Tecnologia

Facebook: o que significa, o que é e qual é o seu conceito?

O Facebook faz parte da vida de uma parcela gigantesca da população mundial, e cada vez mais pessoas acessam o site para criar suas contas e se conectarem com pessoas de todas as partes do mundo.

O que começou como uma brincadeira de colegas de universidade acabou se transformando em uma das empresas mais importantes dos dias atuais, com mais de 2 bilhões de pessoas cadastradas em seus servidores.

Mas você sabe o que significa o nome Facebook? Como ele surgiu, e qual é a sua finalidade?

Vamos explicar para você um pouco sobre a origem do Facebook, o significado do seu nome, qual é o seu objetivo e como ele pode ser utilizado para diversos fins. Acompanhe o artigo até o fim.

O que é o Facebook?

O Facebook é uma plataforma online onde as pessoas podem criar suas próprias páginas pessoais e se conectam com outras pessoas

Uma vez dentro do Facebook, é possível interagir com pessoas de qualquer parte do mundo através de comentários em publicações, compartilhamentos de conteúdos considerados relevantes, conversar com amigos utilizando mensagens instantâneas, participar de grupos, por exemplo.

Também é possível acompanhar publicações de páginas de empresas de produtos e serviços que utilizam o Facebook para divulgar seu trabalho, criando dentro do site comunidades de pessoas com os mesmos interesses.

O que significa o nome Facebook?

O nome Facebook teve origem como sendo uma espécie de anuário, o livro de alunos muito comum nas escolas e universidades dos Estados Unidos.

No Brasil esse tipo de registro não é muito utilizado, mas na cultura americana ele possui certa importância já que mantém um registro de todas as pessoas que fizeram parte daquele momento da vida do aluno.

O nome The Facebook, como o site era chamado em seu início, tinha exatamente a intenção de que o site fosse como uma espécie de anuário digital, onde as pessoas poderiam se conectar mesmo após o período de estudos.

Pouco tempo depois o site eliminou o “The” e permanecendo assim até hoje.

Facebook é a primeira rede social?

Apesar de ser a rede social mais utilizada em todo o mundo, com mais de 2 bilhões de usuários cadastrados, o Facebook não é o pioneiro quando o assunto são as redes sociais.

Antes de 2004, ano de criação do Facebook, existiam vários exemplos de sites que possibilitavam que pessoas se conectassem e trocassem informações online.

Nos Estados Unidos, ainda nos anos 90, haviam sites como o SixDegrees, Friendster que são considerados os embriões do que viria a ser o Facebook da forma como é conhecido hoje. No período entre o final dos anos 1990 e início de 2000 os messengers como o ICQ e o MSN, e os blogs pessoais dominavam a internet, que ainda engatinhava.

No Brasil, o fenômeno das redes sociais chegou em 2004 através do Orkut, a primeira rede social a realmente tomar grandes proporções entre os usuários do país, que com o crescimento do Facebook acabou caindo no esquecimento até encerrar suas atividades em 2014.

Como surgiu o Facebook?

Nascido dentro da Universidade de Harvard no início dos anos 2000, o Facebook surgiu como um site restrito aos colegas de universidade.

A criação do site foi uma maneira encontrada por Mark Zuckerberg e seus colegas de quarto para manter os estudantes conectados, com o objetivo de divulgar festas e conhecer garotas, como diz o próprio Zuckerberg.

Em pouco tempo o Facebook começou a se espalhar para outras universidades como Stanford, Yale e Columbia, e em pouco tempo redes de escolas secundárias americanas também tinham acesso ao Facebook, fazendo com que o número de usuários chegasse a 1 milhão.

Qual é o conceito por trás do Facebook?

O Facebook tinha como objetivo inicial permitir que alunos e ex-alunos da Universidade de Harvard pudessem manter contato com amigos, colegas de quarto e outras pessoas com quem tivessem contato durante o período em que participaram das atividades da universidade.

Com o grande crescimento obtido desde o seu início, o Facebook se transformou em uma empresa, inclusive com ações negociadas na bolsa de valores, que gera receitas através de publicidade exibida, de acordo com os interesses dos usuários, em suas timelines.

Segundo Mark Zuckerberg, a missão do Facebook atualmente é permitir que as pessoas estejam cada vez mais próximas, principalmente através da possibilidade de criação de comunidades.

Essa missão é bastante questionada por internautas que consideram a forma com que o Facebook exibe seus anúncios inadequada, já que em teoria você deveria receber apenas anúncios que são realmente do seu interesse. O que em muitos casos não acontece.

Finalidades do uso do Facebook

Hoje o uso do Facebook pode ser direcionado para praticamente qualquer objetivo, muito além do simples contato entre usuários com interessem em comum.

Empresas dos mais variados tipos de mercados encontraram no Facebook uma verdadeira mina de ouro no que diz respeito a pessoas interessadas em consumir seus produtos e serviços.

Essa oportunidade por sua vez criou uma demanda por serviços de marketing exclusivamente voltados para o Facebook, criando novas profissões como o Analista de mídias sociais, também conhecido como Social Media.

Mais recentemente a política também encontrou no Facebook uma arma poderosa de campanha, como foi visto recentemente nos Estados Unidos, onde a eleição de Donald Trump teve forte ajuda das redes sociais, principalmente o Facebook.

No Brasil também é possível perceber o uso do Facebook como ferramenta de campanha utilizada pelos candidatos, como o presidente eleito Jair Bolsonaro, que focou os esforços de sua campanha no Facebook e acabou se elegendo para ocupar a presidência do país.

Conclusão

O Facebook é, sem dúvida, a maior rede social já criada e até o momento não existe nenhuma outra plataforma que possa ameaçar a sua liderança nesse mercado.

Apesar de receber muitas críticas de usuários que não se mostram contentes com as mudanças que ocorrem na plataforma, a importância do Facebook na rotina de bilhões de pessoas ao redor do mundo é inegável, seja como forma de se manter próximo de pessoas queridas e com interesses em comum, ou como forma de fazer negócios.