Uncategorized

O que é expertise? Qual a tradução? Como usar?

Estamos vivendo a era da informação, e isso de certa forma tem facilitado o “intercâmbio” entre diferentes culturas. Não por acaso, muitos termos “modernos” derivados de outros idiomas vêm se tornando recorrentes em nosso vocabulário. Um grande exemplo disso é a palavra expertise.

Um erro clássico em relação a esse termo em particular, porém, é acreditar que ele é proveniente do inglês, não é o caso. Em vez disso, trata-se de uma palavra com origem no francês. Mas o que exatamente ela significa? Qual a sua tradução? Como utilizar em nossas frases no português? Essas são apenas algumas das perguntas que buscamos responder a seguir. Confira!

Origem e definição

Conforme adiantamos, o termo vem da língua francesa, tendo uma conotação no sentido de experiência, perícia e/ou especialização. Dessa forma, portanto, estamos falando de um termo que pode ser empregado a pessoas que reúnem entre suas habilidades uma série de conhecimentos ou características que as tornam especialistas em um determinado assunto ou tema em particular.

É importante notar, contudo, que essa especialização é adquirida na maioria das vezes com base em estudo. Todavia, para que o termo seja atribuído a uma determinada pessoa eventualmente também se considera o know how da mesma na área.

Em linhas gerais, portanto, pode-se dizer que a expertise está associada não só ao saber, mas também ao saber fazer, ou seja, a capacidade de executar aquilo que se sabe. Uma combinação entre entender o assunto e saber aplicar o conhecimento a ponto de produzir algo relevante.

Aplicando isso no cenário do mercado de trabalho então, podemos dizer que o know how é fundamental para atribuir peso à habilidade de uma pessoa. Um exemplo é a frase “a expertise tecnológica da marca será repassada aos novos proprietários da empresa”.

Nesse caso, a frase se refere a um contexto em que há a venda de uma determinada empresa e esta por sua vez inclui o repasse de todo o conhecimento sobre tecnologia necessária para manter o negócio funcionando. Esse tipo de situação, aliás, é bastante comum em diversas ocasiões dentro desse cenário.

Não é raro, por exemplo, que os compradores de empresas assumam somente parcialmente as operações e mantenham equipes de profissionais e até CEOs em seus postos para assimilarem a expertise do negócio. Um detalhe interessante é que isso se aplica não somente ao caso de empresas tecnológicas, mas também em diversos outros ramos de atuação, especialmente em grandes organizações.

É importante notar também, que em algumas circunstâncias o termo também pode ser aplicado como uma forma de reconhecimento da competência de uma empresa em determinado segmento. Nesse caso o know how pode ou não estar incluído.

Além disso, vale dizer que eventualmente ele ainda pode ser atribuído ao resultado de uma avaliação ou perícia realizada em determinado segmento. No geral, porém, é mais relacionado à característica de alguém que é expert em algo, conforme já esclarecido.

Nesse âmbito inclusive, a palavra serve para denotar competência e destreza no cumprimento de determinada tarefa. Trata-se de alguém que pode ser considerado experto e dotado de grande conhecimento sobre o assunto em questão. De modo geral, inclusive, costuma ser mais utilizado para aqueles que já possuem experiência comprovada no tema, ou seja, que mescla teoria e prática e pode dar pareceres e modificações com base em tais habilidades e conhecimentos.

Significado e aprendizado para obter expertise

Além do que já foi dito, podemos destacar aqui que a expertise pode ser adquirida de diferentes maneiras, mas dificilmente uma pessoa poderá tê-la em relação a tudo. Essa afirmação tem base em uma sábia frase que diz que “todos são capazes de fazer qualquer coisa, mas ninguém pode fazer todas as coisas”.

Na prática isso significa que tudo está ao alcance do ser humano – incluindo naturalmente a busca pelo conhecimento sobre qualquer assunto – mas ninguém jamais encontrará tempo suficiente para fazer todas as coisas.

Por trás disso é fato que há um significado bastante lógico: é preciso escolher um caminho e manter o foco. Só assim é possível se tornar um especialista em determinado assunto. Diante desse cenário, portanto, a expertise é uma característica de quem chegou nesse caminho e o trilhou.

Nesse caso, como você já deve ter percebido, uma pessoa que possui esses atributos é considerada uma expert. Ela é considerada competente e capaz de seguir seus próprios propósitos ou os da organização em que está inserida, o que naturalmente faz jus ao significado central da palavra expertise, que segundo o dicionário, é “perícia”, conforme já destacado também ao longo do texto.

Voltando a falar da origem, a verdade é que a palavra deriva do verbo francês expertiser, que é transliterado para o nosso bom e velho português. A pronúncia, portanto, segue um padrão bastante idêntico ao original em língua francesa, que é basicamente “ekspertiz”.

No literal em sua língua nativa o termo se refere a periciar, mas assim como já foi dito, ele também pode assumir significados distintos, tais como avaliação, vistoria, experiência, conhecimento e/ou busca dele, e até especialização.

Quanto ao gênero, a palavra em si é definida como feminina, tendo origem no singular e sendo ainda um substantivo simples, o qual é descrito como um termo para aptidão pessoal.

Em diferentes segmentos do mercado de trabalho, uma pessoa com expertise costuma ser requisitada. Isso significa que, aqueles que pretendem construir uma carreira profissional sólida precisam buscar dia após dia uma especialização em determinada área promissora. Isso certamente vai garantir um leque maior de oportunidades futuras.

A lista de exemplos de segmentos promissores para buscar a expertise atualmente inclui a construção civil, arquitetura, direito do consumidor, tecnologia, games, internet marketing, cuidados com idosos, administração, publicidade, gerenciamento de mídias sociais, dentre outros.

Por fim, é importante notar que no mundo do empreendedorismo a expertise também vem sendo bastante requisitada. Isso porque de modo geral, quando uma pessoa busca um determinado produto ela normalmente fica mais inclinada a comprar de uma marca que demonstra não só ter um bom produto, mas também conhecer sobre o assunto.

Na prática, portanto, isso nada mais que a busca constante pela expertise, que como já ficou claro ao longo do texto, é algo cada vez mais presente no dia a dia no mundo moderno.