Língua Portuguesa

O que é um herege? Conceito e significados

Com tantos eventos modernos relacionados à religião e a doutrinas que até incentivam o extremismo, por que você deixaria de saber mais sobre o termo “herege”? Claro que essa procura chegou ao fim, pois nosso este nosso artigo viaja desde a Idade Média até os dias de hoje para você conhecer as definições do vocábulo e seu emprego ao longo de séculos de história.

O vocábulo herege

Como análise de sua etimologia, herege é um vocábulo com origens gregas, mais precisamente da palavra hairetikós. E, para irmos direto ao ponto, o que mais você sabe sobre a palavra herege?

Saiba que, em termos da nossa língua portuguesa, a palavra “herege” é um adjetivo que apresenta gramaticalmente uma classificação de substantivo. Mas confira abaixo quais as definições e significados desse termo.

  • O que se contradiz em meio às doutrinas católicas impostas;
  • É o cristão praticante do catolicismo, embora questione suas verdades;
  • Os sem ou os que depreciam as relações entre crença e seres humanos;
  • Aquele opositor a certos grupos evangélicos;
  • Aquele que combate certos dogmas religiosos;
  • Aquele que pratica doutrinas contra os dogmas da igreja ou profetisa heresias.

O contexto social de herege

O vocábulo herege tem bases históricas, como ainda iremos abordar, mas podemos adiantar que ela está baseada dentro de princípios aplicados em relação a dogmas e doutrinas da fé, embora devamos respeitá-la e aceitá-la mediante várias convenções da nossa sociedade.

Veja também – Pragmático

Isso porque, mesmo que a presença de um herege precise ser aceitável, você tem que saber que sua adoção é válida por aqueles que sustentam que Cristo sempre foi uma pessoa humana ainda que sua divindade fora concebida pelo próprio Deus.

Para alguns, além de tudo, a crescente onda herege vem da dissidência de grupos que chegam até a discordar da própria verdade. No caso da Igreja Católica, ela é conhecida mundialmente por defender seus dogmas, mesmo que seu poder seja absoluto que tenha condenado qualquer herege que se opôs às suas doutrinas.

Como resultado desse conflito de ideologias, pela história foram muitos os casos em que ocorreram assassinatos e perseguições a quem manifestavam um pensamento distinto ao da Igreja. Isso resultou em milhares de condenações e até mesmo casos de excomunhão em meio a séries de torturas.

Como exemplos históricos desse período, temos as figuras de Galileo Galilei e Martin Luther King, célebres hereges excomungados pelo catolicismo. Ou seja, as bases humanistas e científicas eram barradas perante todo o poder da Igreja, que não apenas os considerava como ideais falsos, mas também defendia sua supremacia perante pensamentos inovadores e que ameaçavam toda a sua hegemonia.

herege

O termo herege durante a inquisição

Essa fase foi crítica especialmente durante o período da Idade Média, onde a toda poderosa igreja de filosofia católica começou a sentir a ameaça de qualquer herege que criticava ensinamentos e doutrinas distintas a esse tipo de cristianismo

Um exemplo clássico e histórico de uma retaliação foi criado pelo papa Gregório IX, idealizador do Tribunal do Santo Ofício. Em defesa apenas da própria Inquisição, esse tribunal tinha cunho religioso e fora criado para combater todo e qualquer movimento herege, assim como as facções que negavam sua legitimidade.

E isso era garantindo pela posse de poderes eclesiásticos pela população civil, já que a garantia era feita pela ligação da Igreja ao Estado. Como resultado, qualquer suspeito herege era mais do que interrogado, pois eles ainda eram torturados e forçados a confessarem culpa. Sem falar que, além de severas, essas punições significavam enforcamentos, torturas e cremação enquanto vivos.

A heresia e a Bíblia

Na Igreja Católica, a palavra heresia está presente desde o início de sua história. Mas você precisa saber que a o termo “heresia” ou “herege” é usado pelo mundo todo, mas a definição ainda é desconhecida por muita gente.

Com origens na palavra grega haíresis, que significa “escolha” ou “opção”, pelo latim seu significado também pode vir de haeresis, significando “sistema”, “opinião” e mesmo a palavra “doutrina”. Ainda é possível classificar “herege” na literatura grega, onde o significado pode ser de “a escola dos filósofos” ou mesmo a expressão “escolha do sistema”.

Para a área da teologia, o termo “herege” ainda pode ser visto como uma palavra que define a doutrina contrária a qualquer dogma relacionado à religião e até mesmo à Igreja. No caso de o vocábulo ser empregado no sentido figurado, ela pode ser compreendida como doutrina ou opinião diferente a qualquer outra ideia apresentada. Isso, no popular, pode significar uma ação de absurdo, disparate ou contrassenso.

Importante, mediante os fatos históricos de hoje, é você saber que, na Igreja Católica, a palavra de herege ou ato de heresia sempre esteve presente, desde os primórdios históricos, embora sua utilização tenha sentidos distintos em relação à compreensão que pesquisadores e historiadores comprovem nos dias de hoje.

herege

A palavra heresia citada na Bíblia

De acordo com a Bíblia,  especificamente no Novo Testamento, o termo de herege é empregado aos povos fariseus e saduceus, mas para comprovar a ideia de partido religioso e até mesmo de seita. Mas saiba que o termo herege ainda é aplicado às diversas classes de cristãos.

Punição ao herege medieval

Como você já leu e deve ter conhecimento, todo e qualquer herege medieval sofreu grande perseguição por parte da Igreja, seja através dos métodos e princípios violentos ou até mesmo dos planos pacíficos que sempre eram ineficazes.

Assim, de acordo com uma cartilha escrita por teólogos do século XIV e que costuma ser chamada de manual de inquisidores, a Igreja Católica conseguiu definir o termo “herege” como:

  • Tudo que esteja totalmente contra a vontade contida nas escrituras sagradas;
  • Aquilo que vai contra o sentido filosófico sagrado ao catolicismo;
  • Aversão ao conteúdo pregado pelo cristianismo e transmitido pelos apóstolos;
  • Oposição aos objetos que definem a fé dedicada a conselhos sacros por ordem de concílios ecumênicos;
  • Oposição a doutrinas e métodos evangélicos propostos pela Igreja aos fiéis;
  • Contrariedade à vontade das proclamações realizadas, em caráter unânime, por paróquias, cardeais e padres da Santa Igreja, nos pontos oficiais sobre a origem e proposito de um herege.

About the author

yasmin