Língua Portuguesa

Absenteísmo: ausência do funcionário no ambiente de trabalho

A palavra absenteísmo faz uma referência à ausência do trabalhador ao seu posto de trabalho. São as faltas, atrasos ou saídas que interferem na produtividade do trabalhador e nos resultados da empresa.

O absenteísmo é um problema que pode envolver várias circunstâncias em relação ao trabalhador ou ao local de trabalho. Conhecer os motivos que levam ao absenteísmo é tarefa importante dos gestores para melhorarem a performance das empresas e as condições de trabalho.

Veja também – Significado de leviano

Além da diminuição da produtividade, o absenteísmo traz problemas como aumento da rotatividade de pessoal, piora nos indicadores de qualidade e até problemas de relacionamento. Para o funcionário, o absenteísmo também oferece prejuízos que podem ser desde financeiro até mesmo a demissão.

O que é absenteísmo?

Usamos a palavra absenteísmo para nos referirmos aos índices de ausências dos trabalhadores de suas funções. Para se considerar o absenteísmo de uma organização leva-se em conta as somas de ausências em um determinado período.

Por exemplo, se dizemos que uma empresa (ou um departamento) possui um índice de 2,5% de absenteísmo no mês quer dizer que a organização perde este percentual do total de horas que deveriam ser trabalhadas naquele período.

Para calcular o absenteísmo, primeiro levanta-se a quantidade de tempo perdido, entre
faltas, atrasos ou saídas antecipadas. Para em seguida, dividir este valor pelo total de horas que deveriam ser trabalhadas no mês. Por fim, multiplica-se o resultado por 100 para se obter o indicador de absenteísmo da equipe.

O absenteísmo também é um indicador para que o gestor analise possíveis causas que estejam afetando a presença, atuação ou motivação do trabalhador. Muitas vezes, por traz destes números estão problemas que afetam o desempenho ou interesse do funcionário.

O contrário de absenteísmo é a assiduidade, ou seja, a frequência constante. Tudo aquilo que é assíduo é o que ocorre com regularidade, constância e de forma habitual.

Absenteísmo

Conceito e definição de Absenteísmo

A palavra absenteísmo é um substantivo masculino que deriva da expressão em latim “absens”, e designa “estar afastado, ausente, estar fora”. Desta forma, o absenteísmo significa estar ausente, afastar-se de uma atividade.

Outra palavra que nos ajuda a entender este conceito é o termo abster-se, que significa não aceitar, abrir mão, esquivar-se, impedir-se, recusar ou rejeitar. Usando estas concepções complementares podemos afirmar que o absenteísmo é o ato de se recusar, se esquivar em comparecer ao trabalho.

Absenteísmo: significados

A principal definição de absenteísmo está ligada ao sentido de ausência, recusa ou esquiva. De maneira geral, a palavra é utilizada para definir o conjunto de ausências de um grupo de funcionários que não exerceram a quantidade de horas esperadas.

Porém, a palavra também é usada para se referir à um sistema agrícola, no qual a principal característica é transferência de responsabilidade de cultivo que é passada do proprietário para um intermediário. Este fará o papel de mediador entre o dono do local e os trabalhadores rurais. Este sistema foi muito usado durante vários períodos ao longo da história.

A expressão absenteísmo, ou sua derivação “abstencionismo”, também é usada para designar a ausência dos participantes de uma decisão. Por exemplo, quando os eleitores são chamados à participarem de um referendo e parte deles se ausenta.

Absenteísmo nas empresas

O sentido de absenteísmo no mundo empresarial se refere a tendência dos trabalhadores se ausentarem de suas funções. Este é um assunto que leva preocupação e demanda estudos por parte de gestores, lideranças e profissionais da área de recursos humanos em razão das consequências negativas deste comportamento.

Um alto índice de absenteísmo revela o aumento de custos operacionais, prejudica o desempenho e dificulta o alcance das metas estabelecidas. É um indicador importante sobre a motivação do trabalhador, seu estado emocional ou de saúde e também pode revelar dificuldades enfrentadas para se realizar as atividades ou se relacionar com os colegas.

As causas que levam ao absenteísmo são variadas e podem estar relacionadas ao trabalhador ou em sua relação com o ambiente de trabalho. Podem ser questões de ordem psicológica, saúde, motivações familiares ou ser decorrente de circunstâncias existentes no local de trabalho como pressão, estresse, problemas de relacionamento, dificuldades em realizar as atividades, etc.

Compreender as razões que levam ao absenteísmo e procurar estratégias que minimizem os motivos que fazem os funcionários se ausentarem é tarefa imprescindível para melhorar o desempenho da empresa e aumentar a satisfação dos trabalhadores.

Absenteísmo

Motivos que levam ao absenteísmo dos funcionários

Vários estudiosos da administração e das relações humanas no ambiente de trabalho apontam que existem dois tipos de motivações que levam o trabalhador à se ausentar, são elas causas intrínsecas e outras extrínsecas ao indivíduo.

Entendemos por causas intrínsecas para o absenteísmo aquelas razões que são internas ou próprias do trabalhador. São as motivações psicológicas, as condições de saúde, problemas cotidianos ou relacionados à sua família.

Já as causas extrínsecas são todas aquelas que estão relacionadas ao ambiente de trabalho. Podendo ser causadas por regras da empresa, clima organizacional, relação com o chefe ou colegas de trabalho, condições para exercer a tarefa, entre outras.

Como problemas pessoais, mais comuns e que afetam a assiduidade, destacam-se a desmotivação com o trabalho, doenças físicas ou psicológicas, os problemas familiares e questões financeiras.

Entre os principais motivos, relacionados à empresa, podemos destacar a política de salários e benefícios, a maneira como a liderança é exercida, as oportunidades de crescimento profissional, os critérios de avaliação de desempenho, os relacionamentos com chefes e colegas, doenças ocupacionais, infraestrutura precária, metas exageradas, etc.

Consequências do absenteísmo

Para o trabalhador o absenteísmo traz consequências que podem afetar o seu desempenho e até a sua permanência na empresa. Além disto, ele pode ver comprometido a sua motivação sobre o trabalho, ver deteriorar suas relações com colegas e líderes, podendo ter afetado também sua saúde física e psicológica.

A empresa também tem muito a perder, com a manutenção de altos índices de absenteísmo. A queda da produtividade é o fenômeno mais rápido e perceptível, porém existem outras consequências ruins como a perda de funcionários, a necessidade de investir em novas contratações e treinamentos, piora nos indicadores de clima organizacional, ruídos na comunicação interna, resultando em prejuízos financeiros.

Com boa vontade e acompanhamento é possível estabelecer medidas preventivas para que as ausências não ocorram. E quando necessário, também deve-se pensar ações de reintegração para os funcionários que estiveram afastados.

About the author

yasmin