Língua Portuguesa

Subestimar: significado, conceitos e definições

Subestimar é um verbo transitivo direto que é usado em situações em que o valor de algo, alguém ou alguma situação é avaliado ou valorizado menos do que o seu valor real. Neste caso não é dada a verdadeira importância que aquilo ou aquela pessoa realmente merece, desacreditando a capacidade moral ou intelectual para a realização de determinadas tarefas.

A palavra subestimar é formada pela junção do prefixo “sub”, que significa “o que vem de baixo”, “por baixo” com a palavra que vem do Latim aestimare e que significa “apreciar”, “valorizar”, “conferir valor”.

Por que não subestimar situações

O termo também pode ser empregado para se referir a alguma situação, em que a pessoa a considere menos perigosa e mais fácil de ser executada do que ela realmente é.

Ao não dar o devido crédito a uma entrevista, por exemplo, pode resultar no mau desempenho do entrevistado, que pode parecer desinteressado em ingressar na empresa. Com essa postura o candidato pode não conseguir o emprego que gostaria ou que sonhava ter, quando na verdade ele apenas não estava preparado.

Ainda relacionado ao mercado de trabalho, ao subestimar uma reunião, o funcionário pode parecer que não está preocupado com o desempenho da empresa, ou mesmo na resolução do problema que esteja sendo discutido. Neste caso, a preparação é sempre muito importante e considerada como ponto positivo para os superiores.

O ato de subestimar situações pode até mesmo colocar em risco a vida das pessoas. Não dar o devido crédito a atividades físicas que podem ser perigosas, como uma escalada, por exemplo. Ao achar que a atividade não será perigosa o uso de todos os equipamentos de seguranças necessários pode ser negligenciado, colocando em risco a vida das pessoas desnecessariamente.

O mesmo pode valer para um exame laboratorial que a pessoa faz. Somente o médico possui formação e conhecimento técnico para poder avaliar o resultado de um exame solicitado. Ao pedir para um parente, vizinho ou conhecido que veja o seu exame e lhe dê um diagnóstico, você pode acabar se colocando em risco sem necessidade. Assim como a automedicação, que deve ser prescrita pelo médico.

Por que não subestimar pessoas

Primeiramente vamos abordar o assunto relacionado ao ambiente profissional, principalmente entre supervisor e subordinado. Cada pessoa possui a sua história e formação profissional diferente. Ao não dar o devido valor para as pessoas no ambiente de trabalho, isto pode resultar na frustração de ambas as partes.

Muitas vezes a pessoa pode ter boas ideias, mas não conseguir se expressar direito, principalmente em público, e isso pode acabar sendo mal interpretado como falta de opinião ou de interesse, quando na verdade é apenas timidez. Outros casos que acabam restringindo bons profissionais é quando eles são designados para realizar tarefas com as quais não possuem familiaridade ou não possuem o perfil adequado para elas. Resultando em frustração e baixo desempenho.

Para evitar esse tipo de situação, é muito importante saber conversar com os subordinados, entender cada um e dar total liberdade para que as pessoas expressem as suas ideias, temores e vontades de forma livre. Isso é o que um verdadeiro líder faz, ouvir a todos da sua equipe. Portanto, é importante não subestimar nenhum dos funcionários, e sim ouvi-los.

A subestimação de pessoas tem sido cada vez mais comum nos dias atuais nas redes sociais. Muitas pessoas acabam sendo subestimadas e julgadas apenas sob a ótica do aspecto físico, habilidades, classe social ou elementos intelectuais. Pessoas que possuem deficiências físicas ou que sejam fisicamente atraentes podem ter o seu potencial intelectual ou profissional subestimado sem que as duas coisas estejam relacionadas.

Conheças alguns sinônimos

Muitas palavras podem ser utilizadas como sinônimos de subestimar, são elas: depreciar, desprezar, esnobar, desvalorizar, menosprezar, desconsiderar, desdenhar, desapreciar.

Conheça alguns antônimos

Há diversas palavras na língua portuguesa que podem utilizadas como antônimos de subestimar: apreciar, considerar, discorrer, discorrer, matutar, meditar, pensar, ponderar, raciocinar, refletir, reputar, respeitar,  superestimar.

Subestimando a intensificação do efeito estufa

Atualmente muitos políticos, público leigo e até mesmo alguns cientistas tem afirmado que o fenômeno de aquecimento global é apenas algo que foi criado para deixar as pessoas preocupadas e que ele não existe de verdade.

O planeta tem a capacidade de se autorregular e manter a sua temperatura de forma que o ser humano e tantos outros organismos, possam viver nela, esse e o chamado efeito estufa, que é não apenas normal, mas essencial para a vida no planeta. O planeta possui ainda ciclos de aquecimento e resfriamento, as chamadas eras glaciais.

Entretanto, após a Revolução Industrial ocorrida no século XVIII houve um grande aumento das atividades industriais, com utilização de combustíveis fósseis e muitos recursos naturais. O resultado disto foi a destruição de muitas florestas e a poluição de mares, rios e lagos. A emissão dos gases que são os responsáveis pelo efeito estufa aumentou significativamente, fazendo com que o efeito estufa aumentasse também.

Com o aumento desses gases, tudo indica que os ciclos de aquecimento e de resfriamento da terra fossem acelerados. O que resultará em um primeiro momento no aumento das temperaturas e que poderá culminar no resfriamento da terra daqui alguns milhares de anos.

O aquecimento da temperatura média da Terra irá fazer com que as geleiras encontradas nos polos derretam, aumentando o nível dos mares e comprometendo a vida das pessoas que vivem no litoral. Além disso, ecossistema que são perfeitamente equilibrados, podem ser comprometidos e a estimativa é inclusive de que a Floresta Amazônia passe a ser um deserto.

É importante não subestimar o efeito que o aquecimento global pode ter no planeta. É essencial procurar formas alternativas de energia, que emitem menos gases estufas.

Agora que você já sabe porque as situações e pessoas não devem ser subestimadas, nos diga o que achou deste artigo. Deixe o seu comentário ou dúvida abaixo, que nós te ajudaremos. E não se esqueça de compartilhar este artigo nas suas redes sociais.