Medicina

O que é psicose? Conceito, tipos, sintomas e tratamento. Saiba mais!

Psicose é um transtorno mental definido como uma perturbação que causa dificuldades em determinar o que é ou não real. A psicose não é uma doença em si, é um sintoma atrelado a algum outro quadro psicológico.

O termo psicopatia, não pode ser compreendido como um sinônimo de psicose. A psicopatia, por sua vez, é uma condição muito mais grave, que, ao contrário da psicose, não há tratamento.

Como caracteriza uma psicose?

Os principais sintomas que definem uma psicose são delírios (convicção em falsas crenças) e alucinações (ver ou ouvir coisas que outras pessoas não veem ou ouvem).

Sintomas como incoerência na fala ou comportamentos impróprios também são característicos da psicose. Além disso, uma pessoa em um episódio psicótico também pode apresentar depressão, ansiedade, problemas de sono, isolamento social, falta de motivação e dificuldade de funcionamento geral.

Causas da psicose

As causas exatas ainda são incompreensíveis pelos estudiosos. No entanto, acredita-se que causas genéticas e externas corroboram em uma quadro psicótico. Como, por exemplo, estudos mostram que a esquizofrenia e o transtorno bipolar podem compartilhar uma causa genética comum; e, quando está sob efeito de alucinógenos, a pessoa tende a apresentar alucinações e não conseguir interpretar a realidade com coesão.

Especialistas acreditam que fatores sociais, como a vida nas grandes cidades, abuso de drogas e isolamento social, possam estar direta ou indiretamente associados à psicose.

Tipos de psicose

  • Esquizofrenia;
  • Transtorno esquizoafetivo;
  • Transtorno psicótico breve;
  • Transtorno delirante;
  • Psicose bipolar;
  • Depressão psicótica;
  • Pós-parto;
  • Induzida por substâncias;

Qual a diferença entre esquizofrenia e psicose?

Segundo a psiquiatra Milene de Mello, uma pessoa é diagnosticada com esquizofrenia pode estar bem ou não. Quando está bem, está com poucos sintomas, relativamente normal, sem nenhuma alteração mental. Quando não está bem, tendo alucinações, delírios, ou apresentando-se descontrolada, está em um surto psicótico. O surto psicótico, desse modo, é o termo que se refere à um momento/fase aguda de um transtorno psicótico, que pode ser a própria esquizofrenia ou do espectro da esquizofrenia.

Além disso, outras doenças também podem apresentar surtos psicóticos.

Veja também – O que é e como funciona a hipnose? Entenda

Tratamentos

Um acompanhamento psicológico, conhecido como terapia cognitivo comportamental, com recomendação de medicamentos, é o mais indicado para alguém que está enfrentando uma situação com surtos psicóticos. Quanto mais cedo for iniciado o tratamento melhor aparenta ser o prognóstico. A medicação aparenta ter um efeito moderado.

Além da terapia profissional, também recomenda-se uma terapia familiar, e apoio psicossocial. Alguns estudos indicam que a terapia feita com familiares próximos é capaz de reduzir a necessidade de tratamento hospitalar em pessoas com psicose.

Complicações

Sem os devidos tratamentos, uma pessoa que apresenta quadros psicóticos tende a desenvolver  problemas de abuso de drogas ou álcool, ou ambos. No entanto, o abuso dessas substâncias pode agravar os sintomas e causas problemas maiores.

Psicose filme

Uma clássico do cinema, o filme psicose foi lançado em 1960 e conta a história de uma moça que, após roubar 40 mil dólares para se casar com o namorado, foge durante uma tempestade e decide passar a noite em um hotel que encontra pelo caminho. Ela conhece o educado e nervoso proprietário do estabelecimento, Norman Bates, um jovem com um interesse em taxidermia e com uma relação conturbada com sua mãe. O que parece ser uma simples estadia no local se torna uma verdadeira noite de terror.

O filme é bem reconhecido e já contou com algumas adaptações, como a série Bates Motel, lançada em 2014.

Artigos relacionados:

About the author

Vitória Alice