Uncategorized

Ergonomia: o que quer dizer? Qual seu conceito?

Ergonomia

Ergonomia, substantivo feminino. Resume-se a um estudo aprofundado e científico que visa melhor eficiência. Mas não qualquer eficiência, e sim, do ser humano. Questiona-se como uma pessoa pode relacionar-se melhor com seu ambiente de trabalho e como pode produzir mais e melhor.

O conceito de ergonomia

A ergonomia passou a ser desenvolvida enquanto conceito logo após o final da II Guerra Mundial, em 1949.

Anteriormente, já havia aparecido em escritos esparsos no século XIX, entretanto, seu significado como a conhecemos é recente.

Esta é uma área de estudo vinculada à psicologia. Pois procura entender o indivíduo e como ele pode ser inserido de melhor maneira no meio de trabalho.

A ergonomia foi desenvolvida a partir da necessidade dos seres humanos em adaptar a natureza às suas necessidades. Por exemplo, nos tempos primórdios, aprendemos a controlar o fogo para não passarmos frio. Hoje em dia foram desenvolvida inúmeras tecnologias que tem por função facilitar a nossa existência. A ergonomia trabalha principalmente com esses instrumentos tecnológicos.

Um celular, por exemplo, é uma tecnologia que foi criada para os seres humanos. Para lhe garantir uma certa satisfação de comunicar-se e também para que tenha maior eficiência em suas atividades. Afinal, hoje podemos fazer inúmeras atividades só com um celular. Antes isso era impossível e levávamos mais tempo para realizar certas tarefas, como pagar as contas.

A ergonomia também é fundamental para uma indústria ou qualquer outro tipo de trabalho em massa. Pois nessas situações é preciso extrair a maior produtividade do trabalhador sem atrapalhar a sua saúde. Assim, a ergonomia passou a atrelar-se a outras áreas de conhecimento como a medicina e também à engenharia e arquitetura que vão pensar o ambiente em que esse trabalhador está inserido.

Ergonomia

Com o que a ergonomia trabalha?

O aumento das indústrias e da necessidade em se produzir cada vez mais é fundamental para a ergonomia.

Anteriormente, durante a revolução industrial no século XVIII, havia uma alta exploração dos operários. O que fazia com que muitos morressem pelas condições de insalubridade e de exaustão. A ergonomia fará com que isso não exista mais.

Ao aliar o trabalho com as condições humanas, busca em cada um o que tem de mais competente. A aptidão de cada um é valorizada e assim a produção é melhor e mais eficaz.

Em cada ambiente de trabalho a ergonomia ficará atenta em como aliar a tecnologia a condição humana.

Com ela pretende-se diminuir os acidentes de trabalho e até mesmo doenças em decorrência das atividades dos trabalhadores. Hoje são comuns as tendinites em decorrência do trabalho repetitivo, a ergonomia procura evitar que haja uma repetição e assim todos tenham melhor saúde.

Os profissionais da segurança no trabalho devem estudar a ergonomia com muita atenção. E sempre estão atentos até mesmo a fatores do meio ambiente que podem interferir na produção. Qualquer outra questão que possa causar transtornos aos trabalhadores e às metas deve ser pensado. É uma busca pelo melhor ambiente de trabalho em todos os sentidos.

Um bom chefe também é aquele que está atento a tudo isso. Até mesmo os salários devem ser pensados na ergonomia. Por meio deles os trabalhadores podem ficar mais motivados.

Tudo é um sistema

Para a ergonomia tudo é um sistema. Não devemos entender os homens separados das máquinas. Mas enquanto complementares.

As máquinas devem ser adaptadas para as necessidades humanas. Ou seja, as pessoas passam a estar interligadas às tecnologias para assim terem maior sucesso.

Para executar bem uma tarefa, um trabalhador não pode ter desvios de atenção. Assim, todo o ambiente em que trabalha deve ser direcionado para que isso não aconteça. Também deve ser prático para que não gere perda de energia.

Por isso, em uma empresa sempre é prezado para que não haja muita distância que os trabalhadores precisam percorrer para fazer algo. Por exemplo, a impressora não pode estar muito longe de quem precisa fazer relatórios.

A qualidade de comunicação também é algo valioso para o funcionamento desse sistema. Se tiver maior silêncio, uma pessoa que faz um relatório pode fazer com mais rapidez. Ou se estiver em ambiente barulhento o uso de protetores auriculares pode evitar doenças.

E, a comunicação com subalternos ou com um chefe sempre deve ser de qualidade. Não pode ter interferências ou ruídos. Isso fará uma comunicabilidade eficiente e clara.

Construir um sistema harmônico e agradável ao trabalho é um desafio para a ergonomia. Cabe a um bom profissional pensar nisso a todo momento e diagnosticar qualquer problema que possa existir.

Ergonomia

Onde a ergonomia é importante?

Essa área do conhecimento é importante em qualquer ambiente de trabalho. Você já deve ter observado que ao ficar muito tempo sentado diante de um computador passa a sentir dores nas costas.

A ergonomia faz um estudo do corpo para que ele sente de maneira adequada e tenha distância correta do monitor para que nada seja afetado.

Com isso evitamos problemas de saúde no futuro. Até mesmo problemas psicológicos podem ser desencadeados quando não prezamos pela ergonomia. Se tivermos um bom alinhamento, evitaremos a ansiedade, por exemplo, e teremos satisfação em conseguir produzir mais.

Hoje a ergonomia está presente até mesmo nos carros. Um veículo com um volante hidráulico pretende que você tenha melhor qualidade ao dirigir e assim evite qualquer lesão muscular. Já existem carros com botões dos rádios no volante, para que o motorista não precisa desviar sua atenção e aperte um botão que está longe da direção. Ao poder apertar no volante, ficará atento ao que ocorre em sua frente evitando qualquer desastre.

Assim, não basta organizar o que irá fazer, mas também como irá. Isso lhe garantirá mais qualidade de vida.

Podemos pensar na ergonomia até mesmo nas ruas. Em como fazer com que o trânsito circule melhor. Onde deve ter lombada para a redução da velocidade, qual deve ser a velocidade de cada via, em que cruzamento terá faixa de pedestre. Tudo isso deve ser detalhadamente calculado para que evite acidentes e sempre flua da melhor maneira possível.

Portanto, a ergonomia é uma otimização para o seu trabalho. Não deixe de estuda-la.