Meio Ambiente

O que é efeito estufa: entenda definitivamente aqui

Efeito estufa

Por mais que você gaste horas e horas de sua vida nas redes sociais e em plataformas de entretenimento interativas é muito provável que já tenha ouvido falar de efeito estufa e aquecimento global. É inevitável, é uma pauta que há décadas é motivo de debate, protocolos, previsões calamitosas para o futuro e centro de polêmicas levantadas por políticos que se negam a aceitar a realidade dos fatos apresentada por estudos científicos: o progresso, o modelo de desenvolvimento industrial, a forma de consumo altamente lucrativa para os grandes empreendimentos e na qual estamos tão acostumados é nociva para o planeta, precisa ser repensada.

De tanto se comentar é provável que associe a expressão efeito estufa ao calor, elevação da temperatura terrestre, chuvas pesadas, desastres naturais na forma de tornados e inundações. E faz suposições corretas, mas sabe explicar como ocorre esse fenômeno, qual o processo que culmina nos males provocados pelo efeito estufa?

Boa parte responderá que não porque ou não teve interesse de se aprofundar no assunto, ou sempre que ouve falar sobre esse tema o foco está direcionado a reciclagem, desmatamento, dióxido de carbono, temas importantíssimos para serem abordados e para se trabalhar na conscientização das pessoas, mas que não são suficientes para uma explicação mais técnica sobre o assunto, menos genérica.

Que tal aprender em definitivo o que é o efeito estufa, porque é apontado como uma das causas de diversos transtornos ambientais ao nosso planeta e uma das grandes ameaças do nosso futuro?

Efeito estufa

Ter conhecimento um pouco mais aprofundado sobre esse assunto tão importante e que, pode ter certeza, voltará a ouvir dele novamente, te acompanhará, provavelmente, ao longo de toda a sua vida, é importante para que tenha mais subsídios para definir se esse problema é um conto da carochinha, como alguns querem fazer a população acreditar, ou uma problemática que tem realmente fundamento, que faz sentido, que não lhe faz perder tempo e dinheiro ao adquirir hábitos ecológicos, como a maior parte da comunidade científica afirma seguramente.

Mas não se preocupe: não vamos explicar o efeito estufa apelando para jargões cientificistas ou fórmulas complexas, pois tal estilo não é necessário para que entenda o fenômeno de forma satisfatória. Verá que não é nenhum bicho-de-sete cabeças.

Confira a seguir o que é o efeito estufa.

A definição

Primeiro é importante esclarecer um ponto: efeito estufa não é o mal em si. Muita gente trata a expressão como um termo cunhado pela comunidade científica para explicar a “enfermidade” que gera os transtornos no paciente, no caso, a Terra, uma anomalia de caráter artificial produzida por atividades humanas nocivas. Não, efeito estufa é um fenômeno natural responsável por manter a temperatura do planeta em patamar que possibilita o desenvolvimento e manutenção de várias espécies, inclusive a humana. Sem o efeito estufa a terra seria extremamente gelada.

Para explicar o efeito estufa vale utilizar de algumas alegorias. O que é uma estufa? Talvez já tenha visto uma. É comum em campos de plantações, por exemplo, quando a região ou o clima é inóspito para se cultivar determinados vegetais, usa-se uma estufa, uma câmara com placas de vidro instaladas ao redor de determinada área de cultivo, para captar os raios solares, que consequentemente irão aquecer o ambiente, e reter o calor no interior de sua estrutura.

Outra alegoria:

O que ocorre quando está em um carro, com as portas e vidros fechados, recebendo raios solares? O lado interno do veículo fica iluminado e mais quente, abafado, do que o lado de fora. Isso ocorre porque os vidros permitem a passagem dos raios, mas impedem a saída de calor.

É um processo semelhante do efeito estufa. Especialmente no que diz respeito a retenção de calor.

O sol emite variadas faixas de comprimento de onda de radiações que chegam a superfície do nosso planeta. A Terra absorve um pouco mais da metade dessas radiações. Depois, reflete o restante de volta para o ponto de origem após convertê-lo em radiação infravermelha. Mas ocorre que essas radiações não retornam de fato para o espaço, pois são absorvidas, cerca de 19% do total, pelos chamados gases estufas, que fariam o papel de “placas de vidro” na atmosfera. Essa absorção feita por esses gases auxilia no aquecimento planetário.

