Língua Portuguesa

Hipérbole é uma figura de linguagem: veja como utilizar

As figuras de linguagem são muito utilizadas na língua portuguesa. Uma dessas figuras é a hipérbole, ligada principalmente a toda expressão exagerada de algo. É considerada um recurso importante estilístico que aumenta toda a expressão de uma escrita. Saiba mais sobre esse recurso de linguagem e enriqueça à sua maneira de expressão.

Saber se expressar de maneira correta é muito importante. Seja no mundo corporativo, familiar ou entre amigos, é fundamental saber transmitir a sua opinião sobre algo.

A língua portuguesa possibilita a utilização de diferentes figuras de linguagem. Uma delas é a hipérbole, que está muito presente no nosso dia a dia e você nem sabe.

No texto de hoje você vai aprender o seu significado e como utilizá-la corretamente. Afinal de contas, todos querem melhorar a sua expressividade, não é mesmo?

Afinal, o que é hipérbole?

Por incrível que pareça, os brasileiros adoram exagerar em tudo o que falam. A hipérbole é muito utilizada nas frases, sem sequer sabermos que a estamos utilizando.

Veja também – Despacito: tradução e significado

Ela é caracterizada principalmente pelo excesso de exagero em alguma ideia com a finalidade de aumentar a intensidade da expressão. Ela é utilizada de maneira intencional, graças ao emprego de palavras ou expressão.

Qual a etimologia e origem da palavra hipérbole?

A palavra hipérbole se originou a partir da língua grega. Depois disso surgiu o termo hiperbolé que originou o termo latino chamado hyperbole.

Finalmente então, surgiu a palavra hipérbole que utilizamos até hoje no nosso dia a dia.

O prefixo hiper significa etimologicamente, por cima, sobre, além. Já o sufixo bole, significa lançar, atirar. Portanto, temos a expressão atirar para cima ou lançar além.

Por conta disso, se obtêm o verdadeiro significado dessa palavra que tem o sentido de exagero, excesso.

Figuras de linguagem: entenda o que são?

Figuras de linguagem podem ser entendidas da seguinte maneira, elas podem ser utilizadas para que as mensagens transmitidas sejam muito mais expressivas. Muitos profissionais como escritores, compositores e poetas utilizam esse recurso chamado de estilístico nas suas obras. Mas, no nosso cotidiano elas também são encontradas em grande escala.

As figuras de linguagem podem ser divididas em quatro tipos, são elas: figuras de construção, som, pensamento e palavra. A seguir fizemos um pequeno detalhamento dessas figuras para você conhecer. Acompanhe:

O que é uma figura de som?

Esse tipo de figura é chamado também de figuras de harmonia. Basicamente, ela é constituída de algumas palavras, letras e sílabas que possuem uma sonoridade com efeito ideal para o que se quer transmitir de fato.

Existem alguns casos em que o som marca o ritmo produzido no texto. Em outros, existe apenas a semelhança dos sons com as palavras. Essa proximidade das palavras é chamada de rima.

Existem ainda alguns casos, em que alguns sons são produzidos de maneira intencional, como a imitação de animais, objetos e máquinas.

Hipérbole

O que é uma figura de pensamento?

As figuras de pensamento caracterizam-se principalmente, quando alguma palavra ou expressão é utilizada com a intenção de contrariar ou causar impacto no leitor.

Ou seja, ela acontece quando existe a aproximação de palavras opostas ou quando alguns termos exageram ou suavizam alguma ideia que precisa ser transmitida.

A hipérbole entra exatamente nesse tipo de figura.

O que é uma figura de palavra?

Neste tipo de figura, uma palavra ou termo é utilizado no lugar de outro. Ela pode ser usada também para materializar algum pensamento que não existe um termo específico.

As palavras empregadas justificam-se por conta da relação próxima que cada uma tem entre si. Metáfora, sinestesia e catacrese, entram como exemplos desse tipo de figura.

O que é uma figura de construção?

As figuras de construção também recebem o nome de figuras de sintaxe, criação ou sintáticas. Elas estão relacionadas a todas as normas cultas de estruturação de hierarquia entre as palavras.

É normal percebermos que esse tipo de figura promove a inversão de alguns termos da oração. Elas estão relacionadas basicamente a estrutura gramatical de uma frase, modificando inclusive o seu período.

Como exemplo, podemos citar a zeugma, elipse, anacoluto, hipérbato, silepse, anáfora, pleonasmo, polissíndeto e assíndeto.

Conheça algumas frases com hipérbole usadas no dia a dia

No dia a dia utilizamos a hipérbole diversas vezes, sem percebermos. Separamos algumas dessas frases que provavelmente já fizeram parte do seu vocabulário. Acompanhe:

  • Essa história que você me contou é muito engraçada, morri de tanto rir;
  • Você já pegou essa caixa na mão? Ela pesa duas toneladas e não consigo levar;
  • Já repeti isso um milhão de vezes, portanto, não vou falar de novo;
  • Há séculos que espero por esse dia;
  • Tive que desembolsar rios de dinheiro para fazer essa reforma;
  • Esperei tanto, que morri de fome;
  • E agora, terei que esperar para dormir? Vou acabar morrendo;
  • O motorista voou, mas infelizmente não chegou ao destino;
  • Olha, esse ônibus leva uma eternidade para começar a andar;
  • Presta atenção, essa mala pesa três toneladas;
  • Estou quase morrendo de tanto frio;
  • Chorei baldes de lágrimas;
  • Está um calor de matar mesmo;
  • Não tenho paciência! Você demora séculos para se arrumar;
  • Sou forte como um verdadeiro touro;
  • Estou com uma fome de leão;
  • Olha, você já está careca de saber, que eu não disse isso;
  • Morri de tanto estudar.

Conheça algumas frases com hipérbole usadas na música e na literatura

A hipérbole é geralmente usada na nossa linguagem corrente, mas também está presente com diferentes tipos de propagandas com o intuito de dar mais ênfase a algum serviço ou produto.

É comum inclusive, ver algumas vertentes mais humorísticas no aumento exagerado dessas características do serviço ou produto em questão.

  • Olavo Bilac: Rios te correrão dos olhos, se chorares;
  • Gilberto Gil: Pela lente do amor, vejo tudo crescer, vejo a vida mil vezes melhor;
  • Roberto Carlos: Eu quero ter um milhão de amigos e bem mais forte, poder cantar;

Hipérbole na matemática

Existe hipérbole na matemática também, ela é uma seção cônica que é definida como uma interseção entre uma superfície cônica e circular regular e outro plano que atravessa essas duas metades desse cone. Obviamente, sem que esse tipo de plano esteja paralelo à linha que está oposta a esse corte.

Ela também indica toda a seção desse corte ou então uma das duas curvas que as formam. Essas duas curvas são iguais e recebem o nome de hipérbole oposta.

About the author

yasmin