Geral

Carência pode ter vários significados: veja aqui

Carência

A carência é um sentimento comum na vida de todas as pessoas, mas que não pode tomar grandes proporções. É preciso identificar quando esta sensação passa dos limites, evitando que ela possa interferir em suas decisões mais racionais. Muitos não conseguem lidar com este tipo de problema e acabam entrando em relacionamentos mal estruturados, por exemplo. Reconheça o seu próprio valor e busque aquilo que eventualmente corresponde ao que você quer.

De início, é fundamental destacar que a carência é algo que está faltando dentro de nós mesmos, sendo impossível transferir isso a um outro ser humano. Não adianta sair procurando nos outros aquilo que está em falta dentro de você. A única cura deste problema está em olhar para o próprio comportamento e buscar coisas que lhe satisfaçam.

Significados de carência

O cenário mais comum de carência pode ser exemplificado com um supermercado. É quando você vai realizar compras com fome e acaba comprando vários itens desnecessários, mas que acabam satisfazendo o seu desejo naquele momento. O problema é que você acaba sentindo culpa na sequência, pensando no dinheiro que poderia ter economizado.

Este é o principal problema da carência. Ela faz com que você tome decisões que normalmente não tomaria, simplesmente pela necessidade de resolver uma pendência momentânea. Ela pode ser física ou emocional, a segunda opção trazendo efeitos ainda mais devastadores. Por meio desta sensação, é possível acreditar que alguns sentimentos são mais sólidos do que a realidade.

Mas entre outras definições, também podemos destacar que o conceito gira em torno de ausência, falta e necessidade. Isso acontece porque para sentir, é preciso ter a ausência de algo que antes era comum, seja um apoio psicológico ou emocional. Também é um período que antecede a utilização de algum serviço, como é o caso dos planos de saúde.

Sinais de que você está carente

Para evitar uma série de problemas em sua vida, é fundamental conseguir identificar em qual momento você está ficando carente. São nestas horas que você deve redobrar a atenção, mas sempre pensando em medidas que podem diminuir este impacto. Conhecendo todo o simbolismo, agora é o momento de lidar efetivamente com o problema.

Disposição excessiva

Dá a sensação de que você estará disponível para qualquer coisa que os outros desejam fazer. Você se faz presente nos pequenos detalhes e acaba aceitando tudo, mesmo que lhe desagrade na mais íntima instância. Por isso, fique atento se estiver sendo prestativo e bondoso em excesso. Esse tipo de comportamento é percebido por outras pessoas como um sinal verde, de que ela poderá fazer qualquer coisa e ainda contar com a sua atenção.

Isso entra totalmente em conflito com a autoestima e a valorização. É necessário impor limites aos outros, destacando como você pode evitar que as avaliações negativas abalem o seu comportamento psicológico. Deixe com as que as pessoas comentem sobre o que você realmente é, sem atrelar ao que você é capaz de oferecer. Este fator muda totalmente a qualidade de vida.

Receio da solidão

Há pessoas que ficam com um grande receio de ficarem sozinhas. E isso não só diz respeito ao status de relacionamento, como também ações momentâneas. Ficar em casa para ver um filme sem companhia vira uma missão praticamente impossível, chegando a trazer ânsia de vômito. Isso se estende quando pensamos na ausência das pessoas queridas em datas comemorativas.

Mas para que isso não aconteça, é fundamental que você saiba respeitar o próprio espaço. Você precisa administrar o tempo e saber que cuidar de si é uma prioridade, assim como desfrutar da própria companhia. Claro que ficar sozinho em alguns momentos é incômodo, mas é fundamental saber administrar este tipo de situação.

Presença exagerada

Você gosta muito de ligar para as pessoas, manda mensagens praticamente o dia inteiro e exige que os outros também façam isso. Vira até uma chateação quando a pessoa não disponibiliza a mesma atenção que você. Saiba que este tipo de postura é incômoda para quem convive com você, além de demonstrar alto grau de carência.

Por mais que você goste de demonstrar que admira as pessoas, tente segurar o ímpeto. Hoje em dia, todos possuem uma rotina absolutamente atribulada, restando pouquíssimo tempo para as relações pessoais. É normal que as mensagens demorem muito mais para ocorrer e a atenção precise ser dividida. Respeite o espaço do outro.

Carência

Questionamentos constantes

Outro forte sinal de carência é a necessidade constante de aprovação. Há muitas pessoas que vivem se questionando se estão bonitas, ou se estão sendo legais e desempenhando bem o papel. É um sintoma claro de que você não está se sentindo bem e, por isso, precisa de que outra pessoa eleve a sua estima. Este tipo de repetição acaba sendo entediante, estragando uma série de relações.

Você já sabe que as outras pessoas se importam com você, mas é o momento de ter consciência de que elas estão enxergando as suas qualidades. Não é necessário destacar o tempo todo o quanto você é bom, ou o quanto as pessoas avaliam você de forma positiva. Procure valorizar as outras pessoas e abandonar o papel de vítima, que muitas vezes assumimos sem perceber.

Várias tentativas de agradar

É interessante gerar surpresas para outras pessoas, levando flores, comidas diferentes ou até comprando um presente. Mas fazer isso o tempo todo acaba sendo inconveniente, além de demonstrar claramente os sinais de carência. Procure não gerar este tipo de costume, pois se torna ruim até para as expectativas que criam sobre você.

Valorizando-se contra a carência

A valorização é a melhor saída para sair dos problemas que a carência encontra. É preciso saber nutrir o próprio ego e detectar as próprias necessidades, sendo o próprio antídoto para eliminar a carência. Procure fazer o que você gosta, seja no aspecto pessoal ou profissional. É preciso que você se sinta satisfeito em todos os nível com relação ao que você represente.

E caso esteja muito difícil lidar com a situação, você também pode recorrer aos amigos e à família. Um grande erro é pensar que apenas um relacionamento conjugal pode trazer paz para a sua vida. Veja como as outras pessoas admiram a sua presença e deixe com que a carência vá desaparecendo aos poucos.