Educação

Discente: o que é? Qual a diferença para docente?

Ah,o português! Nossa língua querida, tão bela, tão musical, capaz de produzir canções e poemas maravilhosos, seja em Portugal, no Brasil ou na África. No entanto, também é capaz de nos pregar cada peça… Por exemplo, comprido ou cumprido? Companhia ou compania? Iminente ou eminente? A diferença muitas vezes é mínima, uma vogalzinha, mas muda completamente o sentido da palavra e até a frase, nos fazendo pagar mico sem perceber se não formos atentos. Um desses casos que vamos tratar hoje é “discente”.

Discente ou docente?

E qual a diferença entre esses termos?

E de onde surgiu essa palavra?

É o que procuraremos responder neste artigo para te ajudar a evitar esse erro comum ou de sanar ao menos essa dúvida corriqueira entre tantas que a língua de Camões nos proporciona.

E se você for da área da educação ou frequentar esse ambiente certamente já se deparou com esses termos e até está mais adiantado sobre o significado de cada um, mas não tem jeito, a dúvida sempre reaparece de tempos em tempos, não é mesmo?

Vamos tratar de explicar com detalhes o significado de discente e docente para que memorize de vez e não volte mais a fazer confusão.

Saiba o significado de discente e docente a seguir.

Confira!

O corpo discente

É comum ouvir ou ler junto a palavra discente a expressão “corpo discente” o que deixa a terminologia ainda mais curiosa.

Como relatado acima a palavra está relacionada a área educacional sendo muito empregada entre professores e diretores de escolas, universidades, cursos técnicos, enfim, locais de centro de ensino.

Geralmente é empregada para se referir a um tipo ou conjunto que está sob responsabilidade da instituição de ensino, o conjunto de alunos.

Consultando a origem do termo, que provêm do latim, vemos que “discente”, equivale a “aluno” no nosso idioma.

Ou seja, discente, com “i”, refere-se ao aluno ou ao grupo de alunos dependendo da expressão utilizada.

Por exemplo: “Estamos acompanhando o quadro de evolução do discente”. Estamos acompanhando o quadro de evolução do aluno em relação ao seu aprendizado da matéria ou matérias passadas.

“Estamos acompanhando o quadro de evolução do corpo discente”. Estamos acompanhando quadro de evolução dos alunos no aprendizado das lições ensinadas.

Para fixar de uma vez por todas: discente com “i” diz respeito, é relativo, a aquele que aprende, o aluno que frequenta a instituição de ensino.

Apesar de semelhante, tem diferença em comparação com a outra palavra que se costuma fazer confusão, docente.

Vamos analisá-la para verificarmos essa diferença.

Confira a seguir.

O corpo docente

Não é à toa que se faça confusão entre discente e docente, porque além de serem muito parecidas tanto em escrita como em pronúncia, alterando-se apenas uma letra, ambas estão relacionadas a mesma área do conhecimento, são utilizadas no mesmo contexto, na área educacional.

Prato feito para a confusão: escrita e pronúncia semelhantes e ditas no mesmo ambiente. Não ajuda nenhum pouco, não é verdade?

Contudo, é possível estabelecer uma distinção fácil, bastando apenas fazer a associação correta dos termos com “i” e com “o”.

Por exemplo, já sabemos que apalavra com a vogal “i” se refere ao aluno, o que está aprendendo, conforme pôde ser visto consultando sua origem etimológica.

Aplicando a mesma lógica de pesquisa, de análise sobre o significado do termo docente, constata-se que também se origina do latim, do vocábulo “docens”, “docentis”, e sua significação para o português é o mesmo que “ensinar”.

Portanto, quando se fala em docente, ou corpo docente, se refere a aquele que ensina, o professor, ou a aqueles que ensinam, um grupo de professores que formam o quadro de profissionais da instituição de ensino.

Fazendo um paralelo de memorização, se o termo com “i” refere-se ao aluno, o que aprende, o termo com “o” relaciona-se ao professor ao que ensina.

Logo:

Discente = aluno/ conjunto de alunos, o que aprende;

Docente = professor/ conjunto de professores, o que ensina.

Como se tornar um discente?

Isso é simples, dependendo do tipo de instituição que pretenda frequentar. Basta se matricular em uma escola para fazer parte do corpo de alunos, o corpo discente. Sendo as escolas públicas tradicionais o desafio será encontrar uma vaga. Agora se a questão for faculdade, universidade, para conseguir se tornar um discente da instituição que pretende ingressar, além de apresentar a documentação necessária para se efetuar a matrícula é necessário fazer um teste de avaliação, uma prova, mais conhecido como vestibular.

Sendo aprovado no vestibular para o curso que pretenda fazer, a próxima fase será a entrega da documentação requisitada e arcar com os valores de matrículas e de mensalidades, se houver. O grande entrave para estudantes do país inteiro, já que o custo de vida tem sido cada vez mais elevado e as mensalidades de faculdades também. Muitos, por isso, acabam recorrendo a programas de financiamento estudantil, como o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) ou o Programa Universidade Para Todos (PROUNI).

Outros ainda recorrem aos programas de financiamento estudantil concedido por instituições financeiras onde se cobra juros mais baixos e se outorga contas sem cobrança de tarifas típicas para os usuários/clientes comuns.

Como se tornar um docente?

O docente é aquele que ensina, que tem como ofício transmitir os seus conhecimentos para o corpo discente de acordo com a grade curricular estipulada pela instituição que trabalha que, por sua vez, busca atender as exigências do Ministério da Educação (MEC).

Para chegar a tal posto de docente, é necessário passar por uma série de graduações e, assim, obter o conhecimento mínimo exigido para ser aprovado e reconhecido como uma pessoa habilitada a ensinar sobre determinado assunto.

Normalmente cursa-se pedagogia e demais especializações na área para propiciar a condição necessária para desempenhar o ofício. Concluída a fase de qualificações, faz-se uma prova, no caso do serviço público, um concurso público, para poder ser aprovado e ingressar no corpo docente do centro de ensino almejado.

Gostou desse conteúdo sobre discente e docente?

Leia mais de nossa sessão de língua portuguesa.

Veja abaixo significados e expressões que você talvez goste: