, ossos, copo de água e borra de café são alguns dos muitos objetos que são usados pelos homem desde a antiguidade como oráculos.

Um dos oráculos mais consultados do mundo é a bíblia. É o livro mais lido de todos os tempos e milhões de pessoas de todo mundo o consultam para encontrar respostas para suas vidas.

4. Rituais que são oráculos

Ritual compreende um conjunto de ações, considerado sagrados, que visa ligar a pessoa a uma fonte espiritual. Pode ser uma simples oração ou reza até toda a preparação feita antes de se consultar as cartas de tarô ou um médium, por exemplo.

No Brasil, onde cerca de 85% da população é cristã, os rituais mais comuns são orações, rezas, missas e cultos evangélicos.

Curiosidade:

Existem registros de rituais de civilizações antigas onde vísceras de animais e cadáveres eram consultados para se adivinhar o futuro. Em algumas culturas os guerreiros, após transpassar o inimigo com a espada, ouvia as últimas palavras da pessoa agonizante como forma de presságio.

5. Oráculos diversos

É quase impossível nomear todos os tipos de oráculos que o ser humano tem ou já teve. A leitura da mão, olhos, pés, crânio humanos já foram usados como oráculo. Assim como jogar dados, observar o vôo de pássaros e vísceras de animais.

Sem esquecer do uso da interpretação de sonhos como fonte de presságio até os dias atuais.

Quando surgiu o oráculo?

Desde o surgimento do homem que este procura contato com o divino. Diferentes civilizações no transcorrer da história da humanidade buscavam oráculos para tomar decisões. Reis, Czares, Césares, chefes de tribo somente tomavam decisões após consulta com um oráculo.

Outras tantas vezes o próprio governante acumulava o poder político e o poder espiritual, sendo ele mesmo o oráculo do povo.

Mesmo povos considerados avançados em conhecimentos científicos e filosóficos. E mesmo aqueles que são a base para a civilização pós moderna, todos tinham os seus oráculos. O Egito, a civilização Inca, China, Grécia e Roma são bons exemplos.

O oráculo era consultado antes de qualquer tomada de decisão. Quer fosse na política ou na guerra.
Alguns exemplos:
Em Roma e Grécia eles faziam perguntas aos deuses e a resposta dada ou veredito era seguido, sem questionamentos.

O oráculo era a própria divindade consultada, e eles tinham muitas, ou ainda o local para onde se dirigiam para consultá-la. Entre os locais mais visitados estava o oráculo de Delfos (Na Grécia), os dois oráculos de Zeus (em Dodona e Olímpia) e o oráculo de Ámon (na Líbia). O mais interessante porém era o oráculo de Jerusalém que, ao contrário dos demais, não era um lugar mas era o próprio rei Salomão.

Para que serve um oráculo?

Ao contrário do que se pode pensar, não se usa o oráculo apenas para adivinhar o futuro. Além do poder divinatório, o oráculo também é usado como método terapêutico. Sim, muitos utilizam oráculos para alcançar saúde física, mental, emocional e espiritual.

Esta forma de consulta dos oráculos está relacionada com ajuda para superar dificuldades momentâneas e trazer alívio ao sofrimento. Funciona como auxílio para o auto conhecimento e como forma de diminuir o estresse e desânimo.

Desta forma, os oráculos funcionam como uma válvula de escape. A busca do oráculo terapêutico proporciona alívio para as dores psicoemocionais, desequilíbrios em geral e servem como guia para um melhor modo de vida.

Por isso, as igrejas e templos no Brasil têm sempre grande afluência de pessoas que vão buscar solução para suas dores interiores. O número de centros terapêuticos mantido pelas igrejas também são enormes. Assim como muitos são os relatos de curas e mudanças de vidas.

Mesmo com a avanço da ciência na pós modernidade, a humanidade ainda procura um oráculo para amenizar suas dores, trazer respostas ou se tranquilizar sobre o futuro. A crença ainda parece fazer parte do ser humano.