Língua Portuguesa

Fim da linha: o que quer dizer?

Fim da linha é uma expressão popularmente usada, que faz referência ao término de algo, de um processo. Diz-se muito quando se quer mencionar um prazo que se findou, algo que chegou ao limite máximo.

É comum ver o termo inserido dentro do universo empresarial, principalmente estando ligado a marketing e projetos. O sentido, neste caso, é o de se especificar quando o período para a execução de certa tarefa se encerrou.

Veja também – Significado de amianto

Fim da linha também pode significar:

  • Falta de opções;
  • Condição para prorrogação de algo;
  • Um eufemismo da morte.

Não se tem notícias sobre a origem do jargão. No entanto, é sabido que ele se popularizou assim que as pessoas passaram a usá-lo para se referir à conclusão de um determinado fato da vida. Fato este que implica em uma relação, tal como:

  • Quando um relacionamento termina;
  • Quando um funcionário é demitido do seu trabalho;
  • Quando os estudos são concluídos.

O que é eufemismo e como se aplica às expressões

A língua portuguesa possui algumas figuras de linguagem. Uma delas é o eufemismo. Este mecanismo tem como objetivo suavizar um termo ou uma palavra que possa soar como desagradável ou rude.

O eufemismo basicamente consiste em trocar as expressões ou termos que contenham sentidos talvez ofensivos. Por serem grosseiros ou indelicados acabam sendo substituídos por coisas mais amenas, suaves.

E por que estamos falando de eufemismo? Porque o bordão “fim da linha” é bastante usado nesse sentido. Por exemplo, é comum que o eufemismo seja usado em determinadas frases que fazem referência a morte de um indivíduo, com o intento de não permitir que um assunto que é dramático por natureza tornar-se mais desagradável ainda.

“Ele foi para a terra do pé junto”, “Joana comeu pela raiz”, “Antônio vestiu seu paletó de madeira” ou “José fumou a vida inteira que agora chegou o fim da linha para ele”. Todas essas frases são bons exemplos do que chamamos de eufemismo, e que são utilizados ao nos referirmos à morte de outrem.

Contudo, nos exemplos dados acima, o eufemismo contido, independente de ter tentado suavizar o sentido da mensagem, acabou apresentando um caráter um tanto grosseiro.

Mas não é só de morte que vive o eufemismo. Ele também se caracteriza pelo sentido mais cômico que, em geral, já vem inserido na expressão popular.

Entretanto, conforme podemos ver na própria definição da palavra, não é de bom tom utilizar eufemismo com sentido cômico nas situações dramáticas e polêmicas. Isso acarretaria a perda total da sua função principal: suavizar o caráter pesado do discurso em andamento.

Fim da linha

Exemplos de utilização da expressão fim da linha fora do contexto “morte”

Existem diversas outras formas de se utilizar “fim da linha” fora do sentido do eufemismo para a morte. Vejamos alguns exemplos:

  • “O noivado infelizmente chegou ao fim da linha”;
  •  “A tristeza não pode ser o fim da linha, mas a desistência sim”;
  • “Se o setor de negócios não entregar os relatórios até as 17:00, fim da linha para a equipe”;
  • “Se você notar o fim da linha, recue”;
  • “O fim da linha chegou, então, você pode apenas aceitar e tentar ser feliz assim”;
  • O fim da linha sempre chega para quem se sente derrotado”;
  • Ela estava em depressão, sentindo que havia chegado o fim da linha para si”;
  • “Tudo parecia ter acabado, as coisas não davam mais certo, e as situações que ocorriam indicavam que o propósito ali havia chegado ao fim da linha”.

Como se origina as expressões populares

O nosso querido português é detentor de diversas expressões populares interessantes. Muitas delas chegam a tomar fama internacional, por vezes.

Algumas permanecem imudáveis com o passar dos anos e representam fortemente o seu importante papel na cultura nacional. Muitos pesquisadores do idioma dedicam boa parte de seu tempo com a ocupação da pesquisa e descoberta das origens de termos e jargões.

A maioria dos termos popularescos é fundamentada dentro da cultura nacional, mas pode ter influência:

  • Religiosa;
  • Mitológica;
  • Estrangeira;
  • Etc.

É sabido que as expressões adquirem-se pelo contato constante e direto com os indivíduos e com o seu linguajar. Segundo estudos do assunto, já com aproximadamente 5 anos, as crianças começam a fazer uso de jargões. À partir daí, conforme seu crescimento, só continuam aprimorando e incrementando o vocabulário.

Fim da linha

A expressão “fim da linha” em inglês

O termo também existe em outros idiomas. Fim da linha, em inglês se traduz como “dead end”. Assim, tem o sentido de expressar o fato de “não ter uma saída” para certos tipos de situação.

Contudo, se o for escrito como “deadline”, a expressão acaba se relacionando com o fato de algo estar na reta final. Chegou-se ao limite, à conclusão do projeto ou de um ciclo ou projeto.

No inglês é mais comum ver o uso de “deadline”.

A história da palavra “deadline” em inglês

A palavra, que tem o significado parecido com o da expressão “fim da linha” em português, teve seu uso datado por volta de 1860. Sua definição se deu por conta de algo mais “sombrio”, digamos.

Antigamente uma linha era traçada dentro ou ao redor de uma prisão. Se um prisioneiro passasse pelos arredores corria o risco de ser baleado. Ali, então, era o “fim da linha”.

Game over (fim de jogo): uma expressão popular com significado parecido com fim da linha

Game over, traduzido de forma literal do inglês para o português, quer dizer “fim de jogo”. Normalmente, o termo costuma ser utilizado para classificar o término de uma partida de jogos eletrônicos.

Quando um jogador não é capaz de chegar à conclusão do desafio que foi proposto no jogo, dá-se o nome de “game over”, ou seja, o jogo acabou, ele perdeu.

Apesar de parecer que a expressão é restrita aos videogames, tanto no Brasil, quando no estrangeiro, um sentido alternativo é adotado. “Acabou”, “game over”, “fim de jogo”, “fim da linha”, “já era”, todos os termos se referem a algo que chegou ao término.

Depois de descobrir o significado de um grande bordão popular, finalmente chegou o “fim da linha” para você. Se curtiu esse post, compartilhe nas redes sociais!

About the author

yasmin