Geral

O que é dieta? Quais os tipos mais comuns?

Dieta

Você sabe realmente o que significa uma dieta alimentar? Quais os seus principais objetivos? Nesse artigo iremos abordar sobre esse tema que está diretamente ligado à saúde e qualidade de vida.

Dieta ou regime: qual a diferença entre eles?

Muitos pensam que dieta e regime é a mesma coisa. Mas, não é não! Veja o conceito de cada um deles.

Dieta

A dieta, palavra de origem grega “díaita”, que significa “modo de vida”, também chamada de reeducação alimentar, consiste em uma mudança de hábitos alimentares onde o principal objetivo é fazer com que nos alimentemos corretamente e de acordo com a necessidade de cada um.

Em uma dieta equilibrada devem ser incluídos grupos de diversos alimentos como, por exemplo, açúcares, laticínios, carne, ovos, peixes, gorduras, óleos, verduras, legumes, oleaginosas, frutas, cereais, grãos, arroz, pães e massas, que são fundamentais para um bom funcionamento do organismo por fornecerem proteínas, vitaminas, fibras e minerais.

Quando optamos por uma dieta equilibrada, os resultados obtidos podem levar a perda de peso, ao controle de doenças como a hipertensão e o diabetes, ou até mesmo ao ganho de massa muscular e, em alguns casos, ganho de peso.

A dieta equilibrada também proporciona uma maior vitalidade e energia para desempenharmos nossas funções diárias e pode, inclusive, combater diversos males como a insônia, o estresse, problemas digestivos e intestinais, de pele, cabelo, unhas e até mesmo fortalecer o sistema imunológico, o que nos deixará longe de doenças.

Quanto a quantidade de alimentos que deve ser ingerida diariamente, isso varia de acordo com a idade, atividade física, sexo e condições gerais de saúde.

A reeducação alimentar deve ser sempre acompanhada por um profissional da área de nutrição que avaliará os excessos e as carências alimentares de cada um e indicará uma opção mais balanceada.

Dieta

Regime

O regime visa principalmente a perda de peso rápida e isso é alcançado com o corte radical de determinados alimentos e bebidas, bem como qualquer tipo de excesso. E o primeiro a ser cortado da lista como sendo o maior vilão é o carboidrato.

Especialistas afirmam que a perda de peso ocorre, mas ela é inadequada por ser decorrência de uma carência nutricional. Ainda, segundo eles, a perda de peso pode estar ligada diretamente à perda de água e não de gordura. Dessa maneira, assim que voltar à alimentação normal, os quilinhos voltam.

Um dos regimes mais utilizados para a perda de peso rápida é a dieta proteica, na qual as proteínas estão presentes em mais de 50% da alimentação diária. Porém, ela é apontada por especialistas como sendo perigosa, podendo causar sobrecarga aos rins e ao fígado.

Não menos conhecida é a dieta sem carboidratos, que diminui sim, significativamente, o número de calorias ingeridas diariamente e, consequentemente, leva à perda de peso. Mas, ela também é bastante perigosa uma vez que os carboidratos estão diretamente ligados à produção de serotonina.

A serotonina, substância considerada o “hormônio da felicidade”, está ligada à sensação de bem-estar e saciedade e sua queda brusca pode levar a casos de irritabilidade, insônia e até depressão. Pior: pode gerar compulsão alimentar!

Tipos de dieta

O que não falta por aí são dietas que prometem perda de peso rápida. Entretanto, especialistas são unânimes em afirmar que uma dieta balanceada deve conter todos os alimentos dos diferentes grupos e que comer moderadamente é o segredo para perder peso com saúde e ter uma melhor qualidade de vida.

Conheça algumas delas.

Mediterrânea

Podemos dizer que é um estilo de vida adotado pela população dos países banhados pelo Mar Mediterrâneo e baseado no consumo de verduras, legumes, cereais, frutas, grãos, oleaginosas, azeite, peixes, queijos, frutas secas, leite e derivados, ervas aromáticas, azeitonas, vinho e suco de uva. Carnes, açúcares e produtos industrializados são dificilmente consumidos.

