Notícias

Coronavírus afeta o esporte e pode mudar calendário de jogos em várias modalidades

Até o momento, mais de 70 competições oficiais já foram adiadas, tiveram locais e datas alterados ou foram canceladas pelo surto do Covid-19. Confira a lista.

A epidemia do novo coronavírus (Covid-19), que já causou a morte de mais de 4 mil pessoas em todo o mundo, com 77% dos casos na China, local de origem do surto da doença, segundo relatório atualizado divulgado nesta terça-feira (10) pela Universidade Johns Hopkins, agora também coloca em situação de alerta várias modalidades esportivas.

Competições que seriam realizadas na China estão sendo transferidas para outros países, sofrendo alterações de datas ou mesmo sendo canceladas, o que preocupa as autoridades locais e organizadores de eventos, inclusive, os que estão à frente da organização da Olimpíada de Tóquio, marcada para começar em 24 de julho.

Estima-se que mais de 70 campeonatos já foram afetados pela epidemia até o momento. Torneios como o de boxe da Ásia/Oceania e o pré-olímpico de futebol feminino, por exemplo, estão entre os que sofreram alterações no calendário esportivo chinês. O primeiro acontecerá na Jordânia, enquanto o segundo foi transferido para a Austrália.

“Considerando a disseminação do vírus 2019-nCoV pela China, e após as negociações com a AFC, decidimos não sediar as partidas de qualificação para garantir a saúde de todos os atletas, treinadores e funcionários”, informou a Associação Chinesa de Futebol (CFA) em comunicado oficial.

Houve mudanças também nos jogos da Superliga Chinesa de futebol masculino, que estava previsto para acontecer em 5 de fevereiro, foi adiada por tempo indeterminado. Enquanto isso, os jogos da Fed Cup Ásia/Oceania, que deveriam ter acontecido em fevereiro, foram transferidos para Dubai, nos Emirados Árabes, com data de realização alterada para os dias 3 a 7 de março. Outras modalidades esportivas também sofreram mudanças no calendário.

Confira a lista de jogos afetados pelo coronavírus

Coronavírus

ATLETISMO

  • Campeonato Mundial Indoor em Nanquim, na China, de 13 a 15 de março: adiado para março de 2021
  • Maratona de Hong Kong, em 9 de fevereiro: cancelada
  • Campeonato Asiático Indoor em Hangzhou, na China, de 12 a 13 de fevereiro: cancelado
  • Maratona de Tóquio, no Japão, em 1.º de março: restrita a corredores de elite
  • Maratona Feminina de Nagoya, no Japão, em 8 de março: restrita a corredores de elite
  • Maratona de Pyongyang, na Coreia do Norte, em 12 de abril: cancelada

AUTOMOBILISMO

  • Grande Prêmio da China de Fórmula 1, em Xangai, no dia 19 de abril: adiado
  • Etapa da Fórmula E, em Sanya, na China, no dia 21 de março: cancelado

BADMINTON

  • China Masters em Hainan, na China, de 25 de fevereiro a 1 de março: adiada
  • Desafio Internacional do Vietnã em Hanói, de 24 a 29 de março: adiado para de 2 a 7 de junho

BASQUETE

  • Torneio Pré-Olímpico Feminino em Foshan, na China, de 6 a 9 de fevereiro: transferido para Belgrado, na Sérvia
  • Eliminatórias para a Copa da Ásia (Filipinas x Tailândia, Japão x China e China x Malásia): adiadas (as partidas agendadas para Hong Kong mudaram o mando de jogo para a casa dos oponentes)

BIATHLON

  • Evento-teste olímpico em Zhangjiakou, na China, de 27 de fevereiro a 2 de março: cancelado
  • BOXE
  • Pré-Olímpico Ásia-Oceania, em Wuhan, de 3 a 11 de março: transferido para Amã, na Jordânia

ESCALADA ESPORTIVA

  • Copa do Mundo em Wujiang, na China, de 18 a 19 de abril: cancelada
  • Copa do Mundo em Chongqing, na China, em 22 de abril: cancelada

