Língua Portuguesa

O que é ser ardiloso? Nós explicamos aqui!

Em muitos momentos da nossa vida nos deparamos com palavras conhecidas, mas que não sabemos exatamente o que significa. Este é o caso de ardiloso, que muitas pessoas têm uma pequena noção do que de trata. Mas nem todas conseguem definir exatamente o seu significado.

Com a vida é um eterno aprendizado, e nem todos os que envolvem português são sobre figuras de linguagem como a famosa metonímia, é sempre válido aprender algo novo. Dessa maneira, esta matéria hoje explica o que é ser ardiloso e ainda apresenta alguns exemplos. Assim, você não terá, nunca mais, dúvidas quanto a palavra ou sua aplicação.

Veja também – Currutela

Portanto, conheça agora mesmo o significado do termo!

O que significa ardiloso?

Quando você pergunta a uma pessoa o que é ser ardiloso, pode ser que muitas definições existam. Algumas podem dizer que é alguém inteligente e outros podem definir como alguém que planeja em excesso. Nenhuma das duas está de todo errada. No entanto, também não são definições concretas e que definem por completo o que é ser ardiloso.

Dessa maneira, considera-se ardiloso uma pessoa cheia de ardis. Como assim? Sabe uma pessoa que costuma planejar tudo de maneira inteligente? Aquela que monta vários planos? E é cheio de astúcias? Então, é essa pessoa. É a famosa pessoa que sempre tem uma “carta na manga” e sabe se virar com o que consegue.

É aquela pessoa que sempre tem um plano, que é inteligente, cheia de artimanhas. Também pode ser considerada aquela pessoa que nem sempre segue o que se entende por ética moral e social. Vista como alguém que pode enganar a tudo e todos para conseguir o que deseja. Logo, é tida como uma pessoa enganadora, falsa e que quase nunca é sincera com relação aos seus próprios planos.

Ardiloso não é necessariamente ruim

Como já dito anteriormente, muitas vezes ardiloso é aquela pessoa que não é completamente sincera. Aquela pessoa que sempre engana os outros para conseguir o que quer, realmente é uma pessoa ardilosa. No entanto, essa não pode ser a única visão a respeito desse termo. Isto porque a palavra pode ter um caráter positivo, se essa for a conotação entregue a ela.

Uma pessoa ardilosa não precisa ser manipuladora, necessariamente. Assim, ela pode ser uma pessoa que apenas planeja tudo muito bem e sempre tem diversas saídas para os problemas. Além disso, pode ser o tipo de pessoa que constrói planos para seu benefício, mas sem prejudicar ninguém com isso.

Essa visão de uma pessoa ardilosa como algo negativo foi construído em nosso imaginário. Todas as novelas, filmes, livros e diversos meios de comunicação que nos apresentam a esse termo, sem fazer questão de apresentar como algo positivo. Logo, essa ideia norteia nossas vidas desde sempre e, por mais que não saibamos disso, provavelmente concordamos com essa visão.

O entendimento de que ardiloso não é necessariamente algo ruim, já ajuda a combater essa ideia equivocada. A palavra, então, admite que um novo sentido seja construído. Isto porque a língua é viva e podemos subverter os significados.

Ardiloso

Um exemplo famoso: o arquétipo na Literatura

A literatura é repleta de arquétipos. Isto é, figuras que representam determinadas características de um grupo de pessoas socialmente existente. Os arquétipos podem variar de cultura para cultura, mas no Ocidente tendem a ser os mesmos. Todos eles são construídos ao longo do tempo e podem chegar a mudar os seus significados a qualquer momento.

Para se ter uma ideia de quão antigo são os arquétipos, é preciso visitar a mitologia grega e o mito de Pandora. Isto porque ele apresenta um arquétipo do ser feminino como maquiavélico, egoísta e ambicioso acima de tudo. Por se tratar de um arquétipo extremamente negativo, muitas mulheres se sentem ofendidas ao ver essa representação na Literatura. Sendo assim, o número de heroínas e personagens protagonizadas por mulheres que não são vilãs, vem crescendo gradualmente.

Infelizmente, a realidade do ardiloso ainda não mudou e esse arquétipo ainda é visto como algo negativo. Neste caso, pode até ser visto em uma personagem cômica ou que representa uma crítica social, mas não deixa de ser uma imagem negativa. Por exemplo, no livro A Relíquia de Eça de Queiroz, temos a personagem principal Teodorico Raposo.

Está é uma personagem extremamente ardilosa, que está sempre enganando todos a fim de obter sucesso e riqueza. Essa crítica de Eça é contra a burguesia da época, que era hipócrita, mentirosa e ardilosa. Inclusive, o sobrenome da personagem é Raposo para remeter ao animal, que é inteligente e cheio de ardis no momento da caça.

Por que entender o lado positivo do termo?

A imagem negativa ainda persiste com o termo ardiloso e é muito difícil retirar essa conotação do imaginário. Também é muito difícil para as pessoas entenderem o termo pacóvio e como ele é negativo. Afinal, nem sempre as pessoas compreendem como o termo pode ter outro significado.

No caso de ardiloso, a característica positiva depende de uma mudança no imaginário. Isso fica a cargo de filmes, novelas, livros e todo meio cultural de influência. Portanto, a mudança começa aos poucos e é provável que nós nem cheguemos a ver essa mudança.

A subversão do significado de um termo é difícil e, às vezes, está tão impregnado em nossas mentes, que é difícil olhar para outras versões. Primeiro porque fomos construídos para pensar dessa forma e segundo porque podemos esquecer desse outro sentido. Por exemplo, você sabia que antes a prostituta era considerada sagrada? Não? É justamente porque construíram uma imagem negativa a respeito desse termo.

É praticamente irreversível o modo como o ardiloso é visto socialmente e culturalmente. A maneira como ele é construído está enraizada em nossa mente e tendemos a repetir essas ideias. Ainda que nós não saibamos desse caráter positivo ou como o negativo surgiu. Portanto, é sempre muito importante entender exatamente como uma palavra se define e como ela é colocada em nosso imaginário.

Sendo assim, não se trata apenas de conhecer a palavra ardiloso, mas conhecer o seu uso e como fazer adequadamente esta utilização. Afinal, saber como usar a língua nas diferentes situações e da maneira correta, é o que nos torna mais conhecedores sobre seus termos. Somente dessa maneira podemos mostrar o que é entender a própria língua e sua utilização.

About the author

yasmin