Língua Portuguesa

O que é sintonia? O que significa?

Você já conheceu alguém com quem você se conectou imediatamente? Você sabia que essa pessoa seria sua amiga depois de conversar com ela por apenas alguns minutos? Às vezes, você fala com alguém que faz você sorrir ou se sentir feliz de uma maneira natural? A personalidade daquela pessoa está em harmonia com a sua. Parece que ela pode te entender perfeitamente e está em sintonia com você…

O que significa sintonia?

A palavra sintonia possui duas definições bastante distintas.

Veja também – Significado de abrupto

A primeira se refere a um estado em que o som musical correto é tocado ou cantado por alguém, como a condição de produzir notas e intervalos com precisão de tom, como um violão que é ajustado até que esteja em sintonia. Assim como o ajuste correto de um rádio, televisão ou algum outro circuito eletrônico com respeito à frequência requerida.

A segunda se refere a um estado de espírito, disposição e humor em que as pessoas concordam ou entendem umas as outras. Esse segundo significado ainda se estende para um estado em que uma coisa concorda ou combina com a outra.

Estar em sintonia com alguém ou algo significa entender essa pessoa ou coisa naturalmente. Se você está em sintonia consigo mesmo, significa que você se conhece bem e se sente confortável em sua própria pele.

Você já conheceu duas pessoas tão sintonizadas que elas são capazes de terminar as frases uma da outra?

Se uma pessoa realmente ama seu trabalho, você pode dizer que essa pessoa está em total sintonia com a sua profissão.

Trata-se também de entender e compreender os sentimentos, opiniões ou necessidades de uma pessoa. Ser semelhante a alguma coisa que combina com você, correspondendo e valorizando aquilo ou aquele alguém. Em palavras mais simples, estar de acordo com as ações do outro.

sintonia

Sintonize com os outros

Sem sintonia, não há amor, não temos compaixão uns pelos outros, não somos capazes de perdoar e jamais seríamos capazes de ser bondosos e criar laços de amizade com alguém.

Os colapsos empáticos agitam a sustentação do convívio. Não é difícil recordar de um momento da vida em que nos sentimos incompreendidos e que alguém com que você se relaciona não dá o devido valor aquele sentimento.

Somos indivíduos que necessitam de empatia. Precisamos estar sintonizados com alguém. Mas quando isso se torna algo superficial, ou inexistente, se torna incômodo para a convivência.

Muitos problemas que ocorrem com um casal ou no seio familiar são causados a partir dessa ausência. Com a falta de sintonia, dificilmente os problemas terão solução. Entretanto, quando estamos sincronizados, até mesmo os mais difíceis problema têm solução.

Essa sincronia vai calmamente construindo pontes em um relacionamento. Ao se fazer presente, torna-se mais fácil lidar com aquilo que é difícil no dia a dia. Uma sintonia que se faça presente oferece uma visão limpa e traz informação privilegiada daquilo que é mais importante para o outro.

Como sintonizar melhor com alguém?

A sintonia com o outro envolve estar em sintonia com nós mesmos. Estar em sintonia com os outros, estar no mesmo comprimento de onda, é uma habilidade vital, mas muito negligenciada.

“Você não está me ouvindo” é uma queixa frequentemente afirmada por pessoas que sentem que os outros não estão entendendo ou apreciando seu ponto de vista. Assim, os conflitos ocorrem.

Quando o seu rádio está sintonizado corretamente na sua estação favorita, a transmissão vem em alto e bom som. Sem qualquer estática ou sobreposição de frequências, você relaxa e aproveita a música ou o programa.

Emoções e sintonização operam da mesma maneira nos relacionamentos. Quando alguém te ouve atenciosamente e responde sinceramente, você é atraído por essa pessoa. Não há estática na comunicação dele ou dela e você se sente compreendido, o que torna o relacionamento mais fortificante.

A sintonização é a mesma em qualquer relacionamento, não importa o que seja – amigo, cônjuge, filho ou pai. Quando seu relacionamento está sintonizado, você pode expressar suas emoções claramente, e não precisa lutar para ser ouvido.

Você colide menos e se diverte mais, partilhando os seus pensamentos genuínos, ouvindo com maior empatia e consideração, sendo definitivamente mais altruísta. Estas são as verdadeiras ferramentas para viver o momento e extrair mais dos seus relacionamentos.

sintonia

Saber quando você está harmonizado com alguém, assim como saber quando não está, é de fundamental importância para melhorar seus relacionamentos. É impossível ouvir verdadeiramente alguém quando sua atenção está dividida. Ninguém gosta de competir por atenção.

Embora a tecnologia tenha melhorado muito nossa capacidade de compartilhar informações, ela não substitui o contato humano real. Para uma comunicação emocional realmente satisfatória, você terá que se afastar da tela do celular, tablet, computador ou TV e olhar nos olhos da outra pessoa.

Conforme apropriado, confira suas intuições empáticas. Faça perguntas simples, como:

  • Como você estava se sentindo?
  • O que você quis dizer em determinado momento?
  • Como você se sentiu ao passar por determinada situação?

Lembre-se disso: a empatia é um tipo de prática de atenção plena, sustentando a atenção desta vez para o mundo interior de outra pessoa. E quando chegar a sua vez de receber empatia, você saberá melhor o que está pedindo.

A melhor maneira de conseguir que alguém se sintonize com você é entrar em sintonia com alguém antes.

Para um relacionamento saudável

  • Existem diálogos falados e não falados. É bom ser franco e direto, com espaço para a diferença nas visões de mundo;
  • Há empatia ou entendimento preciso do mundo do outro, visto, sentido e compreendido de dentro;
  • Existe espaço para a individualidade e, ao mesmo tempo, coesão;
  • O poder é distribuído igualmente e o conflito é tratado de forma transparente por meio de negociação, sem força ou ameaça;
  • Há expressão de forte emoção e medo mais profundo por cada uma das pessoas envolvidas sem abusos ou danos causados;
  • Adultos não devem envolver as crianças em desacordos normais;
  • Sentir o que se sente em vez do que se deve;
  • Há espaço suficiente para o perdão e a redenção, que liberta cada um sem acusação.

About the author

yasmin