Expressões em inglês

Couchsurfing é muito mais do que um serviço de hospedagem gratuita

Couchsurfing

O termo couchsurfing pode ter sido cunhado por Casey Fenton, um viajante que, no ano de 1999, teve uma ideia que cimentaria o termo. Em suma, Fenton decidiu criar um site que conectasse viajantes e hosts (anfitriões) ao redor do mundo. Em outras palavras, um serviço de hospedagem gratuita por intermédio de uma rede social destinada a viajantes.

Na época, Casey Fenton não tinha dimensão da popularidade que o conceito tomaria dentro de algumas décadas. De fato, o rapaz só estava atrás de um meio barato de conhecer a Islândia. Entretanto, mais do um endereço online, a iniciativa fundada por Casey se definiu como uma “comunidade” e uma “filosofia”.

Sem dúvida, o couchsurfing ultrapassou a simples definição de “ato de disponibilizar um lugar para passar a noite”. Quando o site foi lançado e colocado no ar, em 2004, uma pergunta surgiu e atravessou os anos até os dias atuais: afinal, o que de fato é couchsurfing?

Definição de couchsurfing no dicionário

A tradução literal para “couchsurfing” é algo como “surf de sofá”. No dicionário, o termo ganha duas principais definições:

  1. Se hospedar temporariamente em diversas casas de semi-conhecidos, normalmente fazendo uso de lugares improvisados ​​para dormir (sofá).
  2. Praticar atividades sedentárias, como assistir televisão ou navegar na Internet (surfar no sofá).

O que é couchsurfing?

Em linhas gerais, couchsurfing é como o AirBnB, contudo com hospedagem gratuita. Isto é, uma rede social para conectar viajantes, bem como uma organização sem fins lucrativo.

A melhor maneira de pensar no couchsurfin, portanto, é como uma hospedagem na casa de um familiar que dura apenas alguns dias. De fato, o objetivo da iniciativa é construir uma comunidade global e derrubar barreiras entre as pessoas.

Além disso, é considerado um ótimo modo economizar dinheiro, tornando a viagem acessível a pessoas que não poderiam pagar. Por essas razões, a rede social se tornou um conceito popular que girou o mundo.

Couchsurfing

Como funciona o couchsurfing?

Em passos simples, a hospedagem gratuita funciona da seguinte maneira:

  • Você decide para onde deseja ir e procura por perfis de hosts na área selecionada;
  • Você envia alguns pedidos de couch e espera um retorno dos hosts (anfitriões);
  • Você aguarda até que alguém aceite sua solicitação de couch;
  • Uma vez aceita a solicitação, você combina com o anfitrião onde se encontrarão e por quanto tempo ficará;
  • Você passa o tempo determinado com seus anfitriões, convivendo e conhecendo o local de destino;

Após partir de volta pra casa (ou para o novo destino), você deixa uma resenha para os hosts, de modo a servir de referência para os próximos viajantes.

Origem da hospedagem gratuita

A idéia para a rede social surgiu em 1999, mas o site só foi ao ar em 2004. Alguns anos depois, a ferramenta tomou uma popularidade estratosférica entre os viajantes de orçamento limitado. Por volta de 2006, o site recebeu tantos acessos que caiu.

Devido à queda, foi perdida uma parcela alta do banco de dados, incluindo informações dos membros registrados no site. Contudo, devido à natureza acessível e revolucionária do site de hospedagem gratuita, o endereço online foi reconstruído da estaca zero. Para tanto, contou com a ajuda de doações e voluntários da tecnologia.

Atualmente, o site couchsurfing conta com uma comunidade de cerca de quinze milhões de viajantes. Os anfitriões, contudo, estão em menor número. No ano de 2019, o número de hosts soma aproximadamente quatrocentos mil anfitriões. Desses encontros, muitas amizades duradouras são desenvolvidas e grandes experiências são vividas.

Sem dúvida, o site hoje é a maior rede social voltada para hospedagem gratuita. É usada por milhões de mochileiros e viajantes de orçamento curto ao redor do mundo inteiro. Através dele, entram em contato com anfitriões em potencial, onde podem se hospedar em qualquer lugar do globo.

Em geral, os anfitriões são ex-viajantes ou expatriados que se mudaram para outro país. Portanto, gostam de permanecer em contato com o universo das viagens e seus respectivos viajantes em atividade.

Em outros casos, os anfitriões são moradores locais interessados ​​em encontrar amigos de outros países e, quem sabe, praticar outros idiomas. Por via de regra, todos os anfitriões, sejam eles quem forem, concordam em compartilhar suas casas de graça para viajantes.

Couchsurfing

Como é a hospedagem do couchsurfing?

O viajante nem sempre é relegado a passar as noites em sofás, como o nome “couch” sugere. De fato, muitos anfitriões têm quartos de hóspedes. Além disso, se o viajante der sorte, pode até conseguir seu próprio banheiro. Em alguns casos mais avançados, os hosts disponibilizam casas de hóspedes para os viajantes que recepcionam.

Como o perfil deve ser criado?

  1. O viajante começa preenchendo todas as seções da sua conta no site. Na seção “sobre mim”, escreve alguns parágrafos sobre quem ele é. Quais são seus hobbies? O que ele faz no seu tempo livre? São coisas que os hosts analisarão para se certificar de que o viajante é compatível. Na seção “coisas incríveis que já fiz”, o viajante adiciona algo interessante. Em geral, veteranos do site aconselham a ser espontâneo. Afinal, não é uma entrevista de emprego onde viajantes e mochileiros precisam impressionar. Se o viajante não consegue pensar em nada, é aconselhado escrever algo engraçado.
  2. Em seguida, o mochileiro ou viajante adicione muitas fotos, não somente duas ou três. A transparência é importante para a dinâmica da rede social. Por isso, os hosts se certificam de que o rosto pode realmente ser visto nas fotos. Assim, buscando a certeza de que se trata de uma pessoa real.
  3. Os viajantes obtém algumas referências para inspirar segurança e confiabilidade. Embora as melhores referências sejam de hospedagem, também há um segundo grupo de referência de “amigos”. Os viajantes podem conectar seu Facebook à sua conta do couchsurfing, encontrando amigos inscritos na plataforma.

Cuidados

Sem dúvida, ao analisar os anfitriões do couchsurfing, é importante encontrar um host confiável. Afinal, enquanto os anfitriões se preocupam com a própria segurança, o viajante também deve tomar as precauções necessárias.

É importante procurar por referências para cada host em potencial. Se eles foram bem referenciados, o viajante pode ter certeza de que o couchsurfing é seguro.