ESQUI

  • Copa do Mundo de Yanqing, na China, de 15 a 16 de fevereiro: cancelada

FUTEBOL

  • Liga dos Campeões da Ásia (jogos envolvendo os clubes chineses Guangzhou Evergrande, Shanghai Shenhua e Shanghai SIPG foram adiados para abril e maio. Jogos envolvendo os clubes da sul-coreanos Jeonbuk Hyundai Motors, Suwon Samsung Bluewings e FC Seoul serão jogados com portões fechados a partir de 3 de março)
  • Liga Europa (Inter de Milão x Ludogorets), em 27 de fevereiro: portões fechados
  • Pré-Olímpico Feminino Asiático, de Wuhan, na China, de 3 a 13 de fevereiro: transferido para Sidney, na Austrália
  • Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 (China x Maldivas, em 26 de março, e China x Guam, em
  • 31 de março): transferido para Buriram, na Tailândia, sem torcida
  • Copa da Ásia: todos os jogos da fase de grupos e dos playoffs na zona leste foram adiados para 7 de abril
  • Super Liga Chinesa, com início em 22 de fevereiro: adiada
  • Jogos das Séries A, B, C, D e Série A Feminina nas regiões da Lombardia e Veneto, na Itália, em 22 de fevereiro: adiados
  • Irã Pro League: espectadores banidos de todos os jogos a partir de 24 de fevereiro
  • Liga K da Coreia do Sul, prevista para 29 de fevereiro: adiada
  • J League do Japão: todos os jogos suspensos até 15 de março
  • Amistosos entre Japão e África do Sul, em 27 de março: adiado
  • Reunião do Conselho da Fifa em Assunção, no Paraguai, em 20 de março: alterada para videoconferência
  • Copa do Mundo em Wujiang, na China, de 18 a 19 de abril: cancelada
  • Copa do Mundo em Chongqing, na China, em 22 de abril: cancelada

HIPISMO

  • Masters Series de Hong Kong, de 14 a 16 de fevereiro: cancelado

GOLFE

  • Honda LPGA de Pattaya, na Tailândia, de 20 a 23 de fevereiro: cancelada
  • Campeonato Mundial Feminino de Cingapura, de 27 de fevereiro a 1.º de março: cancelado
  • Blue Bay LPGA na ilha de Hainan, na China, de 5 a 8 de março: cancelado
  • Maybank Championship de Kuala Lumpur, na Malásia, de 16 a 19 de abril: adiado
  • Aberto da China em Shenzhen, de 23 a 26 de abril: adiado
  • Torneio Daikin Orchid em Okinawa, no Japão, de 5 a 8 de março: proibido para torcedores

GINÁSTICA

  • Copa do Mundo Artística em Melbourne, na Austrália, de 20 a 23 de fevereiro: equipe da China retirou-se

HANDEBOL

  • Torneio Pré-Olímpico Feminino em Montenegro, de 20 a 22 de março: China retirou-se. Hong Kong recusou convite para participar

HÓQUEI NO GELO

  • Women’s Challenge Cup da Ásia em Manila, Filipinas, de 23 a 28 de fevereiro: cancelado

JUDÔ

  • Grand Slam de Paris, na França, de 8 a 9 de fevereiro: a equipe da China retirou-se
  • Grand Slam de Dusseldorf, na Alemanha, de 21 a 23 de fevereiro: a equipe da China retirou-se

LEVANTAMENTO DE PESO

  • Campeonato Asiático, de Nur-Sultan, no Casaquistão, de 18 a 25 de abril: transferido para Tashkent, no Usbequistão

LUTA LIVRE

  • Campeonato Asiático em Nova Délhi, na Índia, de 20 a 23 de fevereiro: China, Coreia do Norte e Turcomenistão retiraram-se
  • Pré-Olímpico Asiático de Xian, na China, de 27 a 29 de março: transferido para Bishkek, no Quirguistão

PENTATLO MODERNO

  • Campeonato Mundial de Xiamen, na China, de 25 a 31 de maio: transferido para Cancún, no México

