Geral Língua Portuguesa Medicina

Pandemia: origem e significado da palavra. Confira!

O que é pandemia?

Pandemia (do grego παν [pan = tudo/ todo(s)] + δήμος [demos = povo]) significa a expansão de uma epidemia em uma larga escala geográfica.

A capacidade de certas doenças de se espalharem de uma forma rápida sempre foi motivo de muita preocupação de todas as sociedades. Seja pela falta de tecnologia em combatê-la ou simplesmente pelo fato de algumas se disseminarem tão rapidamente que até descobrir uma cura, muitas pessoas acabam sendo infectadas e enfrentando as consequências terríveis que vem com elas.

Veja também – Liberação miofascial

O que podemos aprender com a história é que é mais do que correto afirma que vírus, fungos e bactérias já foram e ainda são capazes de matar mais do que qualquer outra coisa.

Quando uma doença está completamente fora do controle, matando a torto e a direito, e o seu potencial de contágio é assustador, damos o nome de pandemia, e durante toda a história da humanidade, várias já foram decretadas, muitas capazes até mesmo de reduzir uma considerável parcela da humanidade enquanto deixava a outra parte com serias sequelas.

Conheça algumas delas:

Doenças que se tornaram pandemias

Pandemia

A-H1N1

Em 2009, o mundo temia a infecção do vírus influenza A-H1N1, mais conhecido como gripe suína. Essa doença foi responsável pela morte de aproximadamente 18 mil pessoas pelo mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, e até hoje o vírus vem causando muitas outras mortes.

A A-H1N1 foi a última foi a última pandemia a ser registrada.

Pandemia

Peste Negra

A peste negra, também conhecida como Peste Bubônica, foi a pior pandemia que assolou o continente Europeu e Asiático durante o século 14.

A doença, causada por bactéria encontrada em roedores, foi responsável pela morte de aproximadamente cinquenta milhões de pessoas entre os anos 1333 a 1351.

Por falta de saneamento e limpeza, era mais do que comum encontrar ratos pelas ruas dos dois continentes, e, através de pulgas desses roedores e da falta de higiene existente na época, muitas pessoas foram infectadas por essa bactéria que causava apatia, tremedeira, febre alta, vertigem e inflamação dos gânglios linfáticos.

Pandemia

Cólera

A doença causada por bactérias que se multiplicam no intestino e causam diarreias crônicas foi responsável pela morte de centenas de pessoas entre os anos 1817 a 1824. Apesar de ter sido decretada como epidemia há anos, a bactéria da cólera, vibrião colérico, sofreu muitas outras mutações estando presente no mundo de tempos em tempos.

Sua contaminação se dá por meio de água ou alimentos contaminados e até hoje a vacina disponível para o combate da doença possui baixa eficácia, mais especificamente, apresenta 50%de imunização.

Pandemia

Tuberculose

Essa doença altamente contagiosa afeta principalmente os pulmões e é transmissível através das vias respiratórias de pessoas para pessoas.

A tuberculose foi uma das doenças responsáveis pela morte de um bilhão de pessoas entre os anos 1850 a 1950 e até hoje costuma ressurgir em países desenvolvidos.

Pandemia

Varíola

De longe, foi a doença que mais matou em toda a história. Foi uma pandemia que durou três mil anos e, durante esse tempo, deixou aproximadamente 300 milhões de mortos.

Responsável por sintomas como febre e erupção na garganta, boca e rosto, a varíola foi erradicada do planeta desde 1980, após campanhas de vacinação em massa.

Pandemia

Gripe Espanhola

A Gripe espanhola é uma velha conhecida do vírus influenza e foi a mais grave pandemia de todos os tempos.

Transmitida pelo ar e por meio de gotículas de saliva e espirro, a doença causava sintomas como calafrios e inchaços nos pulmões.

Responsável pela morte de mais de vinte milhões de pessoas, o vírus dessa doença continua em mutação até hoje.

Pandemia

Sarampo

O sarampo foi a doença responsável pela principal mortalidade infantil até a descoberta de sua vacina em 1963. Até esse período, o sarampo deixou aproximadamente seis milhões de mortes por ano.

Alguns países, como o Brasil, conseguiram erradicar a doença depois da descoberta de sua vacina. Porém, com a vinda de refugiados venezuelanos para o Brasil, a doença surgiu novamente, deixando erupções vermelhas pelo corpo, febre alta e inflamação nas vias respiratórias.

Pandemia

Malária

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a Malária é a pior doença tropical e parasitaria existente. Diferente das demais citadas, a Malária é transmitida através do mosquito Anopheles contaminado com o protozoário da Malária.

Até hoje, não existe uma cura eficiente para essa doença, apenas existem remédios que ajudam a tratar os sintomas.

A Malária destrói as células do fígado, os glóbulos vermelhos e até mesmo as artérias que levam o sangue para o cérebro.

Pandemia

Aids

A Aids, como já sabemos, é uma doença degradante. Ela destrói todo o sistema imunológico, deixando a pessoa portadora da doença, exposta a qualquer tipo de vírus, bactérias, etc.

Não existe cura para essa doença, apenas coquetéis que ajudam a impedir que o vírus de propague.

A Aids foi identificada em 1981 e até hoje já deixou mais de 22 milhões de mortos.

Artigos relacionados:

About the author

Jessica