Medicina

Ibuprofeno: indicações, contraindicações e uso

Ibuprofeno

As opiniões a respeito do ibuprofeno são bem diferentes entre os médicos. De acordo com pesquisas recentes, dezenas de medicações podem estar associadas a problemas de saúde diversos. O ibuprofeno é um medicamento bastante utilizado no Brasil e ele pode sim estar associado a alguns casos de infarto do miocárdio. Vamos entender melhor sobre esse medicamento e seus efeitos colaterais? Continue a sua leitura e tire as suas conclusões.

Sem precisar de receita médica, o ibuprofeno é um medicamento que pode ser comprado livremente em diferentes farmácias no Brasil.

Infelizmente, a quantidade de pessoas que tomam medicamentos sem ao menos consultar o médico no Brasil é bem grande. Mas será, que este medicamento faz tão bem assim para o organismo? É preciso entender os efeitos que essas medicações causam no organismo, ler a bula é uma ótima alternativa para entender o que você está tomando.

O ibuprofeno serve para que?

O atendimento médico no país não e um dos melhores, inclusive muitos brasileiros nem sequer tem acesso a saúde. Por isso, os remédios indicados para dor são os mais vendidos no país.

O ibuprofeno é um velho conhecido e bem antigo nas farmácias. Sua indicação a princípio é feita para aliviar as dores musculares decorrentes de gripes e resfriados, além de outras dores muito comuns como dor de cabeça, dente, costas, muscular, garganta, dores reumáticas, cólicas menstruais e renais e inflamações em geral, quadros que podem atrapalhar o dia a dia com a família e o trabalho também.

Esse medicamento é classificado como não esteroide e anti-inflamatório, além de ser responsável pelo bloqueio efetivo de enzimas que causam dor e febre. A prostaglandina é a principal responsável pela produção de dor e febre no organismo.

Apesar de produzir algumas sensações desagradáveis, a prostaglandina ajuda a proteger a mucosa do estômago. Lembre-se, todos os componentes do nosso organismo possui funções importantes.

Recentemente, algumas pesquisas vem apontando o ibuprofeno como um verdadeiro vilão para a saúde humana. Acredita-se, que alguns casos de infarto do miocárdio foram relacionados exclusivamente com a administração deste medicamento.

Além desses problemas, alguns setores médicos também associou esse medicamento ao desenvolvimento de doença celíaca, pela grande absorção de glúten da alimentação. Por enquanto, essas informações são apenas especulações, ainda não se tem nada concreto, será preciso aguardar um pouco mais para saber a verdade de fato.

Quem for consumir esse tipo de medicamento, deve ficar atento a posologia e não deve de maneira nenhuma extrapolar a quantidade recomendada. Ingerir uma medicação além do que é recomendado pode ser muito prejudicial para o organismo.

Ibuprofeno

Quais são as diferenças entre o ibuprofeno e o paracetamol?

Apesar de serem muito consumidos, o ibuprofeno é um pouco diferente do paracetamol. O paracetamol é uma medicação considerada analgésica e atua diretamente nas dores de um modo geral. Sua principal função é bloquear a prostaglandina, componente que citamos acima. Esse bloqueio faz com que a dor acabe.

O ibuprofeno também atua na produção e funcionamento da prostaglandina, porém ele é considerado não esteroide, ou seja, seu consumo não vai prejudicar em nada o funcionamento dos hormônios produzidos pelo corpo. Outro diferencial destes dois medicamentos, é que esse age muito mais rápido no organismo.

Seu tempo de absorção é muito rápido, diferente do paracetamol que pode demorar um pouco até fazer efeito, além de provocar efeitos colaterais desagradáveis.

De acordo com os médicos o ibuprofeno é o mais indicado, pois suas propriedades anti-inflamatórias são mil vezes melhor que o paracetamol. Qualquer dúvida que surgir, consulte um médico e faça as perguntas que quiser, afinal ele está aí para te servir.

Quais são as indicações e contraindicações do ibuprofeno?

Quem está com vontade de comprar um ibuprofeno para tomar e aliviar as dores que está sentindo deve primeiramente entender quais são as suas indicações e contraindicações, assim como seus possíveis efeitos colaterais.

As principais indicações deste medicamento está relacionada com o alívio imediato das dores que podem ser de leve a moderada e principalmente aquelas causadas por algum processo inflamatório.

Essas inflamações podem ser traumáticas ou reumáticas.

Veja a seguir algumas indicações de ibuprofeno:

  • Cólicas renais ou aquelas que surgem no período menstrual, chamadas de dismenorreia;
  • Gota;
  • Calculo renal;
  • Tendinites;
  • Inflamações do dente e da gengiva;
  • Dores de cabeça leves ou intensas como enxaquecas;
  • Febres e amigdalites;
  • Reumatismo e osteoartrose;
  • Dores articulares variadas e lombalgia.

Após 30 minutos da administração do medicamento, ele já começa a fazer efeito. A duração deste medicamento no organismo é de 4 a 6 horas. É uma ótima duração para quem está buscando alívio das dores.

Agora que você já leu as indicações, confira as contraindicações deste medicamento e veja se está com vontade de toma-lo mesmo.

Contraindicações

Pode parecer brincadeira, mas qualquer pessoa que seja hipersensível a algum componente da fórmula, jamais poderá tomar esse medicamento.

O fígado também recebe uma atenção especial na administração de qualquer medicamento, pois dependendo das doses, a hepatite medicamentosa poderá surgir com o passar dos anos.

Crianças e pessoas idosas também devem ter um cuidado especial quando forem tomar este tipo de medicamento.

A seguir você confere a lista de algumas contraindicações para o uso do ibuprofeno. Acompanhe:

  • Pessoas com asma ou bronquites;
  • Urticárias;
  • Doença de Crohn;
  • Úlceras;
  • Hemorragias de origem gastrointestinal;
  • Hipertensão arterial;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Gordura no fígado.

Ibuprofeno

Quais foram os efeitos colaterais observados?

Ainda existem muitos estudos em relação ao ibuprofeno, alguns efeitos colaterais foram observados.

É importante ressaltar que idosos e crianças devem ter uma atenção especial na administração deste tipo de medicamento.

Veja a seguir alguns desses efeitos colaterais observados. Acompanhe:

  • Inchaço;
  • Alergia;
  • Irritabilidade;
  • Náuseas;
  • Enjoos;
  • Perda de apetite;
  • Insônia;
  • Tontura;
  • Dores nas costas e abdominais;
  • Prisão de ventre;
  • Aumento de hemorragias e perfurações intestinais;
  • Azia;
  • Visão embaçada ou turva;
  • Excesso de gases;
  • Coceiras e alergias;
  • Diminuição do volume de urina.

Alguns médicos acabam receitando outros tipos de medicamentos para controlar esses efeitos colaterais.

Informações sobre interações medicamentosas

Existem algumas interações medicamentosas que devem ser evitadas ou se for feita, algum médico deverá ser consultado.

Se você já está tomando algum anti-inflamatório não utilize o ibuprofeno. Veja a lista de medicamentos que devem ser evitados.

  • Remédios com efeitos diuréticos;
  • Varfarina;
  • Escitalopram;
  • Digoxina;
  • Fluoxetina;
  • Lítio;
  • Paroxetina;
  • Sertralina;
  • Ciclosporina;
  • Metrotexato.

Comentar