Expressões em inglês Tecnologia

Growth hacking (hacking de crescimento) é cada vez mais popular nas empresas

Growth hacking

Growth hacking é um termo que vem sendo utilizado com uma frequência cada vez maior nos mais diversos tipos de empresas.

Dos pequenos negócios até as grandes corporações multinacionais, esse termo ganha importância a cada dia que passa.

Veja a seguir mais informações sobre o significado de growth hacking, o que é, e porque esse termo vem sendo tão utilizado atualmente.

O que é growth hacking?

Growth hacking é o termo utilizado para denominar a identificação de oportunidades que podem transformar um negócio sob diversos aspectos.

Trata-se de uma prática que não consiste em fazer “mágicas” para que empresas em dificuldades se tornem lucrativas.

Esse conceito está muito mais ligado ao conhecimento que os profissionais têm de seus negócios e de seus ambientes internos e externos.

Acontece que é muito comum que gestores e outros profissionais estejam tão imersos em suas rotinas que brechas acabam passando despercebidas.

Isso pode acontecer na área de vendas, produção, controladoria ou qualquer outro departamento.

E o growth hacking é a forma de pensar e enxergar negócios que permite encontrar essas brechas e convertê-las em vantagem competitiva.

Qual é o significado de growth hacking?

Por não ser uma palavra específica, mas uma expressão, encontrar uma tradução literal para growth hacking é muito difícil.

Mesmo assim é possível contextualizar o emprego do termo, muito comum principalmente por empresas e profissionais de marketing.

Podemos partir da análise do termo hacking, que tem origem na palavra hacker.

A palavra hack significa brecha, ou espaço, e os hackers são aqueles que utilizam essas brechas para conseguir todo tipo de vantagem, muitas vezes de maneira negativa.

Portanto, o growth hacking pode ser traduzido como “encontrar brechas que levem ao crescimento”.

Esse termo foi criado por Sean Ellis, pela necessidade de descrever os experimentos que ele mesmo conduzia para seus clientes.

A definição de Ellis para growth hacking é “marketing orientado a experimentos”, pois além de conhecimento de marketing, o profissional que atua nessa área precisa também:

  • Entender seus processos;
  • Conhecer metodologias de experimento;
  • Compreender a jornada de compra do cliente.

Somente compreendendo esses conceitos é possível encontrar as brechas necessárias para conseguir levar o negócio para um novo patamar.

Growth hacking

Como é o processo de growth hacking?

A aplicação do growth hacking na prática segue uma estrutura muito semelhante na grande maioria das empresas, podendo sofrer alguns ajustes quando necessário.

Um processo de growth hacking ocorre no formato de um funil, muito semelhante ao funil de vendas utilizado no marketing, com algumas particularidades importantes.

O funil do growth hacking é dividido em 5 etapas:

  • Aquisição: etapa onde são utilizadas técnicas e estratégias para conquistar clientes;
  • Ativação: direciona o foco dos esforços para oferecer ao cliente uma boa experiência;
  • Retenção: os clientes satisfeitos continuam utilizando seu produto ou serviço;
  • Receita: as receitas geradas pelos clientes para sua empresa;
  • Indicação: momento em que os clientes satisfeitos começam a indicar seu negócio para outras pessoas.

Essas ações podem acontecer de maneira isolada, para que se possa corrigir uma etapa específica desse funil.

Ou então, podem ser implementadas uma a uma, como ocorre em uma empresa que precisa ajustar todas essas etapas para melhorar seus resultados.

Quais benefícios os growth hacking pode trazer?

Entre os vários benefícios que o growth hacking pode trazer para a sua empresa, os principais são:

  • Desempenho otimizado da empresa;
  • Melhor análise de dados;
  • Redução de custos e despesas desnecessários;
  • Crescimento rápido e exponencial do negócio.

Por esses e outros benefícios que o número de empresas que buscam por um growth hacker cresce a cada dia.

Qualquer empresa pode utilizar o growth hacking?

Talvez para quem não tenha um negócio online, ou utilize a internet para alavancar suas vendas, isso possa parecer estranho.

Afinal, no marketing online o uso do marketing orientado a resultados é muito mais comum por diversos motivos.

Mas esse tipo de pensamento pode, e deve, ser adotado por empresas de qualquer mercado.

Isso porque não se trata de um trabalho especificamente online, mas um conjunto de ações que visa analisar e apontar direções para que o negócio possa crescer.

Então, não importa se o seu negócio é uma lanchonete ou uma empresa de desenvolvimento de software.

O que realmente fará diferença não é o que você vende, mas a forma como enxerga o seu negócio.

Mitos sobre o growth hacking

Por ser um conceito relativamente recente, existem alguns mitos sobre o growth hacking que geram muita dúvida e confusão.

Veja alguns desses mitos a seguir.

Growth hacking

Growth hacking é ilegal e antiético

Esse mito está diretamente ligado a associação das palavras hacker e hacking, e que apesar de semelhantes, possuem significados e aplicações distintas.

O growth hacking se utiliza apenas de dados reais e específicos da sua empresa para que sejam criadas as ações necessárias para conseguir os resultados desejados.

Preciso saber muito de programação para fazer growth hacking

Como é um processo que envolve muita análise de dados, conhecimentos de programação podem ser muito uteis, sem dúvida.

Mas em muitos casos eles não serão necessários, bastando um bom sistema e um conhecimento básico em Excel.

Growth hacking gera resultados imediatamente

Pode até acontecer de uma mudança nas cores do seu site, ou o formato de um botão gerar mais vendas imediatamente, mas esse tipo de resultado é a exceção, e não a regra.

Como esse processo necessita de dados para sua realização, em grande parte das empresas será necessário um período para acumulo desses dados, até que se tenha uma amostra razoável.

Somente quando essa base de dados tiver um volume considerado ideal é que poderão ser tomadas ações de acordo com os objetivos da empresa.

Ou seja, antes de iniciar um processo de growth hacking você precisa estar ciente de que é um trabalho com foco nos resultados em médio e longo prazo.

Conclusão

O growth hacking é um termo que deve crescer muito nos próximos anos, e se você quer que seu negócio continue relevante para seus clientes, dificilmente poderá conseguir isso sem aplicar esse conceito.

Isso faz com que o growth hacker, o profissional que ajuda as empresas nesse processo, seja um dos que mais crescerão nos próximos cinco ou dez anos.