Geral

Bodas de casamento: o que são? Quais as principais?

Como sempre, comemorar uma data romântica com as bodas de casamento é sinal de afeto e amor entre cada duas pessoas. E se você quer saber quais são essas bodas que fazem parte desse ritual romântico, fique ligado neste nosso artigo. Pois desde a sua origem, as datas mais importantes e curiosas e até mesmo como planejar a sua, vamos deixar você totalmente por dentro do universo das bodas de casamento. Afinal, cada ano conta para quem se ama.

Origem da celebração

Com origem da palavra em latim “boda” e derivação do termo “voda”, o significado do vocábulo é “promessas”. Essa celebração teve início para comemorar aniversários de casamento por meio da renovação de votos sagrados relacionados ao matrimônio. Apenas não sabemos onde elas surgiram, mas pesquisadores acham que tudo começou em pequenas vilas germânicas.

Veja também – Quem é Pikachu? Significado e características

A história diz que a tradição nesses locais era a de que todos os casais, ao completarem vinte e cinco anos de casamento deveriam receber uma coroa de prata, assim como aos cinquenta deveriam receber uma de ouro.

Entretanto, com as gerações, essa tradição teve várias modificações com sua divulgação por todo o mundo. Como resultado, chegamos à época em essa renovação pode ser feita a cada ano e com o emprego de diferentes materiais e elementos da natureza.

Lista completa das datas

Se você se casou há pouco tempo, transformou amor platônico em grande amor da sua vida, também é possível comemorar bodas de casamento. A partir do primeiro ano, já temos definições interessantes e curiosas para você conhecer e até celebrar. Confira abaixo uma lista divertida e curiosa, enquanto você já vai pensando em como celebrar as suas próximas bodas de casamento.

  • Um ano, Bodas de Papel;
  • Três anos, Bodas de Couro ou Trigo;
  • Seis anos, Bodas de Açúcar ou Perfume;
  • Nove anos, Bodas de Vime ou Cerâmica;
  • Onze anos, Bodas de Aço;
  • Quatorze anos, Bodas de Marfim;
  • Dezessete anos, Bodas de Rosa;
  • Vinte e dois anos, Bodas de Louça;
  • Vinte e quatro anos, Bodas de Opala;
  • Vinte e oito anos, Bodas de Hematita;
  • Trinta e dois anos, Bodas de Pinho;
  • Trinta e quatro anos, Bodas de Oliveira;
  • Trinta e seis anos, Bodas de Cedro;
  • Trinta e oito anos, Bodas de Carvalho;
  • Quarenta e um anos, Bodas de Seda;
  • Quarenta e quatro anos, Bodas de Carbonato;
  • Quarenta e sete anos, Bodas de Jaspe;
  • Quarenta e nove anos, Bodas de Heliotrópio.

Bodas de casamento

As bodas de casamento mais celebradas

Apesar de o começo parecer algo frágil, o material vai ficando mais resistente e forte a cada ano, reforçando a ideia de que o tempo reforça os laços do casamento. Para o casal que está numa união recente, ou mesmo para aquele que já vivem o matrimônio há algum tempo, anote na sua agenda quais bodas de casamento que são mais comemoradas.

Primeiro ano, as bodas de papel

Primeira celebração, as bodas de casamento são de papel. Como dica para esta data, além de uma grande, espalhar bilhetes e recadinhos em locais estratégicos pode ser atitude bem romântica.

Cinco anos, as bodas de madeira

Ao celebrar meia década, os laços de amor já estão mais resistentes. Por isso que o elemento é a madeira, para designar que toda união precisa ter raízes e solidez e está firme para os anos vindouros.

Dez anos, as bodas de estanho

Com o estanho é um material flexível, ele serve para lembrar que os primeiros dez anos se passaram graças à maleabilidade que as horas mais difíceis exigem.

Vinte anos, as bodas de porcelana

Representadas por um material nobre e passa por muitas etapas na sua produção, a porcelana remete à ideia de que a fase do casamento está alicerçada pelos muitos obstáculos já transpostos, aumentando a força da união.

Vinte e cinco anos, as bodas de prata

Um quarto de século bate à porta dos casais para com a prata selando uma das bodas de casamento mais comemoradas. Com toda essa grandiosidade, o material é perfeito para a renovação dos votos com uma troca de alianças de namoro eternas, mas prateadas dessa vez.

Trinta anos, as bodas de pérola

Outro material nobre, uma pérola serve para indicar que esses trinta anos de união, assim como o material, não exige nenhum tipo de lapidação ou reparo.

Quarenta anos, as bodas de rubi ou esmeralda

A ideia de duas pedras nobres simbolizarem a ocasião é até obvio e simples. Enquanto o rubi denota na sua cor vermelha a cor da paixão, do amor e relacionamentos o esverdeado de uma esmeralda dá o tom da pedra que é tida como a defensora do amor incondicional.

Bodas de casamento

Cinquenta anos, as bodas de ouro

Assim como os matrimônios de vinte e cinco anos são muito celebrados, então meio século é um daqueles eventos em que todos os familiares e amigos têm que celebrar o enlace do casal dourado. Uma das bodas de casamento mais celebradas, um jantar com ares românticos marca a vida de muitos casais mundos afora.

Sessenta anos, as bodas de diamante

Por ser um material mais resistente do que o ouro, o diamante é a escolha para a celebração dos 60 anos de casamento. Um diamante pode ser muito caro para dar de presente, mas a ideia aqui é de representação. A ideia é a de que o amor fica ainda mais forte a cada ano que passa.

Setenta anos, as bodas de vinho

Pode até ser uma referência irresistível, mas se todo bom vinho sabe envelhecer, imagine como os casais que chegaram até esta fase da união devem se orgulhar dos votos que fizeram.

O que não pode faltar nas suas bodas de casamento

Com tanto amor e motivos para celebrar anos de união, é chegada a hora preparar os festejos e convidar todos para as suas bodas de casamento. Mas você já sabe o que não pode faltar numa celebração como essa? Como orientação, selecionamos alguns itens e decorações fundamentais para o momento ser especial e ficar ainda mais na sua memória.

  • Planejamento cerimonial;
  • Muitos arranjos de flores diversas;
  • Champanhe e espumantes;
  • Mesa com sobremesas e doces;
  • Docinhos bem-casado.

About the author

yasmin