Ciência Medicina

Coronavírus: o que é, sintomas e como surgiu. Confira!

Não é atoa que as pessoas estão cada vez mais assustadas com a nova possível pandemia que vem assolando o planeta. O novo coronavírus ou 2019-nCoV está se espalhando com uma velocidade surpreendente e rompendo fronteiras de diversos países causando várias mortes.

Desde a sua confirmação, em janeiro de 2020 até meados de fevereiro do mesmo ano, o vírus já deixou mais de 80 mil infectados pelo mundo.

A Organização Mundial da Saúde ainda não declarou de fato uma pandemia. Porém, com a velocidade com que o vírus vem se espalhando, o ‘planeta’ se encontra atento aos riscos de tal situação.

Coronavírus

O que é o Coronavírus

Coronavírus é um grupo de vírus que se agrupam em formato de coroa, palavra que no espanhol é chamada de corona.

O coronavírus é um dos responsáveis por gripes comuns ou até mesmo por síndromes respiratórias mais sérias. Mas, como já sabemos, vírus são especialistas em mutações, e foi justamente isso que aconteceu com o 2019-nCoV.

Como ele surgiu

No final de 2019, começaram a surgir, sem motivo aparente, vários casos de pneumonia na cidade de Wuhan-China. Mas pelo fato de muitas pessoas começarem a apresentar o mesmo sintoma do dia para noite, especialistas chineses começaram a desconfiar de que algo estava contaminando as pessoas. Porém, ninguém conseguia descobrir o que estava causando essa pneumonia nos cidadãos.

Veja também – Liberação miofascial

No dia 31 de dezembro, a Organização Mundial da Saúde realizou o primeiro alerta sobre o que estava acontecendo na China e no dia seguinte foi comunicado que o vírus teria começado a sua disseminação em um mercado de frutos do mar.

No entanto, esse mercado não vendia apenas animais marítimos, mas também diversos outros animais vivos em situações degradantes, e alguns desses animais eram portadores do vírus, embora ainda não se saiba de fato qual.

No dia nove de janeiro de 2020, portanto, foi confirmado que essa infecção estava sendo causada por um coronavírus.

Coronavírus

Sintomas

Os sintomas causados pelo vírus são os mesmos de uma doença respiratória, o que deixa ainda mais difícil um rápido diagnóstico do problema. Portanto, se você apresenta alguns dos sintomas a seguir, não se alarde, mas procure um médico para confirmar se, de fato, você possui ou não o novo vírus. Confira os sintomas da doença:

  • Falta de ar
  • Tosse
  • Febre
  • Em casos mais avançados, diarreia e problemas renais, que podem ser fatais em pessoas consideradas com um maior potencial de risco, tais como: idosos, crianças, pessoas que apresentam outras doenças e pessoas que possuem imunidade muito baixa.

Período de incubação

Quando um vírus ou uma bactéria, por exemplo, se instalam em um hospedeiro, os sintomas podem demorar um pouco para se manifestarem. No caso do novo coronavírus, esse período de incubação pode variar de dois dias até duas semanas.

Coronavírus

Como o coronavírus se espalhou

No dia 12 de fevereiro é comemorado o Ano Novo Chinês e, para comemorar a data, muitos cidadãos da China viajam pelo próprio país ou para o exterior, assim como muitos de nós fazemos durante o feriado do nosso Ano Novo.

Pelo fato do vírus ter “começado” a ser mais comentado semanas antes da comemoração chinesa, muitas pessoas nem ao menos sabiam que já portavam o vírus e acabaram espalhando por onde passaram. Foi assim que de uma cidade da China, o vírus acabou se espalhando pelo resto do mundo.

Formas de contágio

No dia 20 de janeiro de 2020, a OMS confirmou que o vírus pode ser passado de pessoa para pessoa. Sendo assim, o coronavírus pode ter sua transmissão realizada pelo ar, por tosse, espirro, através de um aperto de mão de uma pessoa infectada ou até mesmo pelo toque de algum local ou objeto contaminado e, logo em seguida, ter as mãos levadas até olhos, nariz e boca.

Coronavírus

Como se proteger

Até o momento, ainda não foi descoberta nenhuma vacina ou remédio específico para combater o vírus. No entanto, se atentar a alguns cuidados diários pode te ajudar a “se livrar” desse problema. São eles:

  • Lavar as mãos várias vezes ao dia
  • Utilizar álcool em gel sempre que possível
  • Evitar locais cheios
  • Evitar passar as mãos nos olhos, boca e nariz
  • Ingerir bastante vitamina C
  • E, caso a coisa fique feia, fazer o uso de máscaras respiratórias

Artigos relacionados:

About the author

Jessica