Expressões em inglês Tecnologia

O que é HDMI? Como funciona? Como é utilizado?

HDMI

Com o aprimoramento tecnológico desenvolvendo-se em intervalos cada vez mais curtos, tem se tornado cada vez mais comum o uso e o descarte de alguns termos específicos, como HDMI, VGA, DVI etc.

Sem dúvida, a última inovação e que parece que não irá embora cedo é a tecnologia HDMI. Já deve ter ouvido falar em algum momento se chegou a manipular qualquer eletrônico com tecnologia digital. É bem possível que tenha ouvido “coloque o cabo HDMI”, “encaixa na entrada HDMI”.

Mas, afinal, o que seria esse tal de HDMI? Certamente deve intuir que se trata de uma espécie de conversor de sinal porque substitui velhos cabos e encaixes que antigamente eram onipresentes em aparelhos de TVs e outros eletrônicos. Saiu o emaranhado de cabos coloridos para entrar apenas um, uma das principais vantagens dessa nova tecnologia.

Mas claro que ela não se resume a apenas uma pequena praticidade, pois há muito mais envolvido no formato.

Quer saber de uma vez por todas do que se trata HDMI, quais as suas vantagens e como usá-lo? É fácil, basta prosseguir na leitura.

Saiba mais sobre HDMI nos tópicos abaixo. Confira!

O que é HDMI?

Talvez o melhor jeito para iniciar essa explicação é informar o significado dessa sigla: High-Definition Multimedia Interface (HDMI).

Se não entende de gringo, não ajudou muito, nós traduzimos: Interface Multimídia de Alta Resolução.

Mas mesmo assim isso não esclarece muitas as coisas. O que significam essas palavras, essa nomenclatura, em termos práticos?

HDMI é definido como uma interface condutiva digital de áudio e vídeo capaz de transmitir dados não comprimidos.

Também é uma definição para deixar os mais leigos com o tico e teco fervendo, pois parece dizer tudo, dizendo nada.

Mas sem desânimo, apesar de parecer complicado no primeiro momento, boa parte da impressão se deve a termos direcionados para um público específico. Explicando parte a parte com uma linguagem mais acessível, verá que não é nenhum bicho de sete cabeças.

Na primeira parte da definição, vemos que o HDMI se trata de uma interface, ou seja, uma interconexão, conecta um polo a outro. Mas conecta o quê e como? Conecta um pacote de dados de alta resolução, áudio e vídeo, conduzindo-os digitalmente.

Essa conexão ocorre por meio do cabo HDMI que com seus 19 pinos se encaixam na entrada específica da tecnologia em cada aparelho a trocar de informações. Cada um desses 19 pinos é responsável por uma função, como sinal de áudio e vídeo, energia de baixa tensão, sincronização de relógio interno, entre outras funções.

Ou seja, assim como as antigas conexões de cabos, VGA, áudio e vídeo, ou mais recentes, porém já menos usadas, como DVI, o HDMI conduz dados de um aparelho a outro, adaptando esses dados em uma linguagem que seja possível reproduzir o conteúdo no receptor desejado.

HDMI

Portanto, se exerce a mesma função, qual a diferença do HDMI para as demais tecnologias?

A diferença se encontra nos dados: na qualidade e quantidade.

Antigamente era preciso dividir em mais de um fio a transmissão de imagens e áudio ao aparelho receptor. Era quando entravam em cena os fios coloridos “vermelho, branco e amarelo”. Com o HDMI isso já não é mais necessário, pois os dados foram simplificados em um mesmo pacote de informações, em um único cabo.

Acresce também a qualidade do áudio e da imagem com a conexão digital. As principais diferenças, portanto, estão na simplificação de processos e na qualidade superior do áudio e da imagem.

Outra diferença e vantagem do cabo HDMI é que antigamente era preciso que os aparelhos a trocar informações tivessem entradas de cabos compatíveis, o que nem sempre ocorria. O HDMI universaliza a troca de dados com todos os aparelhos que tenham a entrada do conector (a maioria). Naturalmente, ninguém quer abrir mão do melhor formato.

E mesmo os que não têm a entrada HDMI conseguem usufruir da tecnologia, pois é possível adquirir adaptadores para acessar essa evolução tecnológica.

Detalhe que a entrada HDMI substituiu o uso de todas as outras entradas. Embora ainda possamos encontrar aparelhos que coloquem à disposição todos os tipos de entrada, isso é cada vez mais raro. O cabo HDMI bastará para ter uma imagem e som de alta qualidade.

HDMI 2.0

Em 2013, saiu na Internationale Funkausstellung (IFA) a evolução da tecnologia HDMI, o HDMI 2.0. E toda evolução opera por lógica simples: superar a tecnologia anterior.

Se o HDMI significou a evolução dos conectores VGA, DVI e correlatos por ser capaz de conduzir dados mais pesados, em alta resolução, o mesmo ocorre com a tecnologia 2.0.

Ela melhorou ainda mais a qualidade da imagem do som por conseguir conduzir dados mais pesados. Já o HDMI 2.0 possibilitou a chegada dos formatos hoje tão divulgados: 4k e ultra HD, entregando faixa de frequência de 50 ou 60 hz.

Contudo, o novo formato não obrigou o abandono do antigo, pois o cabo continuou a ter 19 pinos. Isso permite que o HDMI 2.0 possa ser usado no mesmo plugin da versão anterior, 1.4.

Sem dúvida facilitou muito a vida dos consumidores, pois o receio é de que se precisasse comprar outros aparelhos com um plugin específico ou necessitar da aquisição de um conversor.

Felizmente a tecnologia e a inteligência venceram, permitindo que a versão 1.4 e 2.0 pudessem coexistir sem interferências.

HDMI

Poderio em números

A versão mais recente do HDMI trouxe uma evolução absurda na qualidade do áudio. Para ter uma ideia, opera com 32 canais simultâneos e transmissão de áudio de até 1.536.000 Hz.

Vamos pegar como exemplo, para efeito de comparação, CDs e DVDs. O formato mais antigo, CDs, é capaz de transmitir 44,100 Hz de áudio. O formato seguinte, DVD, transmite o total de 100.000 Hz. Ou seja, não é pouca coisa, mas nem se compara com o HDMI 2.0, como pôde perceber.

Portanto, se procura o que há de mais avançado em termos de qualidade de imagem e som digital, não tem erro, invista em cabo HDMI.

Gostou deste conteúdo sobre HDMI? Então curta, compartilhe, avalie. Deixe o seu comentário. Seu apoio e sua opinião são muito importantes para nós. Faz toda a diferença. Leia mais assuntos relacionados conferindo o nosso conteúdo.