Língua Portuguesa

Ética profissional: o que é? Qual sua importância?

Chamamos de ética profissional o conjunto de valores, princípios, condutas e comportamentos que são determinados, orientados, seguidos e supervisionados dentro do ambiente de uma empresa.

A ética profissional é muito importante para determinar como se darão as relações interpessoais, os negócios e as condutas frente às normas internas, legislação vigente e circunstâncias do ambiente de negócios.

Veja também – Significado de UF (Unidade de Federação)

Mundialmente a questão da corrupção envolvendo empresas e órgãos públicos tem feito com que as sociedades exijam que as empresas adotem e cumpram códigos de conduta ética. Desta maneira, espera-se que todos os membros de uma organização estejam conscientes sobre o comportamento que se espera deles e as consequências para os desvios da ética profissional.

Ética: conceito e significado

A palavra ética é um substantivo feminino que designa um campo da Filosofia que estuda os princípios que moldam os comportamentos humanos e também serve para definir um conjunto de regras utilizadas para orientar o comportamento dentro de uma sociedade.

Derivada da expressão em grego “éthos”, que significa a propriedade do caráter, a ética orienta o comportamento segundo os valores consagrados pela sociedade como não causar prejuízo ao próximo, não mentir ou não agir de maneira desonesta.

Para a filosofia, a ética nos ajuda a compreender os fatores que influenciam os comportamentos. Como os valores e normas morais são distorcidas ou alteradas ao longo do tempo. E, como a relação dos indivíduos com a ética influencia no destino de uma sociedade.

De maneira geral, entende-se por ética o conjunto de normas e princípios que orientam a conduta de grupos ou indivíduos dentro do convívio social. A ética não são leis, porém a legislação é formulada a partir de preceitos éticos que devem ser observados.

O que é ética profissional?

Na prática profissional agir de maneira ética é realizar as atividades seguindo os padrões convencionais, cumprindo as leis e as normas que regem a profissão ou a função. É o conjunto de princípios morais e práticos que deverão orientar a consciência e a conduta do profissional durante o exercício profissional.

O profissional que atua de maneira ética realiza suas funções seguindo as orientações e valores morais determinados pelo grupo ao qual ele pertence. Portanto, a ética médica é organizada de acordo com os entendimentos deste grupo sobre o que é certo e o que é o errado na prática da medicina.

A ética profissional não se dá apenas no respeito às leis e as normas da categoria, ela também se traduz em ações pequenas e cotidianas como no respeito, gentileza, ajuda, paciência e colaboração com os demais colegas de trabalho.

O respeito à ética profissional se traduz em mais eficiência, produtividade e qualidade na medida em que se respeita as normas, valoriza-se os relacionamentos saudáveis e busca-se seguir os métodos que já foram testados e aprovados.

Ética profissional

Para que serve a ética profissional

O sucesso ou o fracasso de uma empresa não depende somente da quantidade de vendas que realiza ou das características de seus produtos ou serviços. Apesar de serem de grande importância, além destas questões, existem outras variáveis como a economia, a concorrência, a legislação e até a ética de seus profissionais.

O comportamento ético daqueles que administram a empresa ou que realizam as tarefas operacionais no cotidiano pode influenciar na imagem e no desempenho de uma empresa. São comuns os casos de empresas que são vistas negativamente no mercado em razão do comportamento errado de algum de seus funcionários.

O contrário também é verdade, empresas que se comportam de maneira ética frente aos seus clientes, concorrentes ou a sociedade como um todo possuem uma boa imagem que é associada à confiança, honestidade e credibilidade.

Além de orientar como deve ocorrer a conduta de seus colaboradores a ética profissional também serve para moldar os princípios pelos quais aquela organização quer ser reconhecida.

A cultura organizacional também é fruto da consciência ética daqueles que trabalham na empresa. Um ambiente no qual os valores éticos não são respeitados contamina os relacionamentos, influência as decisões e transforma a maneira como as pessoas pensam e agem.

Já a preocupação com a ética profissional e empresarial ajudará a empresa a estabelecer uma boa imagem, determinar seus valores e auxiliará na perpetuação da companhia ao longo do tempo. Isto irá se refletir na maneira como o mercado enxerga a empresa e no nível de satisfação e orgulho de seus funcionários.

Ética profissional

Código de Ética Profissional e Empresarial

Ao longo do tempo, muitas empresas foram construindo os seus próprios regimento internos de comportamento visando dar conta das mudanças sociais e dos mercados que atuavam. Porém, nas últimas décadas tornou-se comum que muitas organizações, inspiradas pelos códigos de conduta das associações profissionais, também criassem os seus próprios Códigos de Ética Empresarial.

O Código de Ética pode ser de uma categoria profissional ou de exclusividade de uma organização. Os conselhos profissionais, como o Conselho Federal de Medicina, possuem códigos de ética próprios sob os quais estão submetidos todos os profissionais inscritos nesta associação. Desta maneira, é comum expressões como ética médica, ética religiosa, ética governamental e ética empresarial, entre outros.

Apesar de cada categoria profissional possuir sua própria orientação ética, que procura considerar as particularidades da área de atuação, existem alguns valores que são universais para todas as profissões como ser honesto, agir com responsabilidade, manter sigilo profissional, não usar de má-fé, etc.

Já os códigos de ética empresarial são formulados pelas empresas e abrangem as normas, valores e procedimentos que todos os profissionais da instituição devem seguir. Nele estão descritas orientações quanto a conduta durante as relações com o mercado, as normas para os relacionamentos internos, os procedimentos frente a situações que possam ser consideradas anti-éticas, assim por diante.

Enquanto no caso do código de ética profissional, a fiscalização fica a cargo da associação que o redigiu já no caso das empresas o descumprimento das normas contidas no código é verificado e avaliado pelas áreas envolvidas na construção deste documento como recursos humanos, gerências e diretorias.

Em ambos os casos o descumprimento do código de ética poderá levar o infrator a sofrer punições que vão de uma simples advertência, até a expulsão da categoria profissional, demissão da empresa e até a sanções legais previstas na lei, dependendo da gravidade do fato ocorrido.

About the author

yasmin