Mitologia Grega

Hipnos é o deus grego do sono. Veja mais!

Hipnos, de acordo com a mitologia grega, é o deus do sono, ou, em outras palavras, “personificação do sono, e da sonolência; mas não do cansaço no que diz respeito à fadiga.”

O termo “hipnose” ganhou esse nome justamente por ser uma prática psicológica que envolve transe e relaxamento hipnótico, características do deus Hipnos.

De acordo com a Ilíada, de Homero, ele morava com a sua esposa, Grácia Pasitea, em Lemnos.

História de Hipnos

Hipnos era filho da deusa da noite Nix e Érebo, criador das trevas e personificação da escuridão e da sombra, e era irmão gêmeo de Tânato, a personificação da morte. Segundo o mito, que eles habitavam os Campos Elísios conhecido como o “País de Hades”, o mundo subterrâneo. Assim, Hipnos vivia em silêncio num palácio construído dentro de uma caverna, local tranquilo e ideal para dormir, já que não recebia a luz solar.

Veja também – Significado de isento

Após seu casamento com Grácia, Hipnos concebeu os mil Onírios, deuses dos sonhos sendo que três destes estavam encarregados de distribuir os mais variados sonhos para os adormecidos: Morfeu (criador dos sonhos), Icelos (criador dos pesadelos) e Fantaso (criador dos objetos oníricos). Além disso, sua filha “Fantasia” distribuía os sonhos aos acordados, sendo a criadora de monstros e devaneios.

Ainda de acordo com a mitologia, o deus pairava suavemente sobre o planeta, levando a todas as criaturas vivas o descanso abençoado e restaurador.

Genealogia de Hipnos

São os irmãos de Hipnos, segundo os gregos:

  • Tânato, deus da morte;
  • Éter, deus do céu;
  • Hespérides, deusa da tarde;
  • Filotes, deus da amizade;
  • Geras, deus da velhice;
  • Momo, deus da ironia e do sarcasmo;
  • Oizus, deus da miséria;
  • Nêmesis, deusa da vingança;
  • Quer, deusa do destino do homem em seus momentos finais;
  • Moros, deus do quinhão que cada homem receberá em vida;

Representação de Hipnos

A imagem de Hipnos é representada por um jovem alado nu tocando uma flauta para os humanos, no intuito de fazê-los adormecer. Às vezes é mostrado como adormecido em um leito de penas com cortinas negras à volta.

Em contraposição ao seu irmão gêmeo Tânato, que usava peças prateadas, Hipnos possui sua vestimento essencialmente dourada.

Artigos relacionados:

About the author

Vitória Alice