História

Autoritarismo: Conceito, definição e exemplos históricos. Entenda!

O que é autoritarismo?

O autoritarismo é uma forma de liderança a qual é definida pela obediência absoluta ou cega à autoridade.

Esse sistema de liderança é caracterizado por um poder central, onde o líder é o superior e nada está acima dele, e pela repressão das liberdades individuais dos cidadãos, a fim de manter a ordem na sociedade, pois autoritários não acreditam que o povo possa ser confiável para exercer sua liberdade individual de maneira civilizada.

O sociólogo espanhol Juan José Linz, caracterizou os regimes autoritários como sistemas políticos compostos por quatro fatores:

  • Pluralismo político limitado, não responsável, isto é, restrições sobre as instituições e grupos políticos;
  • Legitimidade com base na emoção, especialmente a identificação do regime como um mal necessário para combater a “problemas sociais facilmente reconhecíveis”, tais como o subdesenvolvimento ou a insurgência;
  • Ausência de uma “mobilização política intensa ou extensa” e restrições sobre as massas, como táticas repressivas contra a oposição;
  • Um poder executivo “formalmente mal definido”, ausente e instável.

Veja também – Acrópole é uma parte do estado construída no local mais alto

História do autoritarismo

A história humana está recheada, desde os seus primórdios, de governos regidos à base do autoritarismo. Segundo alguns historiadores, o termo surgiu logo após a queda do segundo império francês no século XIX, tornando-se comum, segundo a ciência política, a partir do início do século XX.

O exemplo mais antigo são os reinos antigos, onde um monarca exercia o poder absoluto e completo e tomava todas as decisões relativas ao povo e ao reino. Os monarcas, desse modo, manipulavam a população, ou até mesmo usavam força física para fazer com que a sociedade de sua época (os súditos) seguissem as leis e regras estabelecidas.

O que é um regime político autoritário?

O termo regime autoritário diz respeito a toda e qualquer forma de governos que vão contra a democracia.

Um regime autoritário, em comparação a uma democracia, não possui legitimidade democrática, simplesmente por não possuir nenhum tipo de participação ou competição política que contestem as decisões tomadas de quem está no poder. Também não há, em um regime autoritário, leis de direitos fundamentais e de controle de poder.

Em outras palavras, no regime político autoritário as normas constitucionais são manipuladas ou reeditadas conforme os interesses do grupo ou partido que detém o poder.

Características do autoritarismo

Além do poder absoluto imposto ao líder, outras características podem ser citadas em sistemas de autoritarismo, como por exemplo o processo de tomadas de decisões. As decisões do líder são finais e não podem ser comprometidas. Tais decisões, portanto, não têm nenhuma interferência do povo ou de terceiros, e dizem respeito somente aos desejos daquele que está ordenando.

Além disso, os subordinados têm entrada limitada na operação da organização ou país.

Um governo autoritário, por sua vez, é caracterizado pelo pluralismo político limitado, com opositores políticos do regime governante que enfrentam restrições impostas pelo líder autoritário.

Artigos relacionados:

About the author

Vitória Alice