Geral Tecnologia

Algoritmo: O que é, conceito e exemplos. Confira!

O que é algoritmo?

Embora seja muito relacionado como algo complexo e que envolve os campos tecnológicos, um algoritmo é muito mais simples do que se pensa, e está muito mais próximo da realidade usual, e não se limita a apenas computadores e máquinas. Um algoritmo é um tipo de receita, destinado a mostrar passo a passo os procedimentos necessários para a execução de uma tarefa, a fim de se evitar problemas. Em outras palavras, um algoritmo é uma sequência lógica, finita e definida de instruções que devem ser seguidas.

Desse modo, o algoritmo não representa necessariamente um programa de computador, e sim os passos necessários para realizar uma tarefa. Assim, a sua implementação pode ser feita a partir de computadores e seres humanos.

Veja também – Significado de cronograma capilar

Um algoritmo muitas vezes passa despercebido em procedimentos usuais, como por exemplo os passos que devem ser seguidos para fazer um macarrão instantâneo ou trocar uma lâmpada. Tudo que exige uma sequência de instruções pode ser, sim, considerado um algoritmo.

Qual a principal função de um algoritmo?

Pode-se dizer que a principal função de um algoritmo, além de automatizar uma ação, é mantê-la mais eficiente e fazer com que o produto final apresente uma ótima funcionalidade, isso vai de uma receita para uma refeição até uma rede social.

O que é algoritmo na tecnologia?

Partindo para outra perspectiva, a da computação, o algoritmo é bastante utilizado na área de programação, descrevendo as etapas que precisam ser efetuadas para que um programa execute com excelência as tarefas que lhe são designadas.

Sendo assim, podemos dizer que todas as tarefas desempenhadas por um computador são baseadas em algoritmos.

Os algoritmos, portanto, devem ser bem estruturados quando estes são destinados a serem executados por uma máquina. Uma calculadora por exemplo, para efetuar a operação de multiplicação, executa um algoritmo que calcula somas até um determinado número de vezes.

Os algoritmos também estão infiltrados nas redes sociais, como o Facebook. Você provavelmente já percebeu que sua rede social tem a sua cara, e parece que foi feita a medida para você, não é mesmo? Bem, esse é o trabalho dos algoritmos. O Facebook foi a primeira rede a fazer o uso dessa ferramenta, a fim de categorizar os posts e utilizar critérios para definir o que seria ou não exibido para cada usuário.

Como escrever um algoritmo?

São diversas as formas que um algoritmo pode ser escrito, podendo ser citadas o pseudocódigo (ou português estruturado), fluxograma, diagrama de Chapin e descrição narrativa.

A descrição narrativa é a maneira mais simples, e é aplicada no dia a dia, por exemplo em uma receita de bolo, ou então em um manual de instruções.

O pseudocódigo utiliza uma forma mais estruturada, semelhante àquelas utilizadas pelas linguagens de programação e o fluxograma que emprega figuras geométricas para ilustrar os passos a serem seguidos.

O diagrama de Chapin, por sua vez, é a maneira menos utilizada, pois as vezes a compreensão pode ser um pouco mais complexa. Essa forma mostra a solução por meio de quadros organizados hierárquica e estruturadamente.

Algoritmo exemplos

Alguns exemplos genéricos de algoritmos são: uma coreografia, um manual de instruções, uma receita culinária, Técnicas para resolver problemas matemáticos, uma pesquisa na internet, dentre outros.

Veja também:

About the author

Vitória Alice