Religião

O que significa Namastê? Veja o que quer dizer aqui!

Muito comum no Oriente, mais especificamente na Índia, a expressão Namastê vem sendo utilizada frequentemente aqui no Brasil, principalmente nos centros de prática de Ioga. Vamos entender o que significa essa palavra e como expressá-la de maneira correta?

Não é de hoje que algumas expressões e práticas religiosas do Oriente, fascinam os ocidentais. A expressão Namastê é um exemplo disso, muitos inclusive repetem gestos sem nem sequer saber para que servem.

Elaboramos esse artigo de hoje para esclarecermos todas as possíveis dúvidas acerca dessa expressão poderosíssima de cumprimento e como devemos fazê-la de maneira correta. Aproveite essa leitura para se manter mais antenado e atualizado.

Entenda o real significado de Namastê

A palavra Namastê tem origem da língua antiga indiana chamada Sânscrito. Atualmente é utilizada frequentemente como forma de saudação aqui no Oriente, principalmente em ambientes de práticas religiosas.

O significado da palavra “Namah” é o ato de reverenciar, saudar, curvar  e “Tê” significa a ti.

As traduções ao pé da letra podem ser “Eu me curvo diante de ti” ou “Eu te reverencio”.

É comum ver algumas pessoas que não são indianas darem explicações espiritualistas sobre essa palavra. Algumas inclusive traduzem-na como “O Deus que habita em mim, saúda o Deus que habita em você”, na prática o seu significado não é bem esse.

Como é o gesto?

O indiano quando pronuncia o Namastê executa um gesto corporal de reverência, ou seja, mãos palmas com palmas na altura do coração e corpo levemente curvado a frente, cabeça sempre baixa.

Na Índia, esse gesto das mãos na altura do coração é chamado de pranamasana ou anjali mudra, seu significado é de respeito.

Com esse gesto nem é necessário dizer  palavra Namastê, os indianos entendem o que você quer dizer.

Namastê nas saudações religiosas, entenda como funciona!

A Índia é uma das regiões mais populosas do mundo. Para se ter uma ideia cerca de 1,2 bilhões pessoas vivem na Índia.

Por ter uma quantidade muito grande de pessoas, a diversidade religiosa também é muito grande. Acredita-se que cerca de 80% da população são hinduístas e 20% seguem outro tipo de religião, isso em número significa 250 milhões de pessoas seguindo outra religião com costumes e culturas diferentes.

A expressão e o gesto do Namastê é utilizado principalmente pelos adeptos do Hinduísmo e do Jainismo. Outras religiões presentes na Índia como o Budismo e o Islamismo utilizam tipos de saudações diferentes.

É muito comum você ouvir saudações vindas do Islamismo, uma delas é o salaam aleikum que significa “Paz em você”. Isso acontece porque são aproximadamente 100 milhões de indianos mulçumanos vivendo na Índia.

Outra religião bem expressiva em termos de números é o Sikhismo com cerca de 20 milhões de adeptos e que possui a sua maneira de saudação chamada de sat sri akal.

Sânscrito, entenda o que é a língua sagrada?

Na Índia, o Sânscrito é uma língua sagrada que serviu para propagar principalmente o Hinduísmo.

Apesar de ser considerada uma língua morta, milhares de indianos ainda se comunicam utilizando expressões e palavras desse idioma.

Esse tipo de língua é relacionada principalmente com a dimensão espiritual do Hinduísmo.

Aqui no Ocidente, o Sânscrito ficou conhecido a partir do século XVII. Os primeiros brâmanes conhecidos se comunicavam e expressavam com essa língua. Os mantras que conhecemos hoje e a Naturopatia Ayurvédica foram escritos nesse tipo de língua.

Confira a seguir alguns termos do Sânscrito

A seguir você pode conferir algumas expressões interessantes do Sânscrito que são utilizadas até hoje, acompanhe:

  • Abhaya: Esta expressão é muito utilizada e significa principalmente a falta de emoção no ser humano ou então a indiferença;
  • Abhimana granthi: Esse termo significa principalmente ao mundo do apego tanto material como sentimental e também a falta de emoção ou indiferença;
  • Abhinivesha: Essa expressão significa principalmente o amor que o indivíduo tem a vida e o medo da morte;
  • Abhisambodhi: Essa palavra corresponde a iluminação que o indivíduo tem;
  • Abhyasa: Essa palavra significa principalmente o esforço pessoal que cada indivíduo tem para purificar o espírito e a sua mente;
  • Adhibhautika: Essa palavra é como se fosse uma expressão e que significa principalmente aos sofrimentos do mundo físico;
  • Adhidaivika dukha: Essa palavra significa o sofrimento provocado pela ação divina;
  • Adhistana: Essa palavra muito poderosa significa o estado de graça da alma e a sua pureza.

Quando devo usar o Namastê?

Essa é uma questão que confundem muito os estrangeiros. Namastê não é um simples oi, ela é uma palavra que demostra respeito, formalidade e principalmente reverência.

Atualmente ela é uma palavra muito utilizada no contexto religioso, no dia a dia de algumas regiões você simplesmente não ouve as pessoas se cumprimentando com Namastê.

É preciso observar a sua volta, se alguém te cumprimentar com ela, retribua o gesto e a palavra em sinal de respeito.

Algumas pessoas se surpreendem, pois é comum ouvir a expressão em inglês “hello”, inclusive ela atualmente é até mais comum.

Como você está em outro país com uma cultura diferente, procure utilizar o Namastê quando for cumprimentar pessoas ligadas a religião, por exemplo, um sacerdote, um guru, algum velho sábio, professor, mentor etc, com certeza não terá erros, ou ainda algum outro indivíduo com alta patente, políticos por exemplo.

Namastê no Brasil

Quem é adepto do Yoga e da Meditação, a expressão Namastê é muito utilizada nas salas de aula, principalmente como cumprimento inicial e final das práticas.

Aqui no Brasil ela ganha um sentido mais espiritual, onde a reverência é destinada ao Sagrado existente dentro de cada ser humano.

Tanto o Yoga como as práticas de meditação em geral se referem ao poder interior, onde o indivíduo deve estar conectado com a sua essência para se manter em equilíbrio.

Nessas duas práticas, a expressão Namastê seguida do seu gesto habitual referem-se principalmente a humildade da alma, a morte do ego, o sinal de respeito a outra alma que se encontra a sua frente.

É cada vez maior o número de pesquisas feitas para provar que essas práticas são altamente benéficas para a saúde do corpo humano. Esses tipos de práticas são muito indicadas principalmente para pessoas ansiosas e que tenham algum tipo de transtorno psicológico.