Uncategorized

Amém: o que significa, como surgiu?

A palavra amém tem um poder muito grande e o seu significado poucas pessoas conhecem. Mais presente na fé católica, ela é proferida principalmente depois das orações que os fiéis rezam. Conheça mais a seguir sobre essa palavra e o seu verdadeiro significado.

Os católicos tem mais familiaridade com a palavra amém, pois ela está presente no final de praticamente todas as orações.

Muitos não sabem, mas essa palavra existe desde a época dos apóstolos, e a sua pronúncia servia para confirmar todas as palavras de Jesus Cristo. Você que é religioso ou simplesmente curioso e sempre teve vontade de saber qual o verdadeiro significado dessa palavra, esse artigo é para você.

O que significa amém e como surgiu?

A palavra amém, vem do hebraico e significa “verdadeiramente”, “certamente” e “assim seja”. O hebraico é considerado o idioma mais complexo do mundo e essas não significam uma tradução literal. Diversos significados existem das letras que compõem cada palavra.

Além do Cristianismo, o Judaísmo e o Islamismo também utilizam a palavra amém.

Ela se tornou um termo universal, logo após ser traduzida para outros idiomas, encontrados na bíblia. Na época cristão, essa palavra era utilizada pelos apóstolos como um sinônimo de confirmação e concordância com o que Jesus Cristo dizia.

Em relação a sua grafia, ainda surgem algumas dúvidas como ela deve ser escrita, se amém ou ámem, muitos não sabem, mas essas duas formas estão corretas. Em inglês, ela é escrita de forma bem semelhante ao português, amen.

Você também vai ouvir essa expressão de forma popular, quando uma pessoa fala para outra que está esperando um milagre acontecer, é normal responder com um amém. Pronunciá-la dessa maneira reforça a esperança da pessoa que está esperando que o seu desejo se concretize.

Quando colocamos essa palavra no começo da frase, ela ganha um sentido de afirmação daquilo que está dizendo. Quando colocada no final, ela dá um sentido de confirmação daquilo que está sendo dito, significando que algo “será assim” ou então, “que seja assim”.

O que é o Cristianismo?

O Cristianismo é a religião que acredita nos ensinamentos de Jesus Cristo. Criada no século 1, mais precisamente na Palestina, possui diferentes vertentes como o Catolicismo, Pentecostalismo e Protestantismo.

Os cristãos acreditam que Jesus Cristo é o filho enviado por Deus para salvar a humanidade, pregando o amor ao próximo como principal lição. Como todos sabemos, ele foi condenado, perseguido e crucificado pelos romanos, que ficaram com inveja de seu poder perante o povo.

O surgimento de Cristo pelos judeus foi como uma espécie de salvação do mundo. Esse tipo de contexto era completamente ameaçador para o Império Romano, que o considerou blasfemo.

Jesus Cristo possuía 12 apóstolos que tinham como principal missão, levar os ensinamentos de Cristo para o mundo. Quando os pensamentos e lições de Cristo começaram a ser divulgadas pelo mundo, nasceu então o Cristianismo.

O discípulo Pedro, um dos mais importantes de Jesus criou o Catolicismo e cuidou da sua religião até os últimos dias. Os cidadãos que começaram a adorar Cristo foram perseguidos e mortos.

A palavra amém é utilizada pelo Cristianismo sempre ao final das preces milagrosas.

Quais são as principais crenças Cristãs?

Existem algumas diferenças de interpretações entre essas crenças consideradas cristãs, mas a maior parte delas acreditam em algumas coisas em comum. Veja abaixo que crenças são essas:

  • A Bíblia é o principal livro sagrado dessa crença e está dividido em dois momentos diferentes, o primeiro é chamado de Antigo Testamento e o segundo em Novo Testamento;
  • Deus é formado por três pessoas, Pai, Filho e Espírito Santo. Essa representação recebe o nome de Santíssima Trindade;
  • Não existe reencarnação, depois que a pessoa morre, ela vai para o lugar de acordo como viveu na Terra;
  • A volta de Cristo é certa e ela marcará o fim dos tempos.

Principais símbolos e festas cristãs

As religiões que celebram os ensinamentos de Cristo, possuem algumas datas de celebrações cristãs, muito importantes. Confira a lista a seguir e conheça:

  • Dia 25 de dezembro, é celebrado o Natal, principal festividade entre os cristãos, pois marca o nascimento de Jesus Cristo, essa data é uma das mais importantes;
  • A Páscoa é outra data comemorativa muito importante entre as pessoas que seguem a filosofia de Jesus Cristo, pois representa o momento em que ele ressuscitou;
  • O período de Pentecostes se dá exatamente 50 dias após a Páscoa, ela tem um significado de renovação da fé, é o momento em que o Espírito Santo paira sobre todos os fiéis;
  • De maneira natural, todas as vertentes surgidas a partir do Cristianismo celebram essas datas comemorativas.

Como toda religião e filosofia, os símbolos estão presentes e para o Cristianismo são comuns entre as igrejas. Os principais símbolos que compõem essa filosofia são:

  • Símbolo da cruz, presente principalmente no altar das igrejas, para os fiéis esse é o símbolo mais importante, pois representa a morte de Jesus para salvar a humanidade;
  • Símbolo do peixe, esse símbolo para os fiéis representa a multiplicação, a prosperidade e a abundância;
  • Símbolo do pão e vinho, este símbolo tem uma ligação muito forte com a última ceia vivida por Jesus Cristo junto de seus apóstolos. O pão representa o corpo e o vinho o sangue de Cristo.

Judaísmo e Islamismo, entenda o que são

O Judaísmo, assim como o Islamismo são religiões que também utilizam a palavra amém. O Judaísmo é considerado pelo povo judeu uma filosofia, religião e modo de viver a vida.

Sua origem se deu através da bíblia hebraica e da Torá escrita, além de pesquisas feitas em textos posteriores. Para os judeus, o Judaísmo era a expressão da ligação de Deus com os filhos de Israel.

Já o Islamismo ou Islã como também é chamado, é uma religião que possui diversos adeptos, com pensamentos completamente monoteístas, Maomé foi o profeta que fundou essa linha de pensamento.

O livro que norteia a fé dos seus fiéis chama-se Alcorão. É este livro que serve como base para a fé muçulmana.