Geral

As cores do arco íris e seus significados

Olhar para o céu e ver as cores do arco-íris depois de uma chuvinha é totalmente fascinante. Mas como surge esse fenômeno? Essa é uma das curiosidades que muitas pessoas tem em relação a ele. Veja como ele acontece e porque é refletido em tantas cores.

Duvido que você nunca tenha presenciado depois de uma chuva, um belo arco-íris no céu. Esse fenômeno não tem data específica para acontecer, basta chover que de repente ele aparece.

As cores do arco íris surgem sempre que a luz do sol ultrapassa uma gota de água da atmosfera. Essa luz que entra na gota é refratada e posteriormente refratada para fora da gota. Essa luz branca então é uma mistura de várias cores.

Assim que uma gota de chuva, seja ela sólida ou líquida é atravessada pelos raios de sol, a refração faz com que todo o espectro de cores apareça. As cores que aparecem no arco íris são anil, azul, violeta, verde, laranja, amarelo e vermelho. São 7 cores bem definidas e fáceis de serem identificadas.

O que é um arco íris?

O arco íris é um fenômeno que ocorre na natureza, onde os raios solares atravessam uma gota de chuva seja ela em forma líquida ou sólida. Os raios solares quando entram são refratados no interior dessa gota e devolvido para o ambiente dividido em 7 cores.

O arco íris não existe de verdade, ele é apenas uma ilusão de óptica que muda de acordo com o ângulo que o observador está. Todas essas gotas de chuva refletem as cores quando os raios são refratados, mas apenas algumas podem ser observadas pelo olho humano.

Apesar de ser bem raro, um segundo arco íris pode aparecer no céu logo acima e um pouco mais fraco do que já está no céu. Isso acontece por causa de uma dupla reflexão desses raios solares.

Portanto, se você quer ver essas tão faladas cores do arco íris, olhe para o céu logo depois de uma chuva, principalmente se os raios solares estiverem bem acima do observador.

O arco íris pode ser chamado por alguns nomes diferentes também como arco celeste e arco da chuva, inclusive nas religiões do Cristianismo, Islamismo e Judaísmo ele possui alguns outros nomes como arco de deus, arco da aliança e arco da velha.

Nas tradições religiosas, mais precisamente na história que marca as profecias de Noé, após o dilúvio, o arco íris foi transformado por Deus como um símbolo de aliança e proteção

Após o dilúvio, Deus, Noé e todos os seres sobreviventes, formaram uma aliança. Como forma de prometer que não inundaria mais a terra, Deus transformou o arco íris no símbolo desta aliança, garantindo que depois da chuva ele apareceria no céu e protegeria toda a Terra.

Quais são as cores do arco íris?

As cores do arco íris se dividem em sete e todas elas podem ser vistas a olho nu sem precisar da utilização de nenhum aparelho sofisticado.

As cores que compõem esse arco são:

  • Vermelho;
  • Laranja;
  • Amarelo;
  • Verde;
  • Azul;
  • Anil;
  • Violeta.

Existem terapias que utilizam os poderes de cada cor para diversos tipos de tratamentos e cada uma delas são associadas a um tipo de sentimento. Esse arco de cores é composto por três cores classificadas como quentes e quatro cores classificadas como frias. As cores quentes transmitem mais sensações de calor e as cores frias, sensações de mais sobriedade.

Conheça a cromoterapia

A cromoterapia utiliza as cores como forma de tratamento para equilibrar os corpos, as emoções e a mente. Acredita-se que cada uma dessas cores possui funções terapêuticas específicas e que atua diretamente nos nossos corpos energéticos.

Assim que as cores são aplicadas nos corpos, eles rapidamente se restabelecem e se reenergizam, desbloqueando o que está atrapalhando a fluidez das energias.

As doenças presentes no corpo são um dos principais motivos que levam ao bloqueio das energias.

Como funciona essa terapia?

O método da cromoterapia é totalmente baseado nas sete cores do arco íris, ou seja, Vermelho, Laranja, Amarelo, Verde, Azul, Anil, Violeta.

Cada uma dessas cores utilizadas possuem uma vibração energética capaz de mudar a energia do corpo físico, devolvendo a harmonia e a saúde. À medida que as cores são aplicadas nos ambientes, seus poderes curativos e calmantes são facilmente sentidos. Além da visão, o corpo todo absorve a energia propagada por essas cores.

Qual a sua origem?

Desde 2800 A.C que a cromoterapia existe e é utilizada principalmente nos enfermos, povos antigos como os gregos, chineses, indianos e egípcios foram um dos primeiros a utilizarem esse tipo de tratamento.

Conheça o significado das cores pela cromoterapia

Esse tipo de terapia utiliza as cores do arco íris e atribui a cada uma delas alguns significados. Veja abaixo alguns deles para você conhecer.

  • Vermelho: Essa cor é considerada uma das mais poderosas, estimulante e intensa, ela é indicada para afastar períodos de depressão e desânimo;
  • Amarelo: A cor amarela age principalmente sobre a mente e ajuda em todos os momentos de raciocínio, contribuindo para o aumento da inteligência, criatividade e raciocínio;
  • Laranja: Essa cor age como restauradora e ajuda na recuperação emocional. Ela é denominada como a cor da coragem e da reconstrução de todo o campo emocional;
  • Azul: O azul é a cor da paciência e traz para o corpo físico toda a serenidade que ele precisa para se manter tranquilo. Pessoas que apresentam distúrbios de sono, como insônia e picos de estresse, podem utilizar um abajur com essa cor para melhorar a qualidade do sono e tranquilizar a mente;
  • Verde: A cor verde possui uma capacidade muito grande de melhorar qualquer energia negativa que o corpo apresentar. Não existem contra indicações quando aplicamos este tipo de cor no corpo;
  • Anil: Essa cor te ajuda a equilibrar as energias e aumentar a sua intuição, contribuindo também para a purificação e limpeza dos ambientes;
  • Lilás ou violeta: Essa cor é utilizada em processos de transmutação e transformação energética, ela tem o poder de isolar os ambientes e não permitir que as más energias o invadam;
  • Rosa: A cor rosa atrai para a aura sentimentos nobres de amor, afeto e união. Promove principalmente o equilíbrio nos relacionamentos tanto pessoais como profissionais.