Dieta dos pontos

Fácil de seguir, não exclui nenhum alimento. As calorias de cada alimento são associadas a pontos que são somados durante o dia e que não devem ser ultrapassados de acordo com o limite estipulado para cada um.

Ravenna

Consiste em duas etapas: a primeira de redução, que restringe o consumo de carboidratos e gera a perda de peso, e a segunda de manutenção, que deve ser seguida pela vida toda, pois reintroduz todos os alimentos na dieta, mas que devem ser consumidos com moderação.

Dieta

Low Carb

A dieta low carb, muito seguida por pessoas que treinam em academias e levam um estilo de vida popularmente chamado de fitness, restringe drasticamente o consumo de carboidratos diários, sendo que sua ingestão fica limitada entre 20 a 40 g/dia. O consumo de proteínas de alto valor biológico como carnes vermelhas, frango e peixes compõe a dieta juntamente com embutidos, ovos, laticínios, gorduras boas (óleo de coco, por exemplo) e frutas com baixo índice glicêmico.

Sem glúten

Nessa dieta, os alimentos ricos em glúten como a aveia, a farinha de trigo, a cevada e o centeio, por exemplo, são proibidos, sendo que as principais fontes de carboidratos são obtidas através de verduras, legumes, frutas e de raízes como mandioca, cará e inhame.

Dukan

Outra dieta que prioriza o consumo de proteínas e que restringe os carboidratos, verduras, frutas e legumes, sendo permitido o consumo de carnes magras, peixes, frutos do mar (preparados sem óleo), frios, ovos e laticínios.

Dieta da Cabala ou dieta dos 22 dias

A dieta protagonizada por Beyoncé tem a duração de 22 dias, durante os quais são proibidas as carnes, bebidas alcoólicas, os laticínios, alimentos processados e o glúten. A dieta é composta por 10% de proteínas, 10% de gorduras e 80% de carboidratos.

Cetogênica

Na dieta cetogênica há consumo mínimo ou total restrição ao carboidrato, mas as gorduras, proteínas e fibras podem ser consumidas. O ponto principal da dieta é caracterizado pelo processo de cetose que ocorre no organismo quando privado por mais de três dias de carboidratos. Após esse período o organismo passa a utilizar os depósitos de gordura para produzir energia, o que, consequentemente, leva à perda de peso.

Detox

Além de eliminar as toxinas do organismo, a dieta detox proporciona a perda de peso. Durante ela, são permitidos alimentos integrais e naturais, água e suco naturais. Açúcares, café, refrigerantes, bebidas alcoólicas, sucos e alimentos industrializados, laticínios, adoçantes e corantes são proibidos.

Baixo índice glicêmico

O ponto principal é a ingestão de alimentos que liberam pouco açúcar no sangue como a farinha de trigo integral, a soja, a aveia, frutas, verduras e legumes. Farinha de trigo comum, batata, arroz, refrigerantes e açúcar branco são proibidos.

Dieta antienvelhecimento

Nessa dieta, as frituras, o açúcar refinado e a farinha de trigo, bem como todos os alimentos que os contenham, estão proibidos. O ponto alto da dieta antienvelhecimento é o consumo de alimentos com propriedades antioxidantes.

Entre eles, podemos destacar os ricos em vitaminas C (frutas e verduras), A (leite e vegetais amarelos), E (azeite, azeitonas e óleos de sementes) e minerais (frutos do mar, grãos, leguminosas, oleaginosas e cereais).

Como vimos, são inúmeros os tipos de dieta, mas devemos levar em consideração que temos que optar sempre por aquelas que nos proporcionam saúde e uma melhor qualidade de vida. O ideal antes de iniciar qualquer dieta é consultar um profissional na área de nutrição para maiores esclarecimentos.