Geral

O que é diamante? Entenda o conceito e significado

O Diamante é a pedra preciosa de maior valor e resistência conhecidos até os dias atuais. A origem da palavra é grega adámas, que significa “inflexível, que não pode se moldar. Chegou ao latim e sendo chamado de adămas e finalmente de diamas, que tem significado de “pedra magnética resistente”.

Ele é formado a partir de átomos puros de carbono que cristalizam sob altas pressões e temperaturas. Antes de ser vendido ele passa por um processo de lapidação para deixar a pedra ainda mais bonita, podendo ainda ser utilizado na confecção de muitas joias de luxo.

São pedras extremamente resistentes e por isso, também possuem uma aplicação industrial. Podem ser utilizados para realizar escavações, como brocas de perfuração de poços de gás e de petróleo.

Qual é a origem do diamante?

As pedras existem na Terra há bilhões de anos. Os relatos históricos apontam que as primeiras pedras foram avistadas na natureza há cerca de 800 anos antes de Cristo, na Índia.

A formação do diamante se dá através de um fenômeno natural que ocorre nas profundezas do planeta. Eles surgem abaixo do manto terrestre quando altas pressão e altas temperaturas são combinadas. Mas eles atingem a superfície terrestre somente pelas erupções vulcânicas.

No passado, inclusive, acreditava-se que o seu surgimento era devido à atividade vulcânica, mas hoje em dia já se tem conhecimento que elas apenas são as responsáveis por trazer os diamantes para a superfície.

Como é a estrutura dos diamantes?

Eles são formados por um único elemento químico que é o carbono, sem nenhum outro elemento químico em sua composição.

O formato mais comumente encontrado na natureza possui uma forma semelhante à de um cubo, mas com 8 lados. Existem relatos de diamantes com até 48 lados. A densidade é cerca de 3,5 gramas/cm³ e o índice de refração de 2,4, conferindo um brilho intenso a cada uma das pedras.

diamante

Características de um diamante

Ele possui algumas características específicas, que servem para identifica-lo e diferenciá-lo das demais pedras preciosas:

  • Alta dureza e resistência, a maior entre todas as pedras preciosas conhecidas atualmente
  • Quando exposto a uma luz branca, reflete as cores do arco-íris: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil e violeta.
  • É a mais brilhante entre as pedras preciosas
  • Pode ser arranhada somente por outro diamante
  • São capazes de conduzir eletricidade naturalmente
  • Algumas pedras são capazes de refletir a luz negra

Como se avaliar um diamante

Para definir o valor de uma pedra de diamante é realizada uma avaliação baseada nos 4 C’s: Color ou cor, Carat ou peso, Clarity ou pureza e Cut ou corte. É importante que a avaliação seja realizada por um profissional experiente.

Cor da pedra

A cor que um diamante possui é resultando do contato dele com outras substâncias durante a sua formação na natureza. A avaliação das cores é feita a partir de uma escala de cores, e a classificação varia do D até o Z. Sendo que o D é utilizado para designar os diamantes incolores, enquanto que o Z para os diamantes amarelos.

Os diamantes vermelhos são os mais raros na natureza, fazendo com que sejam também os mais caros. Já as pedras incolores são as mais comumente encontradas.

Peso da pedra

O valor de compra e venda é proporcional ao peso que a pedra possui. Ele é medida em quilates e cada quilate equivale a 0,2 gramas (ou 200 mg).

Nível de pureza

Este é outro item bastante importante na avaliação da pedra preciosa. Esta análise inclui a verificação da qualidade da pedra, presença de impurezas e até mesmo de pequenas falhas na superfície.

Tipo de corte e lapidação

A lapidação é um processo utilizado para trazer brilho e até mesmo o formato do diamante. Ela deve ser feita com o intuito de trazer mais brilho à pedra e aumentar a reflexão das cores do arco-íris. Uma boa lapidação trará simetria e proporções à pedra e quando bem realizada o valor da pedra pode aumentar consideravelmente.

Quanto custa um diamante?

Como são muitos os fatores que influenciam o preço de um diamante, é possível encontrar peças sendo vendidas por diferentes valores. Apesar disso, a média de preço no mercado mundial é cerca de US$ 136.

Como recordes mundiais, a maior pedra já vendida possuía 1109 quilates e custou ao comprador US$ 53 milhões. Já a peça mais cara, era um diamante bruto (não lapidado ainda) com 813 quilates e que saiu por US$ 63 milhões.

diamante

Mas, e os diamantes artificiais?

Estas pedras são produzidas para reproduzir as características de um diamante natural, com a vantagem de terem um menor custo.

Eles são feitos a partir de uma pedra de quartzo, na qual é aplicado um gás químico e carbono, que irá se decompor e formar o diamante artificial. Outra técnica que vem sendo empregada utilizada diamantes naturais, que são derretidos junto com uma cápsula de grafite e que em alta pressão transforma o grafite em diamante sintético.

Diamantes no Brasil

No passado, o Brasil foi considerado um dos maiores produtores de diamantes do mundo. Mas, após o esgotamento das reservas minerais perdeu este título. Nos dias atuais, o estado do Mato Grosso é o responsável pela maior parte da produção nacional (87%), contando com aproximadamente 150 garimpos.

Os estados de Rondônia, Pará, Amazonas e Bahia também possuem garimpos, mas que são menores e menos numerosos – veja também o significado de currutela.

Simbolismo no casamento

Uma grande simbologia conferida à esta pedra preciosa são as Bodas de Diamante, celebrada por um casal que completa 60 anos de casamento. A pedra foi escolhida para esta ocasião justamente por ter grande durabilidade e estabilidade, que nada é capaz de destruí-lo, querendo dizer que nada poderá destruir um casamento que durou tantos anos.

E você, o que achou do nosso artigo? Deixei o seu comentário abaixo. E se ainda estiver com alguma dúvida a respeito do diamante nós te ajudaremos. Não se esqueça de compartilhar este artigo nas suas redes sociais.

About the author

yasmin