Língua Portuguesa

O que é uma paródia? Conceito, definição e exemplos. Confira!

Paródia é um gênero literário e diz respeito à ressignificação de uma obra já existente, mas com um ponto de vista cômico.

Além da comédia, a paródia também pode transmitir um teor crítico, irônico ou satírico sobre a obra inspiradora, através de alterações no texto ou imagem do produto original, por exemplo.

Veja também – Significado de retificar

Ela pode ser feita a partir de qualquer obra, seja ela visual ou escrita, como um filme, uma música ou até um poema.

Normalmente, recorrem-se às paródias para discutir assuntos polêmicos, mas de modo descontraído e menos tenso.

Origem

Historicamente falando, a paródia surgiu no século XVI como um gênero de composição literária, tendo como principais representantes os compositores italianos Giovanni Pierluigi da Palestrina e Orlando di Lasso, além do espanhol Tomás Luis de Victoria.

No Brasil, segundo a legislação que regula os direitos autorais (lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998), todas as paródias são válidas, desde que não sejam reproduções idênticas da obra originária.

Paródia e Paráfrase

É preciso ter cuidado para não confundir o conceito dos termos paródia e paráfrase, pois tratam de coisas distintas.

A paráfrase é uma reafirmação de um tema já trabalhado por outro autor. Embora sejam usadas diferentes palavras, estruturas e estilos, as ideias transmitidas no texto original são conservadas, não havendo mudança na temática principal do texto. 

Características de uma paródia

Como característica essencial para se produzir uma paródia, podemos citar a intertextualidade, que é a criação de um texto a partir de outro existente, e a intratextualidade, que quer dizer as referências de outro texto para confeccionar um novo trabalho.

Entenda mais sobre intertextualidade

Além disso, a partir da obra base são feitas as alterações. Na música por exemplo, muitas vezes mantêm-se o ritmo original, trocando apenas a letra da canção, e o mesmo acontece também em outras obras, como pinturas em filmes.

Já em textos, o ponto chave de uma paródia é a troca de interpretação das palavras usadas na obra original. Confira alguns exemplos logo abaixo.

Exemplos de paródia

A Canção do Exílio de Gonçalves Dias é um exemplo de paródia mais prático, visto que muitos literatos fizeram a releitura do poema, por exemplo, Carlos Drummond de Andrade e Murilo Mendes.

Texto Original

Minha terra tem palmeiras

Onde canta o sabiá,

As aves que aqui gorjeiam

Não gorjeiam como lá.”

(Gonçalves Dias, “Canção do exílio”)

Paródia de Canção do Exílio

Minha terra tem macieiras da Califórnia

onde cantam gaturamos de Veneza. (…)

Eu morro sufocado em terra estrangeira.

Nossas flores são mais bonitas

nossas frutas são mais gostosas

mas custam cem mil réis a dúzia.

Ai quem me dera chupar uma carambola de verdade

e ouvir um sabiá com certidão de idade!”

(“Canção do Exílio”, Murilo Mendes)

Popularmente falando, no Youtube há vários exemplos. Um canal que já fez bastante sucesso (e ainda faz) com esse recurso, por exemplo, é o Galo Frito, que fez paródias de bastante sucesso de músicas famosas.

Como fazer uma paródia?

A produção de uma paródia exige bastante criatividade, e a forma mais fácil de se produzir uma, por exemplo, é a partir de uma música.

Primeiro você precisa escolher um tema a ser abordado, escolha também se será uma crítica, uma irônia, ou apenas uma versão cômica da letra original. Após isso é compor a sua obra de acordo com a melodia e elementos da obra original. É importante manter um contexto durante toda a composição, para manter a obra coerente, assim como a que foi usada como base.

Artigos relacionados:

About the author

Vitória Alice