Ou seja, de forma bem resumida, é correto afirmar que efeito estufa é a retenção de calor na terra em razão de gases atmosféricos, segundo estudos apurados da comunidade científica que veem acompanhando a elevação da temperatura da Terra nos últimos séculos. Comunidade que faz uma afirmação categórica: a atividade humana é a grande responsável pelo aumento dos gases estufas que como consequência elevam a temperatura do planeta.

Quais são os gases estufas?

São diversos os gases, apesar de representarem apenas 1% do ar atmosférico, que é composto em grande parte por nitrogênio e oxigênio, mas o principal dos gases estufas é o vapor de água.

Os mais comentados em salas de aula e fóruns internacionais, por terem papel importante no agravamento das ações do efeito estufa, são:

  • Dióxido de carbono (CO2);
  • Metano (CO4);
  • Óxido Nitroso (N20);
  • Clorofluorcarbonetos (CFCs);
  • Hidroclorofluorcarbonetos (HCFCs);
  • Hexafluoreto de enxofre (SF6).

Quando e por que o efeito estufa passa a ser prejudicial?

Como dito, o efeito estufa não é algo negativo por si mesmo, é um fenômeno natural importantíssimo para assegurar temperatura que forneça condições mínimas de sobrevivência as espécies que habitam nosso planeta. Os gases estufa não são um problema, nós, humanos, que os fizemos se tornarem um.

E isso ocorre porque muitas de nossas atividades, ao longo de séculos, mais acentuadamente nos períodos pós-revolução industrial, são emissoras de muitos desses gases, gerando o efeito de “reforçar” o time das substâncias que retêm calor, acumulá-las. E qual a consequência mais lógica quando se aglutina exorbitante número de elementos que desempenham uma mesma função? Intensificar o trabalho que fazem, aumentar a eficiência da função que desempenham.

É o que vem ocorrendo de forma acelerada nos últimos séculos: a emissão constante e  copiosa de gases estufas que fortalecem a camada natural tem como principal implicação a elevação da temperatura, o que resulta no aquecimento global que gera consequências desastrosas no ambiente.

Quais são as atividades humanas que colaboram para a intensificação do efeito estufa?

  1. Queima de combustíveis fósseis. Por isso se investe e se pensa tanto em alternativas ao uso do petróleo e de carvão. A energia eólica nasce desse esforço;
  2. Uso de refrigeradores de ar e sprays;
  3. Libera principalmente CO2;
  4. Pecuária bovina. Responsável pela emissão de 50% dos gases estufas (o que talvez explique a resistência de setores influentes em tentar desacreditar o fenômeno). A emissão ocorre por causa do desmatamento provocado para abrir pastagens aos rebanhos. A limpeza da área é feita com queimadas que, como apontado, também emite gases poluentes. Ainda há a questão da digestão dos animais que libera metano para a atmosfera.

Consequências do agravamento do efeito estufa

  • Derretimento das calotas polares. Tem o efeito de elevar o nível das águas oceânicas ocasionando a destruição de ecossistemas e submersão de áreas habitadas;
  • Mudanças climáticas. Aumento de chuvas fortes e ondas de calor;
  • Proliferação de doenças tropicais. Mudanças climáticas e destruição de ecossistemas proporcionam a migração de insetos transmissores de doenças.

Considerações finais

O efeito estufa é um fenômeno natural que tem como principal função a retenção de raios infravermelhos na atmosfera para manter a temperatura planetária em patamar que forneça condições mínimas de sobrevivência.

Essa retenção de calor ocorre por meio dos gases estufas, constituídos principalmente por vapor de água e elementos como dióxido de carbono, metano, oxido nitroso, entre outros.

O efeito estufa passa a ser um problema nas últimas décadas devido o aumento de emissão de gases poluentes na atmosfera. Gases que reforçam a retenção de calor no planeta ocasionando o aquecimento global.

Gostou do conteúdo?

Então curta, compartilhe, opine.

Sua opinião é muito importante para nós.