Geral

Mapa mental: O que é e como fazer. Confira passo a passo!

Para aqueles que têm dificuldade em memorizar conteúdos de alguma matéria, ou não conseguem organizar muito bem informações, criar um mapa mental é uma ótima opção para ajudar.

O mapa mental é uma ferramenta que organiza as informações da mesma maneira que elas são organizadas no nosso cérebro: através de associações.

O que é um mapa mental?

O mapa mental é uma técnica que ajuda a memorização e entendimento de informações. Ele é construído de maneira interativa, e muitas vezes com ilustrações, que ajudam a organizar um conjunto de informações, tornando a compreensão e memorização mais fácil.

Além disso, é uma ferramenta muito utilizada, também, para ajudar em processos de tomada de decisões.

Como funciona um mapa mental

E como ele funciona? Bem, muito simples: o mapa mental dispõe o conteúdo da mesma maneira que ele é entendido pelo nosso cérebro, fortalecendo as sinapses neurais. Ou seja, é muito mais fácil memorizar e compreender dessa forma.

Em termos mais técnicos, ele utiliza uma estrutura de ramificações cerebrais que associa informações umas às outras.

Como fazer um mapa mental

Essa ferramenta conta com diferentes recursos que são usados a favor daquele que está criando. Ou seja, para um mapa mental, podem ser utilizados, além das informações necessárias, desenhos que ilustrem o tema, símbolos e bastante cores.

Esses recursos facilitam a visualização e memorização das informações ali dispostas.

Veja também – O que é DIY? Entenda e saiba como fazer

Como fazer um mapa mental: passo a passo

Antes de tudo, você precisa fazer uma reunião de todas as informações que vão completar seu mapa mental, e também é necessário ter em mente a finalidade daquilo. Arquitete bem tudo em sua mente antes de começar a fazer.

Materiais:

  • Um papel;
  • Lápis, borracha, canetas, canetinhas e lápis de cor;
  • Recortes ilustrativos, que possam acrescentar e simbolizar mais fácil o conteúdo;

Passo 1: Título 

O título é o que descreve o tema principal que será abordado no mapa, e a partir dele as ramificações vão surgindo.

Escreva o título no centro da página e faça algum símbolo que o destaque.

Passo 2: Primeiras ramificações 

A partir do título, que é o tema principal, você vai puxando algumas linhas, cada uma com um subtema diferente a ser abordado.

As primeiras ramificações correspondem às principais áreas de informação que precisam estar no mapa mental.

Passo 3: Ramificações seguintes

Depois das ramificações principais, provenientes do título, puxe mais linhas a partir das primeiras ramificações e vá preenchendo com informações que possam fazer sentido àquela ramificação.

Exemplo: O tema principal é 2ª Guerra Mundial, por exemplo, e nas ramificações principais vão “Época” “Motivos” “Consequências”; na ramificação “época” você preenche com os dados da época que a guerra aconteceu, e assim por diante…

Passo 4: Símbolos e ilustrações

Para deixar o mapa mental mais dinâmico é sempre bom fazer o uso de bastante símbolos, além de desenhar algumas coisas que possam fazer jus ao conteúdo, para facilitar ainda mais a memorização.

Isso porque os recursos gráficos ajudam a ativar diferentes áreas do cérebro e criar o maior número possível de associações.

Ao final, é importante revisar tudo o que foi colocado, para se certificar de que tudo está fazendo sentido e garantir a eficiência do mapa.

Benefícios do mapa mental

Além de facilitar a memorização de informações e ajudar em uma decisão, existem mais alguns benefícios que um mapa mental pode oferecer, como, por exemplo, pode ser mais fácil transmitir ideias, compartilhar raciocínios e explicar procedimentos, tornando o trabalho em grupo mais simples.

Mapa Mental Online

Para aqueles que preferem a praticidade da internet, existem diversos sites e aplicativos, com serviços gratuitos, que proporcionam a criação de um mapa mental. Esses sites oferecem todos os recursos necessários e o uso é bem intuitivo. São alguns dos sites:

Artigos relacionados:

About the author

Vitória Alice