Geral Filosofia

Complexo de Édipo: O que significa? Como identificar? Entenda mais

Complexo de Édipo é um conceito formulado pelo neurologista Sigmund Freud (1856 – 1939), inspirado na obra trágica de Sófocles (496–406 a.C), Édipo Rei.

O Complexo de Édipo trata de uma fase do desenvolvimento psicossexual da criança do sexo masculino, que acontece entre os 3 aos 5 anos de idade, onde ela desenvolve uma forte atração pela mãe, e cria uma certa rivalidade com o pai.

Qual a origem do Complexo de Édipo?

Freud tomou como base uma importante obra da literatura grega para formular a sua teoria. Édipo Rei, escrita por Sófocles, conta a história de Édipo que casa-se, inconscientemente, com a própria mãe e assassina o pai. Édipo, ao descobrir que Jocasta é sua mãe por meio de um oráculo, tira a própria visão no final da trama, e sua mãe acaba se suicidando.

Veja também – Serasa

A partir disso, Freud formulou o seu conceito que trata de uma fase entre os 3 e 5 primeiros anos da vida de uma criança do sexo masculino, na qual ela desenvolve um “desejo incestuoso” pela mãe, ao mesmo tempo que cria uma relação de conflito e disputa com o pai.

Sintomas e resolução do complexo de Édipo

É comum que o complexo de Édipo se desenvolva na infância, portanto há possibilidade de desenvolver na fase da adolescência ou até na fase adulta. Contudo, o Complexo de Édipo, como explica Freud, é um fenômeno natural, que se desenvolve naturalmente e que se dissipa da mesma forma. “Com o simples passar do tempo o complexo vai se dissolvendo e surge em seu lugar um perfeito equilíbrio nas relações entre pais e filhos.”

Nesse caso, durante toda a infância, o menino vai passando por fases. Desde o começo, onde ele sente um ciúme excessivo e um sentimento de posse pela mãe; até o final, onde ele já assimila as relações e desenvolve a afinidade com o pai, muitas vezes se espelhando no mesmo e procurando, no futuro, uma mulher para se casar que seja semelhante à sua mãe. É como citou Freud, “a superação Complexo de Édipo é essencial para que a criança perceba a representatividade do pai na relação, assim como a estruturação da personalidade individual do menino.”

Um dos sintomas mais comuns, evidentes e óbvios, é o ciúme que o garoto sente da mãe quando esta está tendo relações de carinho com o pai. Para barrar essas ocasiões e não gerar conflitos, os pais precisam, desde o começo, ensinar o filho como funcionam as relações familiares.

Ainda segundo a teoria, o Complexo de Édipo é uma das fases cruciais que definem como será a vida psicossexual da criança nos anos seguintes. Por esse motivo, é preciso que o complexo seja resolvido de maneira saudável, caso contrário a criança desenvolverá quadros de dependência exagerada do sexo oposto, submissão e até opressão.

Complexo de Electra

Complexo de Electra é também conhecido como “Complexo de Édipo Feminino”, e foi criado pelo psiquiatra e psicoterapeuta suíço Carl Gustav Jung, também inspirado em um conto grego, o de Electra. Segundo a história, Electra teria ordenado a morte da própria mãe, após descobrir que ela mandou assassinar o seu pai.

Sendo assim, o complexo de Electra trata praticamente dos mesmos assuntos do Complexo de Édipo, sendo eles revertidos. Nesse caso, a criança do sexo feminino sente atração pela figura paterna, desprezando a materna.

Veja também:

About the author

Vitória Alice