Geral

O que é Habib’s? Origem, significado, história

Você já ouviu o nome “Habib’s”? Pode ser que ele não esteja presente no seu estado ou, então, que não tenha chegado na sua cidade. No entanto, o restaurante árabe é bastante popular em grande parte do Brasil.

Neste texto você poderá saber um pouco mais sobre o Habib’s, sua história, o espaço que este restaurante conquistou no mercado e muito mais! Continue a leitura para saber exatamente o que é o Habib’s.

Veja também – Significado de pipa

Fundação do Habib’s

A história do Habib’s, na realidade, começa um pouco antes da fundação do restaurante. Antônio Alberto Saraiva, o fundador da cadeia de restaurantes, veio de Portugal com a família ainda antes de completar 1 ano. Por muitos anos, a família viveu no Paraná. Porém, com a conclusão do ensino médio no início dos anos 70, Antônio se mudou para São Paulo para estudar medicina.

Durante este período, a família do rapaz abriu uma padaria no bairro do Brás. O pai de Antônio, então, se tornou o principal responsável pelos negócios da família enquanto o filho continuava os estudos. Em 1973, no entanto, um assalto chocou a família Saraiva, mudando o destino de Antônio para sempre. O pai do rapaz foi assassinado. Com isso, ele acabou se tornando o responsável pela padaria.

Com o passar dos anos, Antônio fez com que a padaria se tornasse cada vez mais lucrativa. Mais de 10 anos depois de assumir a padaria, ele decide expandir os negócios e compra uma lanchonete. Com ela, acaba conhecendo um chef de ascendência árabe, especialista na preparação de esfihas, humus, entre outros pratos.

Habib's

A criação do Habib’s

Reconhecendo o potencial de uma novidade no mercado gastronômico nacional, somado às habilidades do novo funcionário, em 1988 Antônio Alberto Saraiva decide, então, abrir a primeira unidade do Habib’s.

O primeiro restaurante foi inaugurado em São Paulo, na rua Cerro Corá. Além do diferencial de servir comida Árabe, a ideia do restaurante era principalmente oferecer pratos recém preparados em um ambiente agradável. No entanto, o restaurante também apostava em comidas que já estavam mais adaptadas ao paladar do brasileiro, como as pizzas e pastéis. A aposta do empresário se mostrou realmente lucrativa e, por mais de um mês, o novo restaurante teve filas em suas portas todos os dias.

Com o tempo e a comprovação de que o negócio estava dando certo, houve então a necessidade de adaptar a matéria-prima ao restaurante. Preocupado em ter ingredientes da melhor qualidade, ainda no início dos anos 90, o empresário passou a apostar na produção dos queijos e de outros produtos utilizados no restaurante.

Isso se provou não apenas lucrativo, como também uma excelente forma de garantir a qualidade ao empreendimento. E, assim, surgiu a possibilidade de começar a expandir ainda mais o negócio apenas 4 anos após a sua fundação. As franquias começaram logo a se espalhar pelo Brasil, fazendo com que o nome Habib’s se tornasse um dos primeiros e mais importantes entre os fast foods nacionais.

Espaço no mercado

Hoje o Habib’s está presente em 20 das 27 unidades federativas brasileiras, em 421 lojas franqueadas. Estima-se que, desde a fundação, a rede já vendeu mais de 9 bilhões de esfihas e, atualmente, chega a bater a marca de 680 milhões de esfihas anuais. Lembrando que esta não é a única especialidade do restaurante, que ainda hoje trabalha com diversos outros pratos árabes, além de servir hambúrgueres, doces, pizzas e até pratos feitos.

Atualmente a rede tem cerca de 22 mil funcionários por todo o Brasil e é reconhecido como o maior fast food de comida árabe do mundo. É também a terceira maior rede de fast food brasileira, perdendo apenas para a Casa do Pão de Queijo e o Giraffas.

O Habib’s conta também com a marca de sexta maior rede de fast food no Brasil, ao considerar também os competidores internacionais, como é possível ver na lista abaixo:

  1. McDonald’s;
  2. Bob’s;
  3. Subway;
  4. Casa do Pão de Queijo;
  5. Giraffas;
  6. Habib’s.

Significado do nome

“Habib” é uma palavra comum em árabe. Ela costuma significar algo como “querido”, “amigo” e “amado”. Um amigo começou a chamar Antônio Alberto Saraiva assim. Mais tarde, outros amigos adotaram o apelido e então o empresário escolheu a palavra para batizar o novo restaurante.

Mascote

Assim como o nome do restaurante, o mascote do restaurante, um gênio da lâmpada, foi uma sugestão de amigos de Antônio. Ao longo dos anos algumas modificações foram feitas, no entanto, ele nunca deixou de fazer parte do material de publicidade do Habib’s.

Habib's

Pratos

Os pratos servidos pelo Habib’s são majoritariamente, mas não exclusivamente, árabes. E mesmo aqueles de origem árabe, como as esfihas, têm também versões modificadas para agradar ao paladar brasileiro.

No entanto, desde o início das atividades do restaurante, ele também oferece diversos outros pratos. Entre eles, pizzas, hambúrgueres, pratos feitos, massas, doces e batata frita. Há inclusive a adição de sobremesas de outras culturas, como o pastel de Belém e o churros.

Com o lançamento de Os Vingadores, o restaurante pagou cerca de 12 milhões de reais para a Marvel. Assim, conseguiu a autorização para nomear um dos hambúrgueres do cardápio como Vingador.

O Habib’s também mantém desde pouco após a fundação a tradição de produzir grande parte dos ingredientes usados nos seus pratos. Além de produzir os próprios queijos, o Habib’s faz os próprios pães. Também planta os próprios tomates e, inclusive, produz mais de um milhão de litros de sorvete mensalmente.

Ragazzo

Atualmente diversas unidades do Habib’s dividem espaço com outro empreendimento de fast food da empresa: o restaurante italiano Ragazzo. A primeira unidade deste restaurante foi inaugurada em São Caetano do Sul. Ele foi um grande sucesso na cidade da grande São Paulo, e ficava do outro lado da rua de uma unidade Habib’s.

Atualmente, o cardápio Habib’s oferece também alguns pratos originalmente Ragazzo. Entretanto, as unidades Ragazzo não alcançaram tantas cidades quanto seu irmão árabe.

Expansão internacional

O Habib’s tentou entrar no mercado internacional no início do novo milênio. Chegou a abrir uma unidade no México, que funcionou entre 2001 e 2005. Porém, o empreendimento não foi tão bem-sucedido quanto esperado.

Também em 2001, a empresa tinha planos de entrar no mercado norte-americano. Infelizmente, o 11 de setembro fez com que a ideia precisasse ser abandonada. Afinal, um restaurante árabe teria uma péssima imagem no país após os atentados.

Considerações finais

O Habib’s pode não estar presente em todos os estados brasileiros, mas nem por isso deixa de ser um dos maiores fast foods do Brasil. Além disso, é reconhecidamente o maior fast food árabe do mundo, mesmo que seu cardápio seja variado o bastante para incluir pratos derivados, que são originários de muitas nacionalidades.

About the author

giovanna