Expressões em latim

PS: veja aqui os vários significados da sigla

Você já viu em mensagem, em filme, em livros, já usou e já deve ter visto alguém usar, mas provavelmente não sabe o seu significado. Estamos falando da sigla “PS”.

Não está lembrando? Aquele lembrete que vem no final de uma mensagem, geralmente usado para mencionar algo importante, reforçar um ponto ou fornecer uma informação adicional.

Talvez você use com mais frequência uma das variantes possíveis aqui no Brasil, o “Em tempo” e o “Obs”.

Lembrou agora? Deve ter caído a ficha de modo fulminante. “É mesmo, eu sempre utilizei isso, mas nunca tive a curiosidade de saber o significado”.

Pois bem, este texto do Definição.Net vai explicar para você o que significa a sigla PS, o do seu uso mais corrente, e apontar outras possíveis significações no nosso país e  no exterior.

Acompanhe o texto a seguir para saber qual termo o PS abrevia.

A origem

PS, o lembrete que marca o final de mensagens de textos, recurso empregado desde os tempos antigos, quando a principal forma de comunicação era por meio de cartas, papiros, teve sua origem no latim e nada mais é do que uma abreviação de “post scriptum”.

E no nosso idioma tal expressão se equivaleria a qual termo? “Post Scriptum” seria o mesmo que “escrito depois”.

Por que se usava PS nos tempos antigos?

Não era algo intencional. Devemos lembrar que a escrita em papel por muito tempo foi o principal meio de comunicação, o único possível de atravessar grandes distâncias sem necessitar falar diretamente com o interlocutor. E produzir papel para esse fim e enviar uma mensagem não era um processo simples e barato.

O papel era feito com pele de animais, uma das maiores fontes de riqueza que se podia ter, porque além de servir de alimento, eram fontes de renda no comércio e podiam servir de moeda de troca para adquirir outros produtos e víveres. Portanto, sacrificar um animal para a produção de papel que não seria utilizado ou acabaria sendo inutilizado em razão de alguma imprudência, era um grande desperdício.

Por isso, as cartas precisavam ser muito bem pensadas antes de serem escritas, pois se esquecer de um detalhe, colocar uma informação errada, borrar a escrita de modo que ficasse ilegível seria inviabilizar de todo o material, o envio, não era possível recuperar ou apagar o que fora escrito, as mensagens eram postas com tinta e pena.

Até que um dia, mais um se valendo do recurso de papel animal para transmitir uma mensagem se viu diante desta infelicidade de cometer um erro ou esquecer-se de uma informação importante. Seja pela urgência de envio, seja por não querer gastar mais recursos, acabou inventando uma solução que atravessou eras: acrescentar a informação ou a correção que precisava precedida de um post scriptum que, com o tempo, foi simplesmente abreviado para PS.

Ficou entendido para quem recebia a mensagem de que aquela informação foi posta depois de ter se escrito o conteúdo da mensagem que acabara de lera.

Veja também:

E por que se usa PS até hoje?

Ao se inteirar sobre o contexto da época que o PS foi inventado e ter em vista as diversas mudanças que os meios de comunicação sofreram até chegarmos aos dias atuais, é válido o questionamento de porque ainda se utilizar o PS, ou os seus equivalentes em Português, já que dispomos de meios para torná-lo desnecessário?

Carta, pouquíssimas pessoas utilizam atualmente, papel, usamos a versão digital que é mais prática e barata, entraves como de ser obrigado a acertar de primeira já não existem, pois qualquer texto é facilmente editável ao toque de um botão. Por que raios as pessoas ainda utilizam o PS?

Simples: de fato não é mais uma necessidade, no entanto o PS continua a se manter presente, pois é percebido como um interessante estratagema, recurso de retórica. Se você quer destacar algo de sua mensagem, reforçar um aspecto, uma informação, o PS é útil para causar esse efeito pelo fato de se encontrar em região de destaque dentro do texto, geralmente é posto após espaçamento do grosso do conteúdo desenvolvido, e visualmente não gera sensação de desalento, pois normalmente não traz conteúdo carregado, parágrafo muito extenso.

Acresce que também se mostra de boa utilidade na ocorrência de lapsos de memória na qual obriga a inserção de informação no texto. Caso venha a encontrar dificuldade de adicionar o acréscimo de modo que fique agradável na leitura ou que mantenha a coesão textual, o PS é uma boa saída.

Também há a questão do tempo. Se estiver com muita pressa ao ponto de não poder gastar alguns instantes para fazer uma releitura ponderar sobre o melhor trecho a se incrementar com o informe, o PS resolve a questão.

Outros possíveis significados de PS

É preciso considerar o contexto em que está inserido e de quem está recebendo a mensagem que contenha um PS, dependendo do lugar e da origem do texto a sigla pode representar a abreviação de outro termo e ter um significado completamente diferente. No Brasil, outras possibilidades de se usar o PS são para se referir ao Pronto Socorro, aos Partidos Socialistas e também para fazer referência ao Pastor de uma igreja pentecostal.

Nos EUA, PS é indicativo de Premium Service, um serviço oferecido pela companhia aérea United Airlines, para mencionar o livro bíblico dos Salmos, que escreve-se, nesse caso, como Psalms, e para fazer alusão ao videogame Playstation.

Na Alemanha, PS é sigla de “pferdestärke”, que significa “potência”.

Há também um jogo de videogame chamado Post Scriptum.

Considerações finais

PS é a abreviação do termo em latim “post scriptum” que significa “escrito depois”. Foi um recurso desenvolvido pelos antigos, que escreviam mensagens em papiros, para evitar a perda de material caro. Escrevendo uma informação adicional ou uma correção utilizando o termo indica para o destinatário que o trecho foi escrito depois de concluído o texto principal, por isso se encontra depois de concluído o grosso do conteúdo.

Hoje continua-se a se usar a sigla PS apesar de não ser mais um expediente necessário para evitar desperdício, pois é visto como um bom recurso de retórica para reforçar um trecho ou para destacar uma mensagem.

Gostou do conteúdo?

Então curta, compartilhe, avalie. Leia mais de nossa sessão de latim.