Língua Portuguesa

Energúmeno: significados e conceitos

Algumas palavras da nossa língua portuguesa são estranhas, engraçadas ou ainda pouco utilizadas. Há também aquelas que possuem mais de um sentido e são chamadas de polissemia. Hoje trazemos uma dessas palavras que você certamente já ouviu de alguém mais velho ou em algum show de humor por aí: o termo energúmeno.

Mas você já parou para pensar o que exatamente significa essa estranha palavra? A seguir desvendaremos um pouco sobre ela.

Veja também – Significado de boçal

Significado de energúmeno

O significado atribuído a palavra energúmeno, segundo os dicionários, é bastante diferente do que ela comumente é utilizada no dia a dia.

Você com certeza já ouviu alguém te chamar assim, ou até mesmo se referiu a alguém dessa maneira em algum momento.

Saiba que segundo os dicionários o termo energúmeno significa nada mais que possesso. Mais precisamente aquele que está possuído por um demônio.

Já no sentido figurado, esse termo é utilizado de uma maneira completamente diferente do seu significado literal. Quando chamamos alguém de energúmeno queremos dizer que aquela pessoa é desnorteada, violenta, fanática, que se encontra exaltada ou ainda que fala ou gesticula com bastante veemência.

Mas o adjetivo clássico para a utilização desse termo é querer se referir a alguém como imbecil e idiota. Essa é a maneira mais conhecida de se referir a essa palavra.

Origem

Essa palavra tem sua origem na Grécia antiga, com a palavra energoumenos, que significa endemoninhado.

Particípio presente da palavra energéô, que por sua vez significa encontrar-se em ação, ou ainda resistir a uma ação ou força de origem sobrenatural.

Substantivo masculino

Como foi dito, essa palavra possui dois significados: um sentido antiquado e um sentido figurado. Há ainda mais uma definição figurada para esse termo mas que é pouquíssima utilizada.

Antiquado: Toda pessoa que por ventura foi dominada pelo demônio; Aquele que sofreu uma dominação através de uma obsessão, descontrole, raiva ou fúria; Pessoa que se encontra em delírio; Possesso por uma entidade demoníaca;

Figurado: Sentido informal da palavra, refere-se ao energúmeno como um sujeito imbecil; Pessoa que é considerada pelas outras como sendo alguém ignorante ou ainda, babaca; Pessoa boçal e idiota; Toda pessoa que possa ser considerada inútil, que não consegue fazer nada corretamente.

Figurado: Aquela pessoa que se encontra tomada por uma paixão, que acaba tendo atitudes e comportamentos excessivos; Aquele que torna-se intransigente.

Energúmeno

Definição de energúmeno

  • Sua classe gramatical é substantivo masculino;
  • A divisão silábica é feita da seguinte maneira: e-ner-gú-me-no;
  • O plural desse termo é energúmenos;
  • Essa palavra possui sentido feminino, que é energúmena.

Possessão do demônio

A ideia de pessoas possuídas por espíritos malignos contra sua vontade é tão antiga quanto a própria história da humanidade. A possessão demoníaca é a tomada de um ser humano por um ser demoníaco, ou sobrenatural, a um determinado grau que o indivíduo é controlado no todo ou em parte pelo demônio.

A pessoa que é possessa por demônios pode manifestar qualidades demoníacas em um minuto e então voltar em se estado normal no minuto seguinte. Na bíblia, acredita-se que a possessão demoníaca pode se manifestar de várias maneiras. Mas o objetivo dos demônios é rebaixar, contaminar e, finalmente, destruir um ser humano que é feito à imagem de Deus.

Em certos casos, indivíduos possuídos por demônios ouvem vozes que dizem para matar alguém, cometer suicídio ou cometer vários tipos de pecados. Entre as nações pagãs antigas, a possessão diabólica era frequente. No Antigo Testamento, temos apenas um exemplo, e mesmo isso não é muito certo. Somos informados de que “um espírito maligno do Senhor se perturbou”.

Fora do âmbito religioso, a doença conhecida como esquizofrenia poderia, em certos indivíduos, era considerada possessão demoníaca. Nesses casos a pessoa pode falar em vozes diferentes e agir de maneira bizarra. Num minuto ele poderia ser um indivíduo bom, calmo e normal, e no minuto seguinte ele poderia enfurecer-se, espumando pela boca e falar com uma voz completamente diferente.

Polissemia

A palavra polissemia refere-se a uma definição da língua portuguesa, mais precisamente da semântica, que é empregada ao se referir a alguma coisa que possui mais de um significado. Desta maneira, um termo polissêmico é referido para palavras que possuam inúmeros significados, mesmo que mantenham sua escrita e suas pronúncias iguais.

As razões para que ocorram a polissemia na língua portuguesa são diversos, mas alguns são destacados como os principais:

Para que você entenda melhor, ilustramos algumas frases com exemplos de palavras polissêmicas:

Banco

1° definição: instituição de transações, negociações e procedimentos financeiros;

Exemplo: Estive no banco o dia todo para pagar minhas contas;

2° definição: assento sem braços e sem encosto;

Exemplo: Sentamos em um banco de madeira muito confortável.

Cabo

1° definição: irregularidade geográfica;

Exemplo: Nas férias iremos para o Arraial do Cabo no Rio de Janeiro;

2° definição: cargo militar

Exemplo: O cabo do Exército Americano foi condecorado;

3° significado: Componente de determinado utensílio ou ferramenta, como espada, vassoura, rodo ou cabo de aço;

Exemplo: O cabo do rodo se quebrou.

Energúmeno

Diferença entre polissemia e homonímia

Algumas pessoas podem se confundir com relação a concepção desses dois termos. E isso é mais comum do que se possa imaginar. Por essa razão, é necessário entender e saber diferenciar um do outro.

Diferentemente da polissemia, que aponta várias interpretações de uma mesma palavra, a homonímia apresenta palavras que possuem sentidos distintos uma da outra, embora a escrita e até mesmo a pronúncia sejam iguais.

Para exemplificar melhor esse conceito, vamos demonstrar a seguir alguns termos usados de palavras homonímias:

Manga

1° definição: um pedaço de uma vestimenta, seja de blusa ou camisa. Essa palavra é originária do latim manica.

Exemplo: A manga da minha blusa rasgou.

2° definição: fruta originária da mangueira. Essa é uma palavra originária da malaila, manga.

Exemplo: O suco de fruta da manga é uma delícia.

Pena

1° definição: a pena é uma das estruturas epidérmicas responsáveis pelo revestimento externo distintivo ou plumagem, das aves. Essa palavra é originária do latim, penna.

Exemplo: As penas das galinhas estão por todo o galinheiro.

2° definição: uma punição, condenação, martírio piedade ou condolências. Essa palavra é originária da Grécia, poinê.

About the author

yasmin