Língua Portuguesa

Competência: significados e exemplos

Não é incomum você ouvir e até mesmo dizer palavras que possuem um determinado sentido, mas não sabe exatamente qual é a sua definição. A palavra competência é um exemplo disso, sendo bastante utilizada no nosso dia a dia, mas quase nunca explicada em seu contexto. Você já parou para tentar definir o que ela realmente significa? Essa não é uma tarefa fácil e, exatamente por isso, vamos falar hoje sobre ela, bem como seus significados e conceitos.

O que significa competência?

A palavra é um substantivo feminino que significa aptidão para cumprir determinada tarefa. Tal aptidão é construída através de conhecimentos, experiências e habilidades que uma pessoa pode ter para realizar aquilo que tem competência. Até por isso, essa palavra pode ser utilizada em diversos contextos diferentes.

Veja também – Significado de prosopopeia

Alguns sinônimos da palavra são aptidão, capacidade, mérito, proficiência, habilidade necessária e habilitação. É necessário, porém, saber que, apesar de sinônimos, algumas palavras não podem ser sempre usadas no lugar de outras, já que isso pode dar um sentido diferente para o que você quer dizer.

Etimologia da palavra

A palavra tem suas origens no latim, da junção dos termos com (junto) e petere (procurar, disputar), formando a palavra competere, que traz um sentido de “lutar, procurar, ao mesmo tempo”.

Na idade média, o termo era utilizado apenas em âmbito jurídico e tinha a ver com a legitimidade que uma pessoa ou mesmo uma instituição tinha para lidar com determinados assuntos. Com o passar dos séculos, o termo teve seu significado ampliado, trazendo o sentido que mais conhecemos hoje, que tem a ver com a soma de conhecimento e habilidades de uma pessoa sobre determinado assunto ou para realizar determinada tarefa.

Hoje em dia, existe um debate acadêmico sobre se a competência de uma pessoa é formada exclusivamente dos méritos ou se existe um processo por trás disso, que envolve sua educação, tanto em casa quanto a escolar.

Competência

Tipos de competência

Como esse termo teve seu sentido bastante ampliado com o passar do tempo, é comum que existam contextos diferentes em que a palavra é utilizada, ainda que o sentido último dela permaneça o mesmo. Podemos citar como tipos de competência:

  • Jurídica;
  • Profissional;
  • Social;
  • Pessoal.

Vamos falar sobre cada uma delas para que você entenda como diferencia-las de uma vez por todas.

Jurídica

Quando se fala em Direito, a palavra competência é utilizada para designar o limite do exercício do poder jurisdicional de determinada pessoa. Julgar um crime cometido fora do país não é da competência de um juiz de uma pequena cidade, por exemplo.

Existem alguns critérios que fixam as competências, como a soberania nacional ou a hierarquia de determinados órgãos e podem ser divididos em critérios funcionais ou objetivos. Esses critérios existem para que a competência de cada um no âmbito jurídico seja bem demarcada.

Outro exemplo que deixa bem claro o uso da palavra competência no âmbito jurídico é quando uma pessoa quer mover um tipo de processo, mas não pode, pois não é de sua competência, como quando ela quer impedir que pessoas façam barulho na sua rua na parte da noite, já que isso é competência do estado.

Profissional

Muito se fala sobre competência profissional hoje em dia. É bastante comum ver palestras ou ler artigos que falam sobre as principais competências que você deve ter para se destacar no mercado de trabalho.

Quando falamos em competência profissional, estamos falando da capacidade de uma pessoa em resolver certos problemas ou de realizar as tarefas que são necessárias dentro daquele ambiente.

Essa palavra é bastante utilizada para destacar e diferenciar funcionários, funcionando também como uma medida para avaliar o desempenho de profissionais e ajudando na decisão de promoções ou até mesmo de demissões.

Social

Competência social é um termo utilizado na Psicologia e tem a ver com a capacidade de uma pessoa de lidar com outras. Uma pessoa que sabe se colocar no lugar da outra para resolver determinada situação, por exemplo, possui competência social.

O termo também tem a ver com a capacidade de lidar com situações difíceis no dia a dia que envolvem outras pessoas, seja no âmbito pessoal ou profissional.

Alguém que não consegue realizar uma tarefa em grupo na escola ou na faculdade pode não possuir competência emocional, por exemplo.

A falta de competência social é um problema grave e pode gerar adversidades na vida de uma pessoa. Nesses casos, a ajuda de um profissional da psicologia é necessária.

Competência

Pessoal

As competências pessoais têm ligação direta com a competência social, mas também podem estar ligadas com a competência profissional, já que esse tipo de capacidade influencia essas duas partes da vida de alguém.

Alguns exemplos de competência pessoal são senso crítico, capacidade de decisão, determinação e controle emocional.

Diferença entre competência e habilidade

Como já falamos anteriormente, competência e habilidade são sinônimos, mas não são palavras que podem ser simplesmente trocadas dentro de uma frase, pois pode fazer com que ela adquira um contexto totalmente diferente. Mas, então, qual é a diferença entre competência e habilidade?

Enquanto habilidade tem mais a ver com a capacidade de uma pessoa de fazer algo, a competência tem mais relação com a forma que essa habilidade é usada, somada também a outros fatores, como a experiência e o conhecimento.

Para ser competente em determinado esporte, não basta apenas ter certas habilidades, mas saber utiliza-las da maneira correta. Portanto, podemos afirmar que a palavra habilidade está relacionada com um meio; já a competência está relacionada com um fim.

Considerações finais

Saber definir termos é uma das coisas mais difíceis quando analisamos a nossa própria língua. Isso porque esse é um exercício que faz com que você precise refletir muito além sobre algo que vai além do uso comum da palavra e que muitas vezes passa pela história da construção da língua portuguesa.

É por isso que sempre podemos afirmar que investigar significados de conceitos não é apenas uma curiosidade, mas uma verdadeira lição a ser aprendida por todos.

About the author

giovanna