Tecnologia

NFC (Near Field Communication): o que é? Como funciona?

Se você ainda não ouviu falar de NFC, certamente vai ouvir falar nos próximos anos, porque é uma tecnologia que veio para facilitar muito o cotidiano das pessoas, desde procedimentos essenciais, como pagamento de contas, a atividades de descontração, como transferir músicas para o aparelho de som que for mais conveniente de momento.

Essa tecnologia já é muito popular no Japão- pudera, o país asiático foi um dos inventores desse sistema de troca de dados, mas aqui no Brasil, em São Paulo, especialmente, o NFC já vem sendo usado em escala cada vez mais crescente. A aposta é que a tecnologia venha a substituir a função da sua carteira! Por isso, provavelmente você ainda vai ouvir falar bastante desse sistema.

E para já ficar por dentro do que promete ser a grande tendência em termos tecnológicos para o futuro e não ser pego de surpresa, ou para ser o responsável por apresentar o NFC para familiares e conhecidos (e assim posar de “antenado” da tecnologia), saiba mais desse sistema conferindo este post que preparamos inteiramente para tratar dele.

Descubra a seguir o que é e quais são as grandes vantagens do NFC.

Conhecendo o NFC

Vamos começar pelo básico: o que significa a sigla NFC?

É a abreviação de “Near Field Communication”, que no nosso idioma equivale a “Comunicação por Campo de proximidade”.

A tradução define bem o conceito do NFC. É uma tecnologia que permite a troca de informações, de dados, entre aparelhos, que detenham chip compatível, sem o uso de cabos e fios.

Mas talvez pergunte. Isso já não existe? Não é o mesmo que Bluetooth e Wi-Fi?

Sim, é parecido. Mas tem uma diferença significativa.

No Wi-Fi ou Bluetooth, é necessário parear os aparelhos, fazer uma configuração prévia para que a transmissão de dados ocorra, como digitar senhas ou clicar em botões.

Com o NFC, basta a aproximação para que os dados sejam trocados automática e instantaneamente.

É claro que é preciso comandos de autorização para que as informações sejam compartilhadas e uma distância mínima para a tecnologia ser acionada, até 10 centímetros.

Essa distância bem curtinha é pensada para que a intenção de comunicação seja clara, pois do contrário seria um verdadeiro Deus nos acuda, não é mesmo? Celulares, tablets ou qualquer dispositivo que suporte o NFC disparando notificações constantemente.

Mas você ainda não viu grande vantagem do NFC? Ainda não lhe faz inclinar a trocar seu Wi-Fi por esse sistema?

É porque, naturalmente, você está focado em entender o que é o sistema e suas diferenças em relação às demais tecnologias, mas quando se inteirar sobre as aplicações e possíveis aplicações do NFC, perceberá como essa tecnologia é vantajosa.

NFC

As aplicações do NFC

O Google lançou um aplicativo chamado Android Play, que possibilita que um smartphone Android consiga pagar contas por meio dessa tecnologia, dispensando o uso de cartão de crédito por exemplo.

Para usar esse serviço, é preciso baixar o aplicativo, cadastrar um cartão de crédito ou débito e, ao fazer o perfil no sistema, basta passar o celular desbloqueado em um aparelho receptor que, ao estabelecer a comunicação, o desconto será efetuado automaticamente.

É possível passar o smartphone na catraca do metrô, desde que suporte esse tipo de tecnologia, e pagar a passagem tranquilamente, por isso se aponta que o NFC será o provável substituto das carteiras.

Para você, que tem uma empresa, o NFC pode ser uma tecnologia para ser usada nos crachás dos funcionários, para identificá-los quando chegam na empresa.

O NFC tem aplicações interessantes na publicidade. Sabe aquele momento que está esperando o ônibus que não chega e não lhe resta mais nada a fazer do que esperar? O seu aparelho smartphone com NFC pode se aproximar de uma publicidade no ponto de ônibus que contenha a tecnologia e receber descontos na loja do anunciante.

Em um museu, a tecnologia pode ser usada para passar mais informações sobre uma obra e, no mercado, pode passar o preço dos produtos ou a lista de ingredientes.

Como funciona o NFC?

Como apontado acima, é preciso que dois aparelhos tenham o chip NFC instalado para se efetuar a partilha de informações. O sistema foi idealizado para permitir a troca de informações apenas de dois aparelhos, por isso, é emitido um pulso de frequência de curta distância e rápido para impedir a intrusão de um terceiro aparelho.

A comunicação ocorre de forma simples: a um dos aparelhos cabe o papel de iniciar o contato e controlar a troca de informações, enquanto o outro faz papel de receptor e apenas responde (ou não) às solicitações emitidas pelo primeiro.

Existem dois modos de transmissão.

Ativa

É quando os dois aparelhos são capazes de emitir sinal e trocar informações. É o mais comum em operações financeiras envolvendo celular.

Passivo

Quando a interação se limita a um dos aparelhos gerar o sinal de transmissão, enquanto o segundo é só alimentado por este. É o caso dos objetos que não são alimentados por corrente elétrica, como cartões e cartazes, sendo possível colocar tags NFC que armazenam dados para executar determinada ação ao ter contato com um emissor ativo.

NFC

Mas o que são tags NFC?

São pequenos chips de rádio junto a uma antena simples e elas podem vir no formato de chaveiro ou de etiqueta.

Esses chips suportam uma quantidade específica de memória para armazenar dados. Dados que normalmente contêm pré-configurações para se executar determinado comando ou passar informações específicas ao aparelho emissor.

Exemplos de aplicações das tags NFC:

Envie informações para a TV: ao colocar uma dessas tags NFC do lado de trás de sua Smart TV, aproximando o celular na distância mínima necessária, 10 cm, o aparelho transmitirá arquivos para a telona, como fotos, vídeos, áudios, entre outros.

Liberação de senha do Wi-Fi: você pode colocar, por exemplo, uma dessas tags na sua sala. Quando as visitas chegarem, basta que elas aproximem seus aparelhos na tag e os smartphones delas precisarão ter a mesma tecnologia para que a senha do Wi-Fi seja liberada instantaneamente.

Percebe como sua vida digital ficará bem mais dinâmica, simples e descomplicada com a popularização dessa tecnologia?

Se tiver oportunidade, não deixe de conhecer. É o futuro!

Gostou do conteúdo? Então curta, compartilhe, avalie. Seu apoio é muito importante para nós.

Leia mais de nossa sessão de tecnologia.