Geral

Física quântica: entenda definitivamente o que é

Física quântica

A física quântica é um dos ramos da ciência que mais desperta curiosidade em nós, pobres mortais. Essa parte teórica da física estuda alguns dos fenômenos como o que acontece com as partículas subatômicas e atômicas. Partículas essas que são menores ou iguais a um átomo.

Diferentemente da nossa física clássica, essas micropartículas estudadas pela física quântica não podem ser influenciadas por algumas leis como a gravidade, ação e reação, inércia e etc.

História da física quântica

No ramo dos estudos quânticos dessa física, eles são classificados como não intuitivos, ou seja, determinadas coisas podem ser verdadeiras, mesmo que aparentemente não pareçam. Para físicos mais conservadores e formados pelos estudos mais tradicionais, esse tipo de física ficou conhecida como “falsa teoria”.

Foi o físico Max Planck, o primeiro a desenvolver alguns dos princípios básicos dessa física, em meados do século XX. Esses princípios básicos desenvolvidos por ele são totalmente contraditórios a física tradicional clássica. Foi Planck quem criou a “constante de Planck”.

Quem batizou a equação criada por Planck de quantum foi nada mais, nada menos do que Albert Einstein. O significado de quantum é quantidade e quântico se refere ao evento físico dessa quantização, isso quer dizer a alteração de maneira instantânea que acontece nos elétrons em relação a sua energia que vai da mínima para uma superior assim que são aquecidos.

O que é a física quântica?

A física quântica, mecânica quântica e teoria quântica são os termos que se utilizam para designar uma parte dessa física moderna, na qual surgiu em meados do século XX.

Essa parte da física é a que estuda todos os fenômenos relacionados e associados as moléculas, átomos, partículas chamadas de subatômicas e quantização considerável de energia.

Ao longo dos anos e com o passar do tempo, estudos diversos foram feitos e teorias diversas foram descobertas ligando a física quântica e a espiritualidade. Mas, é preciso ressaltar que o foco maior desses estudos se concentra em descobrir novas informações microscópicas das partículas.

Algumas áreas do conhecimento como a filosofia e a química também se beneficiam com as descobertas teóricas feitas sobre essa física.

Mesmo que os estudos sobre esse tipo de física estejam focados principalmente em fenômenos microscópicos, os aspectos macroscópicos se influenciam, pois absolutamente tudo no universo é feito de átomos, moléculas e demais partículas.

Os princípios da física quântica se tornaram a base de estudos de alguns outros ramos contidos na física, atômica, química, molecular, nuclear, entre outras. Além desses ramos, diferentes setores relacionados ao conhecimento humano, revolucionam as diferentes correntes filosóficas e algumas ciências exatas.

As pessoas que defendem a ligação deste tipo de física com assuntos espiritualistas, defendem a condição chamada de casualidade, ou seja, existe a possibilidade de uma existência de situações simultâneas diferentes acontecendo em determinadas partes do corpo subatômico.

A física clássica não concorda com uma teoria que a quântica prega de que existe uma certa “dualidade onda-partícula”, isso quer dizer que as partículas podem ser uma ora onda, ora partícula.

A partir desse tipo de informação, surge a ideia da “teoria dos vários mundos”, isso quer dizer que algumas realidades alternativas sobre o indivíduo podem ser possíveis.

Física quântica

Relação da física quântica com a espiritualidade

A relação que a física quântica tem com a espiritualidade parece uma coisa completamente distinta, onde gera diversos debates a respeito. Um núcleo acredita em todas as informações que a energia quântica diz sobre o plano espiritual e o outro é totalmente contra esse mecanismo quântico de explicação sobre a espiritualidade.

Quem gosta desta teoria e da relação que a física quântica tem com o universo espiritualista, o pensamento humano seria um dos instrumentos fortes e com grandes capacidades de transformar a realidade ao redor.

Relação da física quântica com os diferentes tipos de pensamentos

Existe uma afirmação feita pelos estudiosos de que a física quântica possui uma relação com a consciência humana, fazendo com que seja possível construir a realidade que quiser.

Isso quer dizer que esse tipo de física seria capaz de influenciar todas as micropartículas atômicas que existe ao redor das pessoas, ou seja como elas se comportam pode ser alterada, para a construção de uma realidade que o indivíduo almeja.

Para ser mais fácil de ser entendido, a maneira como você pensa, influencia e altera a realidade ao redor do seu corpo.

6 principais facilitadores da física quântica

Existem alguns pensadores que contribuíram para que a física quântica se consolidasse e pudesse ser explorada até hoje. Conheça a seguir 6 principais pensadores:

1 – Max Planck

Este físico foi considerado literalmente o “pai da física quântica”. Esse título foi dado graças as suas importantíssimas contribuições feitas teoricamente. As radiações eletromagnéticas foram o seu principal foco de estudos, inclusive a Constante de Planck foi a sua criação teórica mais consolidada.

2 – Albert Einstein

O físico alemão Albert Einstein junto com o Planck ajudou a construir as teorias da física quântica.

Seus estudos e teorias possuem um enfoque relacionado a teoria da relatividade.

Para Einstein, o universo está em constante expansão. Ao estudar as Leis de Newton, o cientista pode encontrar lacunas.

No ano de 1921 ganhou um prêmio Nobel da física, por causa dos seus estudos importantíssimos sobre o efeito fotoelétrico.

3 – Rutherford

Este físico neozelandês contribui de maneira muito positiva para o avanço deste tipo de física. Sua teoria está baseada e relacionada a radioatividade, ou seja, na descoberta dos raios beta e alfa.

Essa sua revolucionária teoria atômica é utilizada até hoje, foi ele quem conseguiu identificar as partículas atômicas chamadas de elétrons e prótons. O modelo que ele descobriu é igual ao sistema planetário que conhecemos, onde esses elétrons se movem em órbitas chamadas de elípticas.

Física quântica

4 – Niels Bohr

Este físico provou que acelerando as partículas atômicas, os elétrons presentes cairiam no núcleo, pois perderiam sua energia.

O modelo de Rutherford-Bohr descobriu uma nova teoria atômica, onde afirma que quando a eletricidade passa pelo átomo, faz com que o elétron pule a órbita maior.

5 – Schrodinger

Este físico foi muito importante, pois conseguiu perceber de modo ativo todas as mudanças que o estado físico tem com a física quântica.

Foi ele que criou uma das experiências mais intrigantes chamada de “gato de Schrödinger”. Nela, deve-se imaginar um gato dentro de uma caixa com um pote de veneno ao lado. Para esse tipo de física ele estaria morto e vivo mesmo tempo.

6 – Werner Heisenberg

Este físico alemão criou o modelo quântico atômico, seus estudos foram importantíssimos para que se estabelecesse a evolução na área da mecânica quântica.

O “princípio da incerteza” foi criado por ele em 1927.