Ciência Geral Medicina

Gripe H1N1: o que é e como se prevenir. Confira!

O que é a gripe H1N1?

A gripe H1N1 é considerada uma doença respiratória crônica, que se instala preferencialmente nas células da mucosa respiratória, causando sérios problemas à saúde.

A doença é, na verdade, uma virose causada pelo vírus da família influenza A, do tipo ou variação H1N1, que foi responsável pela morte de muitas pessoas durante anos, pois, até o momento, não há vacinas que consiga erradicá-lo.

Estima-se que esse vírus já convive conosco há mais de um século e, com o seu incrível poder de mutação, ele vem evoluindo e transmitindo diversas doenças com potenciais mortais a algumas espécies vivas.

H1N1

Histórico do H1N1

Como dito acima, esse vírus possui certos quadros de sazonalidade, aparecendo entre 20 e 30 anos, e causando diversos surtos. Confira:

Gripe Espanhola em 1918

A Gripe Espanhola foi considerada a maior pandemia de todos os tempos, tanto pelo seu potencial de transmissão quanto pela sua taxa de mortalidade durante o período em que assolou a terra.

Veja também – Liberação miofascial

Ela foi uma doença gerada pela Influenza A com variação H1N1 e foi capaz de extinguir 5% da população mundial em apenas um ano.

Gripe suína de 1931

Em 1931, verificou-se, pela primeira vez, um surto de gripe que atingiu somente porcos. Estudiosos da época chegaram à conclusão que o vírus que atingiu os porcos, foi, na verdade, uma mutação, com menor potencial, da gripe espanhola que ocorreu treze anos antes.

Gripe Russa em 1977

Entre os anos 1957 e 1968, o H1N1 sofreu diversas mutações em seu gene, gerando as gripes H2N2 (Gripe Asiática) em 1957 e H3N3 (Gripe de Hong Kong) em 1968, deixando diversos mortos pelo mundo, embora bem menos do que a Gripe Espanhola.

Em 1977, algo inédito aconteceu. Novamente, o H1N1 surgiu em sua linhagem pura, causando uma nova pandemia. Alguns pesquisadores desconfiam que o vírus poderia ter vazado de algum laboratório soviético ou do leste asiático, pois ele havia voltado em sua forma original.

Gripe suína em 2009

Depois do incidente ocorrido em 1977, o vírus H1N1 surgiu novamente em 2009, mas, dessa vez, com o nome de gripe suína, se espalhando rapidamente por todos os continentes, infectando e matando diversas pessoas de vários países.

A gripe suína de 2009/2010 foi denominada pela Organização Mundial da Saúde como uma pandemia, pois causou a morte de, aproximadamente, meio milhão de pessoas.

H1N1

Transmissão

A transmissão da gripe H1N1 se dá pela tosse, pelo espirro ou por quaisquer objetos contaminados com secreções.

Além disso, doenças novas ou possivelmente erradicadas de um país podem voltar através de turistas, como aconteceu com o Brasil em 2016. Depois de cinco anos sem o H1N1, o vírus retornou ao Brasil através de turistas que vieram para o país por conta da Copa do Mundo, e está em circulação até hoje.

Sintomas

O H1N1 possui sintomas comuns a todas às gripes, tais como: dor na garganta, olhos lacrimejantes, dores na cabeça, mas além disso, ela vem acompanhada de febre alta, dores intensas no corpo e quadros de falta de ar.

Período de incubação do H1N1

O período de incubação do vírus H1N1, desde sua infecção até o início dos sintomas, pode demorar entre três e sete dias.

H1N1

Prevenção

Para prevenir-se de qualquer gripe, basta se atentar as seguintes situações:

  • Manter a higiene
  • Lavar as mão várias vezes ao dia com água e sabão
  • Evitar tocar olhos, nariz e boca
  • Usar álcool em gel
  • Evitar entrar em contato com pessoas contaminadas

Artigos relacionados:

About the author

Jessica