Língua Portuguesa

Definição de conscientização: veja aqui

A conscientização é o que chamamos de conhecimento da realidade; é o ato de ter a ciência de uma determinada situação. É enxergar uma verdade e/ou dar a conhecer as consequências de suas próprias decisões.

O que é a conscientização sob as vistas da construção do indivíduo?

No processo de construção da personalidade, quando um ser humano percorre o caminho para a maturidade, é importante ter plena consciência de nossas ações e nossa identidade.

Veja também – Significado de abrupto

A aprendizagem que envolve a evolução da experiência implica saber:

  • Quem somos;
  • Para onde vamos;
  • O que queremos para a nossa vida;
  • Quem é importante para ela;
  • O que é esperado para o futuro;
  • Quais os valores que governam o nosso comportamento, em coerência com a paz interior e ética pessoal.

A conscientização é o que faz o indivíduo tornar-se consciente da realidade existencial e social concreta. É o que também o faz ser capaz de perceber tal realidade como se fosse um objeto tangível.

Isso não é simples, nem é alcançado porque alguém nos faz um sermão, assim como as pessoas não são persuadidas de um discurso eleitoral parcial se não houver aderência prévia à ideologia política.

Assim como um cego não pode ver as coisas só porque alguém as descreve, é preciso enxerga-las sozinho. Essa maneira de ver por si mesmo, mas com empatia, é a conscientização.

Nasce da compreensão do homem, fruto de um esforço de conquista individual de sua liberdade e autonomia.

conscientização

Os 4 tipos de conscientização

Como citado acima, a capacidade de perceber e saber as coisas, tal como se sentir consciente sobre os eventos, é chamada de conscientização. A consciência é vista como um conceito relativo, tem seu foco principal no estado mental interno, como sentimento ou eventos externos.

1. A conscientização do tempo

Perder-se em pensamentos é um fenômeno comum que cada um de nós enfrenta. As coisas acabam acontecendo no piloto automático. Fazer a mesma tarefa de novo e de novo sem nem perceber é normal e aceitável.

As coisas têm que ser executadas de uma determinada maneira em determinado tempo, por certo motivo. A questão é que estar ciente das implicações é o mínimo que se espera de alguém.

Uma boa dica é manter um diário regularmente e acompanhar constantemente:

  • O que você faz;
  • Por que você faz;
  • Quando você faz.

Isso ajuda a tomar suas decisões importantes. Faz você ciente do fato de que o tempo está sendo desperdiçado e alguma atitude deve ser tomada para evitar que isso aconteça.

Por tal razão é que o tempo é um dos tipos importantes de conscientização. Se usado com sabedoria, ele atua como um fator importante de produtividade. Mas se o desperdiçarmos, não haverá outro recurso a ser utilizado.

Tornar-se produtivo, escolhendo como gastar o tempo, é essencial. Ser improdutivo, no entanto, não é de todo ruim. Em determinados momentos ajuda o seu cérebro a trabalhar mais “descansado”.

2. Conscientização de tarefas

Como o nome sugere, você deve estar ciente das tarefas que faz regularmente. É possível ter uma grande lista de afazeres, devendo ser julgados e classificados os que são mais ou menos importantes e necessários.

A priorização é a única maneira de organizar sua listagem e garantir que você dedique tempo suficiente ao que é realmente relevante.

A melhor maneira de avançar com a conscientização da tarefa é começar a escrever um diário das coisas que você faz o dia todo. Mencione tudo o que há por fazer e não analise nada por pelo menos duas semanas.

Após esse tempo, você pode se sentar e analisar onde mais está perdendo tempo e quais são as prioridades que merecem mais atenção. Realoque o que é mais produtivo e seus horários.

Isso faz com que você esteja ciente dos afazeres que lhe foram dados. No entanto, pode não ser muito importante para você. Assim, de fato, elas são os que mais consomem tempo e não te rendem muita coisa.

Há um princípio, com o nome de Princípio de Pareto. Este diz que 80% das suas tarefas estão ociosas 20% do tempo e 20% das suas tarefas ocupam mais de 80% do seu tempo.

O princípio é comumente conhecido como a regra 80-20, aplicando-se a todos os aspectos da nossa vida, incluindo a conscientização de tarefas. Certifique-se de que as coisas improdutivas que você tem na sua lista são gerenciadas dentro de 20% do seu tempo e vice-versa.

conscientização

3. Conscientização do resultado

Estar ocupado nem sempre é ser produtivo. Depois de aprender a gerenciar o tempo e a tarefa, você fica automaticamente ciente de seus resultados.

Uma pessoa pode estar ocupada a maior parte do seu dia, mas não produtiva em todos os casos, sem resultados. Por outro lado, uma pessoa que gerencia tempo e tarefas de forma eficaz pode ser muito mais produtivo.

É bem importante que, de vez em quando, você analise os resultados que obtém de seus afazeres. É preciso manter um equilíbrio sempre e aplicar tal ação em todos os aspectos.

Por exemplo, se você é um médico, é essencial que o tempo que você investe na cirurgia resulte em uma operação bem-sucedida. Isso significa que você obteve um bom resultado.

Mas, por outro lado, se você é um vendedor, pode investir seu tempo e sua tarefa apenas em conversar com os clientes. Tal atitude, por sua vez, será a base para futuras vendas.

É necessário que você aproveite o processo, mas é igualmente importante que se concentre nos detalhes e não esqueça o quadro geral. Ter uma visão ampla auxilia na conscientização do resultado que se está buscando. Também contribui para que não ocorra o afastamento da meta.

Lembre-se do diário. Agora é possível fazê-lo anotando suas conquistas semanais ou mensais. Não importa se são significativas ou não, desde que você alcance esses resultados.

Escrever sobre isso faz com que a consciência das tarefas se expanda. À partir daí é que se investe no que é realmente produtivo ou não.

4. Autopercepção

Entre os tipos mais importantes de conscientização está o de se manter consciente de si mesmo. É o entendimento do que se faz e do que se é.

A aplicação da autoconsciência durante os resultados de suas tarefas ou o gerenciamento do tempo pode ajudá-lo a aumentar sua produtividade. Além disso, também contribui para que metas e objetivos sejam atingidos, tanto no âmbito pessoal, como no profissional.

Em suma, a conscientização é uma parte empírica de todo se humano, e deve ser praticada diariamente.

About the author

yasmin