Siglas

Significado de CEP: entenda definitivamente aqui

O CEP é um código que pode ser apenas numérico ou alfanumérico utilizado pelas empresas responsáveis pela entrega de correspondências e encomendas em diversos países.

Em diversos países também costuma ser utilizado o termo “Código Postal” para definir o conjunto de informações que possibilitam mais precisão para os serviços de logística das empresas responsáveis por distribuir suas correspondências e encomendas.

Origem

Essa sigla foi criada pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos no início da década de 1970, com o objetivo de tornar todo o processo de triagem e entrega de encomendas e correspondências mais rápido e fácil.

Significado

CEP é a sigla para Código de Endereçamento Postal.

Conheça mais sobre o CEP

O Código postal foi criado em maio de 1971, contando inicialmente com uma estrutura de 5 dígitos.

Essa novidade foi divulgada para o público em geral através da publicação do Guia Postal Brasileiro no mesmo ano de 71.

A estrutura do CEP brasileiro só foi alterada para o formato que conhecemos hoje, com 8 dígitos em 1992, na mesma publicação da época de sua criação.

Essas alterações foram de grande importância para melhorar os serviços e aumentar o alcance da estrutura de logística dos Correios, que passou a chegar a regiões que antes sofriam com grandes intervalos entre o envio e o recebimento de uma carta.

O trabalho dos Correios antes do CEP

A entrega e envio de correspondências no Brasil teve início logo nos primeiros momentos após o seu descobrimento, quando foi enviada a famosa carta de Pero Vaz de Caminha, conhecida como a “certidão de batismo do Brasil”, que anunciava ao então rei de Portugal o descobrimento da nova terra.

Outro momento importante onde o trabalho de entrega e envio de correspondências foi de extrema importância foi a Independência do Brasil.

Dom Pedro teria recebido no dia 7 de setembro de 1822 carta entregue por Paulo Bregaro, conhecido como patrono dos Correios, onde constavam novas exigências de Portugal em relação ao Brasil.

Essas exigências motivaram Dom Pedro a declarar a independência do Brasil.

Mesmo sendo fundamental em diversos momentos da história do país, as primeiras caixas de coleta dos Correios só foram instaladas em 1845, na cidade do Rio de Janeiro, então sede do império.

A inauguração da 1ª agência construída exclusivamente para uso dos Correios aconteceu décadas mais tarde, apenas em 1877 também na capital carioca.

O primeiro transporte de um malote contendo correspondências e encomendas por via aérea ocorreu já no período em que já havia sido instalada a república, em 1921.

Pouco tempo depois teve início o transporte aéreo regular de correspondências entre América do Sul e o continente europeu.

A empresa Correios como conhecemos hoje foi criada em 20 de março de 1969,

A estrutura do CEP

A estrutura em sistema decimal utilizada na formação do CEP é composta por:

  • Região;
  • Sub-região;
  • Setor;
  • Subsetor;
  • Divisor de subsetor;
  • Sufixo (identificadores de distribuição).

Para a criação da codificação postal o território brasileiro foi dividido em 10 regiões postais, utilizando para isso fatores como o crescimento demográfico ou socio-econômico de estados ou regiões.

Com base nesses critérios a distribuição do CEP foi feita a partir do estado de São Paulo, no sentido anti-horario.

Assim a distribuição dos CEPs no Brasil ficou da seguinte forma:

  • Região 0 – Sede São Paulo (Grande São Paulo);
  • Região 1 – Sede Santos (interior e litoral);
  • Região 2 – Sede Rio de Janeiro (RJ e ES);
  • Região 3 – Sede Belo Horizonte (MG);
  • Região 4 – Sede Salvador (BA e SE);
  • Região 5 – Sede Recife (PE, AL, PB, RN);
  • Região 6 – Sede Fortaleza (CE, PI, MA, PA, AP, AM, RR, AC);
  • Região 7 – Sede Brasília (DF, GO, RO, TO, MT, MS);
  • Região 8 – Sede Curitiba (PR e SC);
  • Região 9 – Sede Porto Alegre (RS).

Significado de outras Siglas:

Dessa forma, cada um dos dígitos de um CEP possui um significado para formar a codificação necessária para que o sistema funcione corretamente.

Cada uma das 9 regiões citadas acima foi dividida em 10 sub-regiões, essas indicadas pelo segundo dígito do CEP.

Por sua vez, essas 10 sub-regiões presentes em cada região também são divididas em 10 setores, esses representados pelo terceiro dígito do código.

Cada um dos setores é dividido novamente em novos 10 subsetores representados no quarto dígito presente na composição do CEP.

Os subsetores dividem-se em 10 divisores de subsetor, representados pelo quinto dígito presente no nosso código de endereçamento.

Para exemplificar, as divisões que formam um CEP, vamos analisar o código 13165-000:

  • 1º Dígito – 1 – Região de São Paulo;
  • 2º Dígito – 3 – Sub-região de Campinas;
  • 3º Dígito – 1 – Setor de Campinas e adjacências;
  • 4º Dígito – 6 – Subsetor de Artur Nogueira;
  • 5º Dígito – 5 – Divisor de subsetor cidade sede Engenheiro Coelho.

Os 3 algarismos que estão localizados após o hífen, ou sufixo, são utilizados para que seja possível a identificação individual de localidades, endereços ou unidades dos correios.

Alguns exemplos de utilização dos sufixos em localidades não codificadas por logradouros (CEP único).

  • Faixa de sufixos utilizada: 000 até 899;
  • Caixas postais comunitárias: 990 até 998

Nas localidades codificadas por logradouros a utilização dos sufixos segue o seguinte formato:

  • Logradouros (faixa de sufixos utilizada): 000 até 899;
  • Códigos especiais: 900 até 959;
  • Caixas postais comunitárias: 990 até 998;
  • Agências dos Correios: 970 até 989 e 999;
  • CEPs promocionais: 960 até 969.

CEP único

O CEP único ainda pode ser encontrado em diversas cidades do interior do Brasil, cujo a população residente na área urbana é inferior a 50 mil habitantes.

Para que uma cidade passe a utilizar a identificação por logradouros é necessário que o Censo populacional aponte um número de habitantes na área urbana que ultrapasse os 50 mil, para que a prefeitura possa informar aos Correios todas os endereços da cidade e assim cada localidade passe a ser identificada por um CEP.

O CEP nos Estados Unidos

Nos Estados Unidos o Código postal é conhecido como zipcode.

Esse sistema de endereçamento foi criado no início da década de 1960 pelo United States Postal Services, com a missão de tornar o serviço postal americano muito mais ágil.

Incialmente o zipcode americano foi criado com apenas 5 dígitos, sendo utilizado com essa composição até 1980.

A partir dos anos 1980 o zipcode recebeu uma versão atualizada, batizada ZIP+4, que passou a incluir um hífen e mais 4 dígitos em sua composição.

Essa atualização permitia ao serviço postal americano obter uma precisão muito maior dentro da área original, identificada inicialmente pelos códigos de 5 dígitos.