RÚGBI

  • Torneio Seis Nações Feminino (Itália x Escócia), em Legnano, na Itália, no dia 23 de fevereiro: adiado
  • Hong Kong Sevens, de 3 a 5 de abril: adiado para 16 a 18 de outubro
  • Cingapura Sevens, de 11 a 12 de abril: adiado para 10 a 11 de outubro
  • Campeonato Feminino da Ásia em Hong Kong, de 14 a 22 de março: adiado para 8 a 16 de maio

TIRO COM ARCO

  • Campeonato Internacional de Solidariedade em Dhaka, Bangladesh, de 22 a 28 de fevereiro: adiado
  • Copa do Mundo em Xangai, na China, de 4 a 10 de maio: cancelada

TAEKWONDO

  • Pré-Olímpico Asiático de Wuxi, na China, de 10 a 11 de abril: transferido para Amã, na Jordânia

TÊNIS

  • Fed Cup Ásia-Oceania de Dongguan, na China, de 3 a 7 de março: transferido para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos

TÊNIS DE MESA

  • Campeonato Mundial de equipes em Busan, na Coreia do Sul, de 22 a 29 de maio: adiado para 21 a 28 de junho
  • Aberto da Coreia do Sul em Busan, de 16 a 21 de junho: suspenso
  • Aberto da Austrália em Geelong, de 23 a 28 de junho: suspenso

VELA

  • Campeonato Asiático Nacra 17 de Xangai, na China, de 1 a 6 de março: transferido para Gênova, na Itália, de 12 a 19 de abril
  • Campeonato Asiático 49erFX de Hainan, na China, de 20 a 29 de março: transferido para Gênova, na Itália, de 12 a 19 de abril

VÔLEI

  • Copa do Mundo de Vôlei de Praia em Yangzhou, na China, de 22 a 26 de abril: adiado

NATAÇÃO

  • Campeonato Asiáticos de Pólo Aquático em Nur-Sultan, no Cazaquistão, de 12 a 16 de fevereiro: cancelado
  • Grande Prêmio de Mergulho de Madri, na Espanha, de 14 a 16 de fevereiro: a equipe da China retirou-se
  • Seletiva olímpica da China, em Qingdao, de 28 de março a 4 de abril: transferida para 10 a 16 de maio

Coronavírus X Olimpíada de Tóquio 2020
COI poderá se reunir no fim de março para debater coronavírus e Olimpíada de Tóquio 2020. Foto: Athit Perawongmetha/Reuters

O Comitê Olímpico Internacional (COI) deverá realizar uma reunião no fim de março para debater o adiamento em um ou dois anos dos Jogos Olímpicos 2020, que estão previstos para serem realizados em Tóquio, na China, entre 24 de julho e 9 de agosto, por conta do surto de coronavírus.

A informação foi divulgada nesta terça-feira (10) pelo jornal americano Wall Street Journal, que mencionou uma entrevista de Haruyuki Takahashi, membro do grupo executivo do Comitê Organizador da Olimpíada de Tóquio.

Segundo Takahashi, dentre os principais motivos estariam os danos financeiros que o cancelamento do evento poderia trazer ao comitê, bem como no caso de promovê-la sem a presença de espectadores.

Em contrapartida, atrasar a realização dos jogos em um ano também seria problemático, uma vez que aconteceriam junto com outros grandes eventos esportivos, tais como o beisebol e o futebol americano nos Estados Unidos, além do futebol na Europa.

Um levantamento da agência Kyodo News estima que um eventual cancelamento da Olimpíada de Tóquio 2020 acarretaria na redução do crescimento anual do Produto Interno Bruto (PIB) do Japão em 1,4%.

Contudo, o presidente do COI, Thomas Bach, afirmou que a possibilidade nem mesmo chegou a ser levantada na última reunião do comitê executivo, ocorrida no último dia 4, mas ponderou que a epidemia era motivo de “uma discussão maior”.

A rede japonesa NHK divulgou uma pesquisa na qual 74% dos japoneses alegam ter medo de contrair o coronavírus, enquanto 45% creem que os Jogos serão afetados e outra parcela de 40% acredita que não.

*Com informações do Globo Esporte e O Tempo.

About the author