Filosofia

“Só sei que nada sei”: famosa frase de Sócrates

Uma das frases de filósofos mais faladas e que significa principalmente o reconhecimento do seu autor sobre a sua própria ignorância é a de Sócrates. “Só sei que nada sei” é uma frase muito utilizada para admitir que determinada pessoa não possui conhecimento suficiente sobre determinado assunto.

Apesar de ser uma das frases mais famosas no campo da filosofia, existem pessoas que afirmam que ela não é uma frase dele. Tal ideia surgiu depois que pesquisadores não encontrarem sequer um vestígio dela nas obras de Platão, seu aluno mais conhecido.

Outros afirmam que esta frase é dele sim e que ela foi proferida durante uma conversa com atenienses, considerados por muitos sem conhecimentos. Durante esse diálogo, Sócrates disse que não era detentor de muita sabedoria e que nada sabia de nobre. Os atenienses por sua vez, diziam que eram um povo sábio em várias áreas, afirmação contestada por Sócrates.

A frase “só sei que nada sei” por alguns é vista como símbolo de humildade e reconhecimento de que Sócrates não tinha conhecimento sobre determinado assunto e admitiu isso. Para outros isso não é verdade, pois o conceito de humildade surgiu na época do Cristianismo apenas e que de maneira nenhuma foi abordado por Sócrates.

Existe ainda uma das versões que diz que essa frase surgiu depois que Sócrates ganhou o título de homem mais sábio da antiga Grécia.

Quem foi Sócrates?

Sócrates foi um dos principais pensadores da Grécia antiga, foi um dos fundadores do que conhecemos hoje como a filosofia ocidental. Teve uma influência bem grande de outro filósofo importante chamado de Anaxágoras. Os primeiros estudos e pensamentos seus discorrem em torno da alma humana.

Os contemporâneos da época, consideram Sócrates como um dos homens mais sábios e inteligentes que existia. Em toda a sua obra deixa claro que tinha um interesse muito grande em levar seus conhecimentos para todos os cidadãos gregos. Era através do diálogo que transmitia toda a sua sabedoria. As palavras eram instrumentos importantíssimos e que levavam o conhecimento sobre as coisas do ser humano e do mundo.

Existiam dois discípulos famosos que o seguiam, um era Platão e o outro Xenofontes. Infelizmente não existem registros por escrito sobre a sua obra e pensamentos. A frase mais famosa de sua obra e que com certeza você já deve ter até falado é a “só sei que nada sei”.

Grande parte da aristocracia grega não aceitava Sócrates, pois suas ideias iam totalmente contra o funcionamento da maneira que era a sociedade grega. Seus ataques a sociedade eram em relação as crenças religiosas e os costumes que segundo ele, não contribuíam para o desenvolvimento intelectual dos cidadãos.

Por ter ideias completamente inovadoras, a sociedade jovem foi atraída por suas ideias. Como possuía grandes qualidades como a oratória e a inteligência, sua popularidade aumentou. Ao contrário do que pensamos, a elite de Atenas passou a enxergar Sócrates como um inimigo e um grande agitador.

Em 399 A.C. foi condenado a se enforcar na sua cela. Sua prisão se deu graças as acusações que recebeu. Subversão, provocar mudanças consideráveis na religião, entre outras acusações foram dirigidas a ele.

O que quer dizer a frase “Só sei que nada sei”?

A frase “só sei que nada sei” ainda provoca muitas divergências entre os especialistas no assunto.

Sócrates ao dizer essa frase segundo algumas linhas de pensamento, está querendo dizer que é ignorante em determinados assuntos e que o conhecimento absoluto só existe de fato e com certeza através dos deuses. Resumindo, ele quer dizer que nós seres humanos não conseguimos ter a certeza absoluta de algo, mas também significa que isso não quer dizer que Sócrates seja ignorante.

Pessoas que utilizam o estilo de vida proposto por essa frase, assumem que não conhecem determinados assuntos, ao invés de sair falando aquilo que não sabem. Aquele que acha que sabe tudo não se abre para aprender coisas novas e normalmente não tem muita disponibilidade para aprender ou vontade.

Aquela pessoa que admite que não sabe determinado assunto, costuma demonstrar um interesse maior em aprender sobre algo.

Existem alguns pesquisadores que estudam essa frase até hoje e que defendem outros pontos de vista. Muitos afirmam que Sócrates estava sendo apenas irônico, e que essa maneira estratégica didática utilizada por ele, era apenas para chamar a atenção dos seus ouvintes.

O fato é que quando admitimos que não temos muito conhecimento de alguma coisa, aquilo se torna mais leve. O aprendizado acontece de maneira natural e sem cobranças.

Quando afirmamos que sabemos e de fato não sabemos, estamos indo contra a imagem que vendemos de nós mesmos. É preciso ficarmos atentos em relação a isso, para não parecer uma coisa e ser outra.

Entenda o método chamado de Socrático

O método que Sócrates mais utilizava, era o diálogo para que se chegassem à verdade sobre determinados assuntos. Na maioria das vezes eram feitas perguntas aos interlocutores sobre diversos assuntos até que todos chegassem à conclusão de que de fato não sabiam nada ou sabiam bem pouco a respeito de determinados assuntos e valores.

Pensando um pouco sobre esse método, a frase “só sei que nada sei” é bem propícia, pois faz você admitir assim que a repete que de fato não sabe sobre determinado assunto.

Existem filósofos que classificam o método de Sócrates em dois passos importantes, o primeiro é a ironia e o segundo a maiêutica.

Nesse primeiro passo era necessário admitir que você era ignorante e que era necessário se aprofundar melhor sobre determinado assunto ou então destruir qualquer tipo de conhecimento ilusório.

Já no segundo passo chamado de maiêutica, existe a luz que surge para dar conhecimento na mente de um indivíduo.

No mundo acadêmico existe também muito debate a respeito, pois uns fazem a defesa do método maiêutica, outros dizem que esse método utilizado por Sócrates nada mais é do que informações baseadas em elenkhós, cujo significado é refutação.

Praticar esse método pode ser excelente para fazer um grupo ter consciência de que terá que seguir estudando, pois no final não saberá de muita coisa.

O maior erro do ser humano é ele achar que sempre sabe de tudo e que não precisa mais estudar.